Arquivo de 18 de Fevereiro, 2009

18
Fev
09

Vamos correr com ele

socrates-espeta-um-alfinete

Anúncios
18
Fev
09

O Grande Barrete

jorge-sampaio-grande-barrete

“Jorge Sampaio apelou para a necessidade de se «falar verdade» em tempos de crise e considerou que os trabalhadores das empresas em dificuldades estarão na disposição de combinar estratégias com os patrões na falta de encomendas para que se mantenham os postos de trabalho.
Num almoço de empresários realizado na Câmara de Comércio e Indústria Luso-espanhola, o ex-Presidente da República explicou que os trabalhadores têm de ter a noção de que não estão a ser «aldrabados» nem que se lhes está a ser «enfiado o barrete».”

Necessidade de se falar verdade em tempo de crise? E quando não era tempo de crise, aí não havia necessidade e falar verdade? Aí podiam enganar os trabalhadores para não lhes aumentarem os salários e lhes retirar direitos enquanto eles se enchiam com lucros chorudos? Quando havia dinheiro, cuspiam nos trabalhadores e agora vêm pedir batatinhas. Importante era que os trabalhadores tivessem a noção que estão a ser aldrabados mais uma vez e que lhes estão a enfiar um enorme barrete. De onde vem esta crise e quem é responsável por ela? Quem vai acabar por ganhar fortunas com ela? Encontrem-se estas respostas e talvez se conclua que esta crise é uma falácia criada só para reduzir salários e postos de trabalho.
Tivessem os trabalhadores a coragem de quando chegam os despedimentos e as falências de se unirem, assumirem o controlo das empresas e gerirem eles o seu destino e talvez muitos pensassem melhor antes de atirar milhares e milhares para a miséria do desemprego. Se eles desistem está na hora de todos assumirmos a responsabilidade de lutarmos r trabalharmos pelo direito a termos um futuro.

Excerto do “FMI” de José Mário Branco:

“…tudo corre bem, a ver quem se vai abotoar com os 25 tostões de riqueza que tu vais produzir amanhã nas tuas oito horas. A ver quem vai ser capaz de convencer de que a culpa é tua e só tua se o teu salário perde valor todos os dias, ou de te convencer de que a culpa é só tua se o teu poder de compra é como o rio de S. Pedro de Moel que se some nas areias em plena praia, ali a 10 metros do mar em maré cheia e nunca consegue desaguar de maneira que se possa dizer: porra, finalmente o rio desaguou! Hão te convencer de que a culpa é tua e tu sem culpa nenhuma, tens tu a ver, tens tu a ver com isso, não é filho? Cada um que se vá safando como puder, é mesmo assim, não é? Tu fazes como os outros, fazes o que tens a fazer, votas à esquerda moderada nas sindicais, votas no centro moderado nas deputais, e votas na direita moderada nas presidenciais! Que mais querem eles, que lhe ofereças a Europa no natal?! Era o que faltava! É assim mesmo, julgam que te levam de Mercedes, ora toma, para safado, safado e meio, né filho? Nem para a frente nem para trás e eles que tratem do resto, os gatunos, que são pagos para isso, né? Claro! Que se lixem as alternativas, para trabalho já me chega. Entretém-te meu anjinho, entretém-te, que eles são inteligentes, eles ajudam, eles emprestam, eles decidem por ti, decidem tudo por ti, se hás-de construir barcos para a Polónia ou cabeças de alfinete para a Suécia, se hás-de plantar tomate para o Canada ou eucaliptos para o Japão, descansa que eles tratam disso, se hás-de comer bacalhau só nos anos bissextos ou hás-de beber vinho sintético de Alguidares-de-Baixo! Descansa, não penses em mais nada, que até neste país de pelintras se acho normal haver mãos desempregadas e se acha inevitável haver terras por cultivar!”




Indignados Lisboa
Fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Blog Stats

  • 698,839 hits


%d bloggers like this: