08
Abr
09

Chover no molhado

socrates-medidas-anti-crise
Há meses que o Engenheiro por cá e um pouco por todo o mundo todos andam a apresentar medidas contra a crise, sem parecerem reparar que não vale a pena abrir o chapeu de chuva quando já estamos dentro de água. São medidas que pouco ou nada melhoram a vida das populações e que em nada alteram o próprio sistema que criou a crise. A recente cimeira do G20, em que os mais poderosos desejavam apresentar soluções foi um vazio em que tudo o que conseguiram dizer é que defendem mais do mesmo. Dar mais dinheiro ao sistema que criou a crise prometendo uma maior regulação, sabendo bem que rapidamente essa mesma regulamentação desaparecerá mal pensem que a crise passou. O capitalismo tudo consome e quando já “queimou” tudo em seu redor acaba a consumir-se a si próprio. Se não mudarmos o sistema não mudamos de vida. Criticam as populações pelo endividamento que eles próprios promoveram e publicitaram afirmando que vivemos acima das nossas possibilidades e dão como solução a necessidade de dar mais créditos às familias para que gastem ainda mais. Afirmam que não vale a pena baixar impostos por as familias irem utilizar esse dinheiro para pagar dividas e fazer poupanças e não para consumir ainda mais. Será que isto faz algum sentido? Não há aqui uma contradição impossivel de resolver? Não estará na hora de mudar?


1 Response to “Chover no molhado”


  1. 1 Cross
    Abril 9, 2009 às 14:10

    Só queria dizer aqui uma coisa. Que este apoio que o PM dec lara ao Barroso é bem a marca do seu carácter. Sim, porque a questão de fundo, a essências da coisa, é o carácter dele. E esse aparece aqui muito bem definido, para quem o quiser compreender.
    Eu compreendo-o bem. E por compreendê-lo bem é que vos digo: não voltem a colocar o país nas mãos deste indivíduo, por favor!

    Cross

    NB/- Mesmo que dêem por boa a ideia de que um português naquele cargo interessa a Portugal, não podem esquecer-se da natureza moral/ética desse português. E que essa natureza é a essência do indivíduo que, mais do que defender pseudo-intereses de Portugal, tem que representar e defender os interesses de uma comunidade muito maior que Portugal integra.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 717.030 hits


%d bloggers like this: