Arquivo de 26 de Maio, 2009

26
Maio
09

Outdoors cá do Jardim – Vital Moreira

vital moreira outdoor

O outdoor de hoje é dedicado ao PS e ao Vital Moreira, que falam de “Nós Europa”, mas esquecem-se de dizer que essa Europa de que falam é uma Europa de segunda classe, a Europa pobre, a Europa dependente, a Europa dos baixos salários e da pobreza, a Europa que se transformou no pastos dos grandes e poderosos. Portugal está em muitos aspectos no “cu” desta Europa e tudo o que nos deixam para podermos oferecer, é o nosso sol e o nosso mar. São os campos de golfe, os resortes de luxo e um povo simpático e obediente para os servir. Estamos a transformar-nos no INATEL da Europa.


26
Maio
09

A Padeira da Aljubarrota Europeia

Vital Moreira paulo rangel padeira de aljubarrota

O cabeça-de-lista do PS às europeias, Vital Moreira, afirmou: “Temos de denunciar a visão chilreamente e pedestremente (sic) de partidos que se julgava terem algum currículo europeísta. É com pena que digo que o PSD, que outrora foi modernizador, tornou-se agora conservador e em alguns aspectos reaccionário”. De acordo com Vital Moreira, no passado, o partido actualmente liderado por Manuela Ferreira Leite chegou “a reivindicar uma dimensão social” para a União Europeia, mas “está agora rendido às posições mais neoliberais”. “Não estávamos preparados para pensar que o PSD, que durante décadas compartilhou connosco ideias europeístas, esteja agora disponível para adoptar uma retórica de baixo nacionalismo, competindo com as extrema-direita e com a extrema-esquerda soberanistas e nacionalistas, fazendo um discurso anti-espanhol e anti-europeu, que não é digno de nenhum partido europeísta”, acusou Vital Moreira.

Tenho de concordar com o Vitinho quando afirma que o PSD está rendido às posições neo-liberais, mas esqueceu-se de dizer que também o PS há muito segue o mesmo caminho. Aliás, quem anda pela Europa a defende-la acaba por ser cúmplice ao legitimar uma pseudo-democracia de uma Europa que defende o capitalismo global e segue no caminho do desmantelamento dos serviços públicos e sociais.
Sabendo que o Vitinho, pode não ter jeito nenhum para andar em campanha, mas não é nenhum analfabeto, só se pode considerar como uma certa desonestidade social o querer meter no mesmo saco a extrema-direita e a esquerda. A extrema-direita é realmente nacionalista e a sua posição soberanista assenta na xenofobia, enquanto a extrema-esquerda, pelo menos aquela que defende a ruptura com a União Europeia, baseia-se na necessidade de romper com as politicas neo-liberais, com a ditadura do banco Europeu, com as imposições do Tribunal Europeu e com as directrizes que destroem o tecido produtivo de Portugal. O discurso não é anti-europeu nem há a vontade de construir um muro que nos separe da Europa, mas sim construir uma nova Europa de Nações livres e soberanas que cooperam no desenvolvimento dos seus povos. Nessa Europa eu acredito, nesta que nos querem enfiar pela goela abaixo, como fizeram com o Tratado de Lisboa, só posso desconfiar e combater.

PS: Aproveito para deixar aqui também a minha homenagem ao grande Vilhena que tantos bonecos fantásticos publicou na sua “Gaiola Aberta”




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 716.831 hits


%d bloggers like this: