Arquivo de Março, 2010



24
Mar
10

O Teixeira dos Bancos

Também Teixeira dos Santos nos vêm dizer que este PEC não aumenta os imposto. Ou é mentiroso como o seu “Patrão” ou então esqueceu-se de referir que só estava a falar da Banca. Esses sim, ficam sempre de fora quando se fala de sacrifícios para todos. Porque será?

23
Mar
10

Não ao Capitalismo de casino? Há outro?


“O capitalismo tem que deixar de ser o capitalismo de casino, como foi nestes anos passados, o que levou a esta crise”, declarou Mário Soares durante uma conferência dedicada à crise económica mundial.

Tempos houve em que este indivíduo se dizia socialista e contra o capitalismo. Claro que depois a “crise”, há sempre uma crise em todas as alturas, o obrigou a meter o socialismo na gaveta, disse ele, no lixo digo eu. Tanto que agora já nem contesta o capitalismo, só o capitalismo de casino, como se houvesse algum capitalismo que não seja de casino e feito de desigualdades e miséria. Tem aquilo que plantou.

23
Mar
10

O vigarista milionário

O antigo primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, vai receber mais de 220 mil euros para participar em duas conferências sobre formas de ganhar dinheiro e como ter êxito na vida. Os participantes pagarão cerca de 5500 euros para assistir ao evento terão ainda a possibilidade de tirar fotografias e conversar com Blair. As conferências terão lugar no Kuala Lumpur e em Singapura e, a par de Blair, também estará presente no evento a autora do best-seller ‘Put More Cash in Your Pocket: Turn What You Know into Dough’, Loral Langemeier, que explicará como ganhar 45 mil dólares (cerca de 33 mil euros) em apenas quatro minutos.

Depois de enriquecer à custa do seu povo, dos negócios da assassina guerra do Iraque, do vergonhoso e tendencioso desempenho de representante da UE para o Médio-Oriente, ainda lhe resta a lata de  e a cara de pau para andar a “vender” o seu discurso em conferências para milionários. Devia era estar a ser julgado por crimes contra a humanidade e por violação do direito internacional.

22
Mar
10

O discurso virtual

José Sócrates afirmou que “Este PEC é credível. Podemos fazer este esforço sem aumentar impostos ou penalizar as empresas. É o PEC que o país precisa”

Será que ele acredita mesmo que consegue tapar a realidade debaixo de uma resma de mentiras?

22
Mar
10

Histórias para embalar laranjinhas

Voltam as polémicas na campanha interna do PSD: ontem, o Conselho de Jurisdição Nacional notificou José Pedro Aguiar-Branco da existência de várias irregularidades nas assinaturas entregues pela sua candidatura e que tem agora até ao meio-dia de segunda-feira para entregar as muitas que tem em falta. Quem desconfia é a candidatura de Paulo Rangel. A equipa que acompanha o eurodeputado acusava ontem a máquina de campanha de Passos Coelho de estar activamente a ajudar Aguiar-Branco na recolha de assinaturas.

Como custa a creditar que esteja a ser assim tão difícil ao Aguiar branco ter as 1500 assinaturas necessárias, se até o Castanheira Barros arranjou as assinaturas facilmente. Mais credível é que seja uma forma dele se retirar airosamente de uma eleição onde já tem a derrota garantida. Este PSD não consegue mesmo fazer nada sem que lhes estale o verniz.

21
Mar
10

A Santa Aliança

21
Mar
10

O mundo alucinado do Quixote Alegre

20
Mar
10

Pararazzis parlamentares


José Lello mostrou-se irritado com a possibilidade de os jornalistas na AR poderem fotografar aquilo que os deputados fazem  com os computadores que têm na bancada, afirmando ser uma intromissão na sua privacidade. Não sei que sites andará ela a visitar nem me interessa, mas ele está num sitio publico, a utilizar um computador publico e, supostamente a representar os cidadãos. Quer privacidade, que vá para casa que não lhe íamos sentir a falta.

20
Mar
10

A divina justiça fiscal

19
Mar
10

Ele há sabores que não se esquecem e erros que não se repetem

Compreendo que diga que fazer a revolução possa dar uma grande trabalheira, mas acreditar que com esta, ou outra qualquer Ministra da Educação a trabalhar para o sistema, possa fazer algum bem à escola pública, à dignidade dos professores ou à educação dos nossos filhos é ingenuidade demais.

19
Mar
10

Uma Europa com duas Europas dentro


Angela Merkel disse que é preciso criar um mecanismo que permita expulsar do euro os países que violem repetidamente as regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

18
Mar
10

Promessas de amor

Da primeira vez que apareceu por aí, todo ele sorriso e simpatias, prometeu que ia baixar os impostos. Deram-lhe uma maioria absoluta e a primeira coisa que fez com ela foi aumentar os impostos justificando-se no estado lastimoso que o Santana tinha deixado o país. Nós pagámos e pagámos bem por isso. Desta segunda vez prometeu solenemente que não haveria aumento de impostos. Só lhe deram uma maioria relativa na assembleia, mas como o partido de alterne não mostra capacidade de ser governo, imediatamente nos sobrecarrega com mais impostos e menos direitos. Desta vez a justificação é a Crise Internacional, crise que já existia na altura da promessa e que todos conheciam, afinal são cúmplices com as politicas que a criaram. Talvez por isso tenta convencer-nos que não está a aumentar impostos mesmo quando todos vêm que está. Mente porque é mentiroso, porque acredita que uma mentira repetida muitas vezes se torna uma verdade, mente compulsivamente refugiando-se em desculpas troca-tintas, ultimo reduto dos mentirosos. A nós, vai-nos metendo a mão no bolso e fazendo o nosso fim do mês algo cada vez mais difícil de chegar.

18
Mar
10

É tão bom ser-se boy

Só o presidente executivo da operadora, Zeinal Bava, teve direito a 546 mil euros de salário fixo em 2009. Já o chairman, Henrique Granadeiro, somou 485.423 euros. Os restantes gestores executivos, Luís Pacheco de Melo, Carlos Alves Duarte, Manuel Rosa da Silva, Shakhaf Wine e os dois arguidos no caso Face Oculta Rui Pedro Soares e Fernando Soares Carneiro – auferiram 364 mil euros cada um. Face à conjuntura económica, todos tiveram um corte de 10% nos seus rendimentos nesse ano.

Além dos salários, os gestores que já exerciam funções no anterior triénio (2006 a 2008), acrescem prémios de 3,8 milhões de euros. A Henrique Granadeiro e Zeinal Bava coube mais de um milhão de euros (1.019.271 euros) a cada. Menor foi o bónus individual – 587 mil euros – de Rui Pedro Soares, Luís Pacheco de Melo e António Caria.

17
Mar
10

Consumo, consumo, consumo

Belmiro de Azevedo afirmou sobre o PEC que não favorece o crescimento do país; “São precisas medidas que favoreçam o consumo”. Em relação ao escalão de 45% no IRC para quem ganha mais de 150 mil euros por ano; “Tira poder de investimento às empresas e poder de consumo aos cidadãos”. Consumo para quem está desempregado ou ganha ordenados de miséria em trabalhos precários e o problema do consumo de quem ganha mais de 150 mil euros por ano. Para ele é tudo a mesma coisa.

17
Mar
10

De PEC em PEC lá vamos cantando e rindo



Destruíram-nos a produção, abriram-nos as fronteiras e inundaram-nos com mercadorias, créditos, sonhos e promessas de um paraíso na terra, para depois chegar uma crise que os seus lacaios locais transformam em mais pobreza e menos direitos para desbaratarem o bem público para as mãos dos grandes grupos privados, e dos seus bancos. Os camiões com aquilo que nos querem impingir continuam a chegar pelas estradas que nos obrigaram a construir, as fabricas a fechar e os campos a ficar bravios. Estamos mais pobres até à próxima crise em que ficaremos ainda mais pobres, sem mais direitos, mais dependentes do poder económico. Mais PEC’s, mais miséria. Basta ver que em 2009, ano da grande crise, não houve banco ou grande empresa que não tenha aumentado os seus lucros. Faliram as poucas empresas que ainda produziam sapatos, têxteis ou qualquer outra coisa que pudéssemos exportar. Continuam a encher-nos as lojas com desejos e ilusões sabendo que se não produzimos, se não temos nada para vender só lhes poderemos pagar em mais subserviência, carne para canhão e para toda a obra. Estamos a vender este país, pior o povo deste país e nada se faz para o impedir. Não os que se vão alternando na ilusória democracia em que vivemos, esses trabalham para o “inimigo”, nós, todos nós que individualmente nos sentimos impotentes perante a poderosa máquina do poder, da propaganda e da sua falsa justiça.
Se não temos dinheiro para pagar o que nos entra pelas fronteiras dentro, porque não lhes dizemos que não estamos interessados. Que não queremos que nos mandem mais coisas que não podemos comprar. Porque não incentivamos que se produza cá aquilo que necessitamos para viver? Porque continuamos num caminho que sabemos só pode acabar mal? Quando acordaremos desta letargia em que nos embalam?




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 720.497 hits


<span>%d</span> bloggers like this: