Arquivo de 24 de Abril, 2009

24
Abr
09

Corrupção – Prós e Contras

rui-rio-eneiquecimento-ilicito1

O vice-presidente do Partido Social-democrata (PSD) acusa os partidos, incluindo o PSD, de estarem a seguir o caminho mais fácil ao falarem do combate à corrupção, num ano de eleições. Rui Rio lamentou ainda, esta quarta-feira, que o seu partido tenha apanhado o comboio da demagogia. «Estamos a falar de uma matéria muito importante que é a luta contra a corrupção, por um lado, e os direitos, liberdades e garantias dos cidadãos».
Confrontada com as críticas de Rui Rio, Manuela Ferreira Leite disse que, se existe alguém que está a usar o combate à corrupção de maneira demagógica, não é com certeza o PSD.

Porque será que Rui Rio considera que combater a corrupção é demagogia? Sabe ele alguma coisa que nós não saibamos? Tem ele medo de alguma coisa?
É verdade que estamos em ano eleitoral, é verdade que quando não o era, os partidos do poder recusaram combate-la, mas não devemos aproveitar este “momento de fraqueza” dos políticos para ganhar alguma coisa? Depois das eleições tudo mudará, seja na luta contra a corrupção seja nos “apoios á crise”. Depois vai-nos cair a realidade em cima e lá virão mais impostos e mais ataques às nossas liberdades e direitos. Não o direito que fala o Rui Rio de alguém não ter de justificar como ficou subitamente rico, mas os direitos a sermos considerados cidadãos e não simples números fiscais ou resultados de estatísticas.
Outra questão é saber porque se considera a Manuela Ferreira Leite diferente dos outros se nós, que já a conhecemos bem das vezes em que foi Ministra da Educação e das Finanças sabemos bem aquilo que é e vale.

24
Abr
09

Ser ou não ser, eis a eleição

socrates-maria-lurdes-rodrigues-12-ano

À margem do fórum Novas Fronteiras sobre Educação, Maria de Lurdes Rodrigues garantiu ao Expresso que neste momento tornar obrigatório o 12º ano “seria um erro, prejudicaria as famílias, os alunos, e não se conseguiria concretizar”.

Maria de Lurdes Rodrigues invoca a falta de condições sociais adequadas. “Há muitos jovens que tiram o 9º ano e vão trabalhar para enfrentarem as dificuldades das famílias” e por isso, defende, “o país deve primeiro preparar o sistema de ensino e preparar as famílias e fazer o alargamento da acção social”. Só depois, “se verificarmos que ainda assim é necessário, é que o faremos”. E deixou em aberto, com um lacónico “vamos ver”, a possibilidade de alguma vez o Partido Socialista voltar a ter esta proposta como bandeira sua.

14-Set-2008

“O Governo apresentará ao Parlamento a proposta de lei que passa de 9º para 12º anos a escolaridade obrigatória. Isto significará, para todos os jovens até aos 18 anos, a obrigação de frequência da escola ou do centro de formação profissional”, afirmou hoje Sócrates durante o debate quinzenal na Assembleia da República.

Afinal quem tem razão, o Engenheiro Empinocado que diz que é possível e benéfico para as famílias ou a Sinistra Ministra que disse ser um erro, que prejudicaria as famílias e os alunos, e que não se conseguiria concretizar. Será que o discurso muda de acordo com a proximidade de eleições e com o oportunismo político ou será que em meia dúzia de meses o país melhorou tanto que já existem condições para o fazer?




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 717.025 hits


%d bloggers like this: