30
Jan
10

A nova estratégia dos derrotados

Na Conferência Internacional de Londres para a reconstrução do Afeganistão, em que foi decidido gastar 500 milhões de euros na tentativa de “comprar” líderes afegãos, Luís Amado afirmou:
«Dizer que a fronteira da segurança de Portugal está no Afeganistão não é fácil de percepcionar e o mesmo acontece com a generalidade da opinião pública europeia». «É necessário para que não se dê a ideia de que o conflito é interminável, que não há estratégia, que cada um está no terreno a seu bel-prazer, sem uma orientação coerente».

Portugal vai ter no território, em breve, mais de 250 militares. A maior parte destes efectivos (150) são tropas de combate e irão juntar-se aos elementos que já lá estão.

Claro que não há uma orientação coerente, claro que não há estratégia e que o conflito é interminável. Claro que não conseguem explicar de estarmos a fazer guerra ao Afeganistão porque não há uma justificação minimamente verosímil para a explicar. Não conseguem ganhar militarmente e vão tentar comprar a paz. Os talibãs vão uma vez mais, como fizeram o fizeram desde os tempos mais antigos aos russos, derrotar o invasor e o pior é que nós fazemos parte dele.


0 Responses to “A nova estratégia dos derrotados”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 714.350 hits


%d bloggers like this: