Arquivo de Janeiro, 2010

31
Jan
10

O Gang do Conselho de Estado

A Constituição determina que o Conselho de Estado se reunirá a pedido do Presidente da República quando este decida dissolver a Assembleia da República, demitir o Governo e declarar a guerra ou fazer a paz. Nestes casos o parecer do Conselho do Estado é obrigatório mas não é vinculativo; assim o Presidente da República deve ouvir a opinião dos Conselheiros mas a decisão presidencial é sempre livre e soberana. Fora dos casos referidos o Conselho de Estado pronuncia-se sempre que para tal for solicitado pelo Presidente da República.

Anúncios
31
Jan
10

Um assassino sem remorsos

Não houve arrependimentos, nem desculpas. Ouvido esta sexta-feira na comissão de inquérito à guerra do Iraque, Tony Blair negou ter arrastado o país para o conflito com base em falsos argumentos ou para agradar aos americanos.

Não há arrependimento porque esta gente está-se nas tintas para o direito internacional, não se importam com os direitos humanos e a morte e miséria que causam não lhes tira o sono. Morrem milhões, arrasa-se com uma civilização, destroem-se as infra-estruturas e a vida de um país, tudo em nome do dinheiro e do lucro. Vale tudo para esta gente que só merecia mesmo ser acusada e condenada num tribunal internacional por crimes contra a humanidade. Hitler, Stalin, foram mosntros no passado, mas hoje continuam a existir na forma de Bushes, Blaires, King-Jon-Iis, Netanyahus, Hu Jintaos e tantos outros. Criminosos que nos governam e espalham a opressão e a miséria neste mundo.

Nota: Tony Blair recebeu 5 milhões de euros como adiantamento pelas suas memórias, ganha 3 milhões como consultor de instituições financeiras como a JP Morgan ou a Zurich Financial, mais duzentos mil euros por cada conferencia onde participa. Isto sem falar de andar a vender malas do Louis Viton, criar fundações e ser o representante europeu para o conflito Israelo-palestiniano (onde Israel, impunemente, cada vez ocupa mais terra pertencente à Palestina matando e expulsando os habitantes deste que foi nomeado).

30
Jan
10

Um Marx brasileiro de garras cortadas

O Fórum Econômico Mundial de Davos uma fundação que sempre defendeu as tendências mais liberais em termos de finanças e economia, distinguiu o antigo sindicalista. Lula da Silva, com o título de “Estadista Global”.
«Pela primeira vez na sua história, este Fórum quer honrar um extraordinário homem de Estado, entregando um prémio ao “Estadista Global”».

Sem comentários

30
Jan
10

A nova estratégia dos derrotados

Na Conferência Internacional de Londres para a reconstrução do Afeganistão, em que foi decidido gastar 500 milhões de euros na tentativa de “comprar” líderes afegãos, Luís Amado afirmou:
«Dizer que a fronteira da segurança de Portugal está no Afeganistão não é fácil de percepcionar e o mesmo acontece com a generalidade da opinião pública europeia». «É necessário para que não se dê a ideia de que o conflito é interminável, que não há estratégia, que cada um está no terreno a seu bel-prazer, sem uma orientação coerente».

Portugal vai ter no território, em breve, mais de 250 militares. A maior parte destes efectivos (150) são tropas de combate e irão juntar-se aos elementos que já lá estão.

Claro que não há uma orientação coerente, claro que não há estratégia e que o conflito é interminável. Claro que não conseguem explicar de estarmos a fazer guerra ao Afeganistão porque não há uma justificação minimamente verosímil para a explicar. Não conseguem ganhar militarmente e vão tentar comprar a paz. Os talibãs vão uma vez mais, como fizeram o fizeram desde os tempos mais antigos aos russos, derrotar o invasor e o pior é que nós fazemos parte dele.

29
Jan
10

Jogos de guerra e de poder

Gordon Brown anunciou, na Conferência de Londres sobre o Afeganistão, um fundo para apoiar a reintegração dos talibã no Afeganistão no valor de 500 milhões de euros.

Que parte destes milhões vai pagar Portugal?

29
Jan
10

O Jogo do poder

O presidente francês Nicolas Sarkozy na sua intervenção no Fórum Económico Mundial, em Davos, afirmou que “Não estamos a perguntar o que vai substituir o capitalismo mas que tipo de capitalismo queremos”, acrescentou. “Devemos repensar o capitalismo e repor a sua dimensão moral e a sua consciência”.

Mas desde quando é que o capitalismo tem uma dimensão moral e sobretudo uma consciência se a sua falta é o cerne do próprio capitalismo?

28
Jan
10

Um ditador chamado Silva

“Cavaco é um ditador, o PM telefona com frequência”
Belmiro de Azevedo

Também eu há algum tempo cheguei a ver o Sr. Silva como um potencial ditador, como em tudo mais, parece nem para isso ter jeito. Sobram-lhe só os tiques. Quanto ao Engenheiro telefonar com frequência, essas sim eram escutas que eu gostava de ouvir.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 694,937 hits


%d bloggers like this: