Arquivo de Novembro, 2008

30
Nov
08

Verdades absolutas

Esquerdas

Esquerdas

Ouvir o Jerónimo de Sousa, por muito empolgante que possa ser para os seus camaradas, só me deixa desgosto e retira esperança. Esta eterna arrogância de se ser único, de se ser sozinho, de se ser dono de toda a verdade e saber. Esta necessidade de se ser o dono da esquerda, de todas as verdades e certezas. Eu, não tenho certezas nenhumas, só dúvidas e a esperança de encontrar outros que juntos comigo também procurem soluções. Tantas verdades absolutas assustam-me.

Anúncios
30
Nov
08

Banco’s Eleven

BPP

BPP

Depois de já ter ouvido que o Constâncio anda há vários dias a trabalhar intensamente para o Banco Privado Português, embora, se somos nós que lhe pagamos um ordenado de nababo, era para nós que o devia estar a fazer…se soubesse. Hoje foi o Berardo que nos veio dizer que, se o estado apoiasse o BPP então também o devia ajudar a ele que também perdeu dinheiro na especulação bolsista. O Engenheiro informou-nos que o Estado ia ajudar o Banco, o Júdice aplaudiu enquanto ao fundo passava o Bilderberg Pinto Balsemão. Uma imagem digna de qualquer filme dedicado à Máfia.

29
Nov
08

Orçamento 2009

A prova dos 9

A prova dos 9

Depois do paraíso apregoado, mesmo quando estávamos a ficar mais pobres todos os dias, é a crise internacional que assume todas as culpas. Gostava de ter a certeza de que todas aquelas contas estão certas, especialmente agora que me avisaram que ele é o pior Ministro das Finanças de 19 países da União Européia. Como acontece com qualquer merceeiro, convém conferir as contas e fazer a prova dos nove.

29
Nov
08

Um conselho sem conselhos

Conselho de escola

Conselho de escola

Na sexta-feira passada, Álvaro Almeida dos Santos afirmou, após um encontro com a ministra para conhecer as alterações ao modelo de avaliação propostas pelo Governo, que este órgão consultivo “provavelmente” manteria o pedido de suspensão do processo.
O Ministério da Educação diz que a maioria dos membros do Conselho de Escolas (CE) concordam com as alterações introduzidas no modelo de avaliação de professores. A tutela esteve reunida com aquele órgão consultivo que representa os conselhos executivos e o secretário de Estado adjunto da Educação, Jorge Pedreira, avançou a reacção dos conselheiros. “A larguíssima maioria dos conselheiros o que disseram foi que as medidas eram as medidas necessárias e suficientes para que o processo de avaliação de desempenho se possa agora desenvolver”, disse.

Se não me engano, ainda a semana passada o CE tinha votado por maioria a suspensão da avaliação dos professores, facto que me faz ficar estupefacto. Votaram a suspensão do processo e agora com algumas mudanças de visual já pode ser aceite? Não é um Conselho, um órgão que deveria ter como função dar conselhos. Se havia forma de manter o processo de avaliação com algumas mudanças, como agora parecem defender ao aceitar a proposta da Ministra, não deveria ter sido o conselho a aconselha-lo à ministra em vez de propor a suspensão? Assim só provam que não servem para nada. Não são órgão consultivo porque não assumem essa responsabilidade e só servem para tentar vender uma imagem de legitimidade e aceitação social das leis da Sinistra. Demitam-se.

28
Nov
08

A falta do Zé

A quem faz falta o Zé?

A quem faz falta o Zé?

O Bloco de Esquerda zangou-se com o Zé e acabou esta “união de facto” que nunca conseguiu passar de um casamento. O Zé, que de homem honesto que ia limpar toda a corrupção e endireitar todos os processos, passou a possível candidato do PS de António Costa nas próximas autárquicas. Afinal o Zé sempre faz falta a alguém.

28
Nov
08

FENPROF 2008 TOUR

Hipocrisia

Hipocrisia

Não vi mas li. Parece que a Manuela Ferreira Leite teve tempo de antena no tempo de antena da FENPROF. À FENPROF, só lhes posso dizer que andam em muito más companhias embora estou certo que ouvirei que a utilizem “por razões tácticas”. É bom é que explique aos professores que essa Doutora ainda há seis meses desafiava o Sócrates para ele manter a Sinistra e a sua avaliação. Agora só diz o contrário para tentar “apanhar” uns votos, ou seja para ela são “razões tácticas”. Quem ganha mais nesta simbiose de razões tácticas não sei, mas pelo Menos a Manelinha devia ter vergonha da figura “populista” que tanto criticava e agora faz. O Sindicato, esse devia escolher melhor as companhias.

27
Nov
08

Fugir para a frente

Fogo com fogo

Fogo com fogo

Já aqui o referi muitas vezes, não entendo nada de economia, mas honestamente parece-me que este pessoal que reina nas cadeiras do poder também não. Nem as suas propostas parecem fazer muito sentido, nem as contas bater certo. O Cherne fala da possibilidade do não cumprimentos dos défices dos países europeus e fala em dois anos. O Almunia, logo ali ao lado dele, não tardou a deitar água na fervura para explicar que falam de poucas décimas no défice e que durava só um ano. Que eles não se entendam, eu entendo, mas não compreendo muito bem, como é possível, pagando 1,5% do PIB ao criado fundo de crise da União Europeia, mais conhecido pelo “Bolo das ratazanas” ou “Mama dos Ricos”, (200 mil milhões), se espera que o défice não dispare. E tudo para quê? Para incentivar o consumo e o crédito, ou seja as principais causas da razão porque estamos em crise. Esta gente só sabe rugir para a frente sem ver que só nos empurram irremediavelmente para o abismo.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 696,544 hits


%d bloggers like this: