09
Out
08

Põe-te lá a jeito

Põ-te mais a jeito

Põe-te mais a jeito

O mais importante nesta altura é ninguém confiar em rumores nem boatos. Confiem naquilo que eu e outros responsáveis disserem publicamente. Isto é muito importante em momentos de incerteza”.
Vítor Constâncio, Governador do Banco de Portugal

Está-se mesmo a ver que é no Constâncio que vou confiar. Uma tal personagem que representa muito daquilo que eu mais desprezo na politica, a soberba, a cegueira com a realidade de vida dos outros, a sua indiferença a tudo o que de mau lhes aconteça enquanto se paga a si próprio ordenados e benesses de um autentico nababo, quer que eu só acredite naquilo que ele e outros responsáveis pela crise nos diga. O Deus das finanças, a palavra séria e competente. Pois é mesmo em gente como ele que mais desconfio, que sei terem a cara de pau suficiente para nos dizerem amanhã exactamente o contrário do que dizem hoje e ainda nos atirarem com a culpa, mas sobretudo com o custo, para nos fazerem pagar a nós pelos seus erros enquanto eles nada sofrem. Quem fala de tempos de incerteza não nos pode vir querer vender certezas.


5 Responses to “Põe-te lá a jeito”


  1. Outubro 9, 2008 às 02:32

    “Confiem naquilo que eu e outros responsáveis disserem publicamente.”

    ahahahahahahah
    vai começar o espectáculo!
    ahahahahahahah
    Ó Constanti-ninho vai lançar postas
    pa outra banda
    e vai dar banho à minhoca num viveiro com trutas, sem problemas, elas são de confiança.
    ahahahahahahah

  2. Outubro 9, 2008 às 12:53

    Desconhecia a existência deste reduto contestatário, até há um bocadinho atrás, em que visitei o outro Kaos, o do blogger.
    Trata-se então de uma segunda vaga, uma espécie de resposta aos moscardos com a utilização de uma rede mosquiteira. Acho bem. O ideal seria o Dum-Dum altamente concentrado, mas como o odor ainda não se consegue propagar por via informática…
    Para mim até me dá mais jeito, visto que o Blogger, aqui no meu retiro laboral está “cortado” através de um censor informático que dá pelo nome de “Websense”. O acesso ao wordpress é livre. Por enquanto.
    Saudações do Marreta e dá-lhes com o mata-moscas!

  3. Outubro 9, 2008 às 23:46

    Não sei se isto será a solução, mas serve como experiência. O bombardeamento dos espaços de liberdade de expressão ainda está na sua fase ingénua: amanhã, será pior.
    O problema do wordpress, quanto a mim, é que não tem aquelas ferramentas simples do Blogger, mas se tiver de ser…
    Boa navegação

  4. Outubro 10, 2008 às 16:38

    Olá amigo

    Boa ideia, um (blogger) para a malta descarregar o fel malcheiroso e inútil, outro (wordpress) para o pessoal ver, ler, comentar e pensar. Bem pensado.

    Já agora em relação a este malcheiroso do teu post, anda, anda e ainda nos diz que quer um aumentisito porque a vida está má.

    Abraço

  5. 5 Cirrus
    Outubro 12, 2008 às 16:23

    Este senhor teve a minha consideração durante muito tempo, e por vezes considerei-o como um entendido de economia. Mas afinal, não, o homem é mesmo entendido em finanças, o que nem sempre é a mesma coisa. É um analista frio, de números inflexiveis, que não quer saber de nada senão o seu próprio bem estar, bem como o do seu partido.

    Assemelha-se, a cada dia que passa, àquela besta do presidente do BCE, mas com uma diferença: ainda por cima, tem a mania… Vá-se lá saber onde arranjou tanta lata…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 716.831 hits


%d bloggers like this: