Arquivo de Novembro, 2008

30
Nov
08

Verdades absolutas

Esquerdas

Esquerdas

Ouvir o Jerónimo de Sousa, por muito empolgante que possa ser para os seus camaradas, só me deixa desgosto e retira esperança. Esta eterna arrogância de se ser único, de se ser sozinho, de se ser dono de toda a verdade e saber. Esta necessidade de se ser o dono da esquerda, de todas as verdades e certezas. Eu, não tenho certezas nenhumas, só dúvidas e a esperança de encontrar outros que juntos comigo também procurem soluções. Tantas verdades absolutas assustam-me.

30
Nov
08

Banco’s Eleven

BPP

BPP

Depois de já ter ouvido que o Constâncio anda há vários dias a trabalhar intensamente para o Banco Privado Português, embora, se somos nós que lhe pagamos um ordenado de nababo, era para nós que o devia estar a fazer…se soubesse. Hoje foi o Berardo que nos veio dizer que, se o estado apoiasse o BPP então também o devia ajudar a ele que também perdeu dinheiro na especulação bolsista. O Engenheiro informou-nos que o Estado ia ajudar o Banco, o Júdice aplaudiu enquanto ao fundo passava o Bilderberg Pinto Balsemão. Uma imagem digna de qualquer filme dedicado à Máfia.

29
Nov
08

Orçamento 2009

A prova dos 9

A prova dos 9

Depois do paraíso apregoado, mesmo quando estávamos a ficar mais pobres todos os dias, é a crise internacional que assume todas as culpas. Gostava de ter a certeza de que todas aquelas contas estão certas, especialmente agora que me avisaram que ele é o pior Ministro das Finanças de 19 países da União Européia. Como acontece com qualquer merceeiro, convém conferir as contas e fazer a prova dos nove.

29
Nov
08

Um conselho sem conselhos

Conselho de escola

Conselho de escola

Na sexta-feira passada, Álvaro Almeida dos Santos afirmou, após um encontro com a ministra para conhecer as alterações ao modelo de avaliação propostas pelo Governo, que este órgão consultivo “provavelmente” manteria o pedido de suspensão do processo.
O Ministério da Educação diz que a maioria dos membros do Conselho de Escolas (CE) concordam com as alterações introduzidas no modelo de avaliação de professores. A tutela esteve reunida com aquele órgão consultivo que representa os conselhos executivos e o secretário de Estado adjunto da Educação, Jorge Pedreira, avançou a reacção dos conselheiros. “A larguíssima maioria dos conselheiros o que disseram foi que as medidas eram as medidas necessárias e suficientes para que o processo de avaliação de desempenho se possa agora desenvolver”, disse.

Se não me engano, ainda a semana passada o CE tinha votado por maioria a suspensão da avaliação dos professores, facto que me faz ficar estupefacto. Votaram a suspensão do processo e agora com algumas mudanças de visual já pode ser aceite? Não é um Conselho, um órgão que deveria ter como função dar conselhos. Se havia forma de manter o processo de avaliação com algumas mudanças, como agora parecem defender ao aceitar a proposta da Ministra, não deveria ter sido o conselho a aconselha-lo à ministra em vez de propor a suspensão? Assim só provam que não servem para nada. Não são órgão consultivo porque não assumem essa responsabilidade e só servem para tentar vender uma imagem de legitimidade e aceitação social das leis da Sinistra. Demitam-se.

28
Nov
08

A falta do Zé

A quem faz falta o Zé?

A quem faz falta o Zé?

O Bloco de Esquerda zangou-se com o Zé e acabou esta “união de facto” que nunca conseguiu passar de um casamento. O Zé, que de homem honesto que ia limpar toda a corrupção e endireitar todos os processos, passou a possível candidato do PS de António Costa nas próximas autárquicas. Afinal o Zé sempre faz falta a alguém.

28
Nov
08

FENPROF 2008 TOUR

Hipocrisia

Hipocrisia

Não vi mas li. Parece que a Manuela Ferreira Leite teve tempo de antena no tempo de antena da FENPROF. À FENPROF, só lhes posso dizer que andam em muito más companhias embora estou certo que ouvirei que a utilizem “por razões tácticas”. É bom é que explique aos professores que essa Doutora ainda há seis meses desafiava o Sócrates para ele manter a Sinistra e a sua avaliação. Agora só diz o contrário para tentar “apanhar” uns votos, ou seja para ela são “razões tácticas”. Quem ganha mais nesta simbiose de razões tácticas não sei, mas pelo Menos a Manelinha devia ter vergonha da figura “populista” que tanto criticava e agora faz. O Sindicato, esse devia escolher melhor as companhias.

27
Nov
08

Fugir para a frente

Fogo com fogo

Fogo com fogo

Já aqui o referi muitas vezes, não entendo nada de economia, mas honestamente parece-me que este pessoal que reina nas cadeiras do poder também não. Nem as suas propostas parecem fazer muito sentido, nem as contas bater certo. O Cherne fala da possibilidade do não cumprimentos dos défices dos países europeus e fala em dois anos. O Almunia, logo ali ao lado dele, não tardou a deitar água na fervura para explicar que falam de poucas décimas no défice e que durava só um ano. Que eles não se entendam, eu entendo, mas não compreendo muito bem, como é possível, pagando 1,5% do PIB ao criado fundo de crise da União Europeia, mais conhecido pelo “Bolo das ratazanas” ou “Mama dos Ricos”, (200 mil milhões), se espera que o défice não dispare. E tudo para quê? Para incentivar o consumo e o crédito, ou seja as principais causas da razão porque estamos em crise. Esta gente só sabe rugir para a frente sem ver que só nos empurram irremediavelmente para o abismo.

27
Nov
08

Solenemente falando

Solenemente

Solenemente

«O Chefe-de-Estado explicou aos jornalistas: Dias Loureiro “garantiu-me solenemente que não cometeu qualquer irregularidade nas funções que desempenhou” em empresas ligadas ao grupo Banco Português de Negócios. “Não tenho qualquer razão para duvidar da sua palavra”, acrescentou Cavaco Silva»

Está Cavaco Silva a dizer que tem razões para desconfiar do António Marta e que acredita que ele faltou à verdade quando desmentiu as afirmações de Dias Loureiro sobre as razões que o tinham levado ao Banco de Portugal?

26
Nov
08

O Regresso da Popota

Star war

Star war

A directora da DREN, Margarida Moreira, realçou à rádio que foram registados casos de professores que “quiseram entregar os objectivos e tiveram outros colegas a dizer que não os recebiam”. A Direcção Regional da Educação do Norte (DREN) ameaçou hoje que irá avançar com processos disciplinares contra os professores que pressionarem colegas a boicotarem a avaliação de desempenho.
A directora da DREN, assegurou, em declarações à TSF, que será “inflexível”. “Se for uma situação de coação, actuarei disciplinarmente se necessário for”

26
Nov
08

Sr. Silva….on fire

On Fire

On Fire

Parece que já há quem comece a rabiar por sentir o rabo mais quente. Quando me lembro do que aqui, neste blog, já escrevi sobre o Sr. Silva, com bancos e Banqueiros à mistura e das galinacias imagens que dele já criei …só me apetece fazer mais. O assunto é o mesmo, só que agora mais evidente para todos. Como sei que neste país é muito dificil que alguém se queime espero pelo menos que se chamusquem aos olhos de todos.

25
Nov
08

O Pai dos Pais

Pai nosso

Pai nosso

Vi e ouvi o Pros-e-Contras com Pedreiras, Nogueiras e algumas asneiras. Como não sabia porque ponto lhe pegar, escolhi aquilo que sou; Pai. Lá estava o Pai dos Pais a falar em meu nome sem que para isso lhe tenha passado qualquer procuração. Aparece em todo o lado, nem que seja na forma de emplastro, para sustentar este sinistro estado de coisas.
Como estou com sorte, nem necessito de escrever. O meu amigo J.Leitão permitiu-me não ter de o fazer pois acabou de me enviar um texto.

O que fazer?

Os professores devem falar de modo a que quem não é professor entenda o que está em causa. Por outro lado, quem é pai/mãe, sempre que vai a uma reunião de pais com o director de turma devia aproveitar para fazer umas perguntas no final da reunião, ou então marcar um encontro com o director de turma, já que UMA vez por semana, há um dia designado para esse efeito. Se é verdade que os professores ainda não tentaram esclarecer o país sobre as bases da sua luta, também é verdade que quem é pai/mãe pode facilmente ser esclarecido na própria escola que é frequentada pelo/s seu/s filhos.
Eu faço isso há 14 anos, e sei muito bem como é a escola pública. A escola pública tem grandes defeitos e muito más condições de trabalho para todos os que lá andam todos os dias, professores, alunos e auxiliares de educação. Há felizmente uma fatia significativa de excepções, devido sobretudo às pessoas que lá trabalham., Obviamente os professores os alunos e os auxiliares de educação, aos quais se juntam muitas vezes os pais.
Agora, tem toda a razão o cirrus quando escreve: “andaram 2 meses a discutir a que manifestação haviam de aderir”. O que mostra bem que entre os professores há divergências quanto baste. Foi muito bom terem comparecido quase todos em pelo menos uma. E ou muito me engano, mas pode ter sido um momento único, que dificilmente se repetirá . Rapidamente vêm ao de cima o que os divide e, infelizmente, não o contrário.
Aproveito para repetir que,na minha visão, os problemas do ensino em Portugal NÃO PASSAM , em primeiro lugar, pelos assuntos que têm sistematicamente postos em evidência tanto pelo ministério como pelos professores (avaliação e estatuto da carreira docente;embora a questão do modelo de gestão da escola me pareça bem mais importante).
NÃO, por favor NÃO. Há diversos aspectos que estão mais para baixo, na base, que não estão a ser falados desde há décadas, e pelos quais é URGENTEMENTE NECESSÁRIO começar a falar. Refiro-me à disciplina na escola, ao ambiente da escola, aos refeitórios das escolas, aos programas de cada ciclo, ao uso da máquina de calcular, à avaliação dos alunos e à formação dos professores. A todos estes aspectos deve adicionar-se um outro importantíssimo que é onde tudo começa: as creches e jardins de infância. E podemos ir um pouco mais atrás, às licenças de maternidade dos pais que deviam tender para os 2 anos de licença o mais célere possível.
Para mim a educação começa nos primeiros meses de vida e portanto a sociedade, nesse domínio, devia estar organizada de modo a proporcionar as melhores condições aos bébés, às crianças e aos jovens. Nunca vi/ouvi ninguém em Portugal, que tenha alguma vez tenha abordado o tema da educação nestes termos. Embora acredite que muitas pessoas pensem da mesma forma que eu.
A classe dos professores deveria ter sido a primeira a ter lançado este assunto para discussão na assembleia da república, nos partidos políticos, nas associações, em todo o lado.

25
Nov
08

Para quem não entende nada de contabilidade

Aprenda esta contabilidade

Aprenda esta contabilidade

assinei as contas. Não percebo nada de contabilidade“.
Dias Loureiro entra no grupo BPN por sua iniciativa quando em 2001 se dirige a Oliveira Costa, seu ex-colega de Governo, propondo-lhe a compra de 50% da Plêiade, empresa do grupo Roquette, que Loureiro administrara e onde tinha uma posição de 15%. Oliveira Costa comprou tudo e em troca Loureiro ficou com acções do grupo que vendeu em 2002 e lhe renderam cerca de €7 milhões.

Vejam lá se percebesse.

24
Nov
08

A Rasteira

A Rasteira

A Rasteira

– Eu fui lá avisar.
– Mentira, vei cá foi queixar-se.
– Não, não, fui lá queixar-me.
Quem mente e porque mente quem mente?
Não sou génio, mas basta ler toda a noticia [AQUI] e não me parece muito dificil de imaginar que anda ali alguém aflito. Assustado talvez não pois resta a certeza que, há sempre um “Bibi” para carregar com todas as culpas.

24
Nov
08

O Bôbo e o Sr. Conselheiro

Bôbagens

Bôbagens

Talvez fosse bom saber-se se, desses tantos milhões que andam desaparecidos se alguns não terão pago algumas campanhas eleitorais e, se sim, quem foi eleito com esse dinheiro.
Depois de ter feito este post já veio o Sr. Silva lavar as mãos negando qualquer ligação ao BPN e jurar que nada sabe. Acredito que não saiba, não queira saber e muito menos que nós saibamos.

23
Nov
08

Queijo Sr. Silva. Não há rato que resista

A cada um o seu naco

A cada um o seu naco

A tinta começa a cair e a realidade do Cavaquismo começa a mostrar a sua face. Já aqui o digo desde sempre que Cavaco Silva é o grande culpado do sistema que está implementado, deste liberalismo de compadrio, da promiscuidade entre o público e o privado, da justiça que não temos e da injustiça que abunda.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 718.001 hits


%d bloggers like this: