10
Jan
10

As moscas

O secretário de Estado do Emprego, Valter Lemos, desdramatiza os dados do Eurostat, segundo os quais a taxa de desemprego em Portugal subiu para 10,3% em Novembro. «Em Outubro éramos o sexto país com o desemprego mais elevado, passámos para oitavo e, portanto esta descida para dois pontos percentuais significa que nós evoluímos de acordo com a média dos países que pioram».

Uma coisa curiosa com este senhor, é embora deva ter muitas moscas a rodopiar sobre si, quando fala nunca entra mosca. Mais de 10 em cada 100 portugueses não consegue emprego e ele desdramatiza. Claro que não descemos dois pontos percentuais, foram dois lugares, (a estadia no Ministério da Educação fez-lhe mal às matemáticas), mas brilhante mesmo é o “nós evoluímos de acordo com a média dos países que pioram”. E com os que melhoraram, como é que evoluímos? Esta gente continua a tratar as pessoas como números e décimas, sem se preocuparem que elas sofram, na miséria e nos dramas que centenas de milhares de famílias. Ninguém, de acordo com a média dos países que pioraram melhorou nada, nem a vida dos portugueses, nem a qualidade dos políticos que temos.


0 Responses to “As moscas”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 717.039 hits


%d bloggers like this: