Arquivo de Julho, 2010



21
Jul
10

Penhoras a saque

As contas bancárias podem vir a ser penhoradas, sem autorização prévia de um juiz. Se vingar a proposta que está a ser estudada pelo Ministério da Justiça, no futuro serão os solicitadores, os advogados e os oficiais de justiça a dar a ordem de penhora das contas bancárias. O sindicato dos juízes não levanta objecções a estas propostas desde que, aos devedores, seja garantida a possibilidade de reclamarem penhoras mal realizadas perante um juiz.

Não vai ser necessário provar a divida para a poder cobrar? Posso contratar um advogado e ele vai ao banco levantar dinheiro de alguém baseado só na minha palavra ou em possíveis provas que eu lhe apresente? Se trabalha para mim vai sem duvida querer satisfazer o meu pedido. (Não será a grande maioria, mas que também há por aí muito advogado corrupto e sem ética também deve haver).
O mais fantástico é que se eu for penhorado erradamente, dão-me a possibilidade de reclamar, mas aí é necessário um processo, um juiz, custas judiciais e, certamente, muito tempo de espera.
Será que ter juízes especializados e que possam sumariamente confirmar as dividas e assinar a penhora não resolvia o problema rapidamente? Claro que quem tem a receber dinheiro não deve ter de esperar muito, mas isso não pode significar que as nossas contas fiquem a saque. Com esta proposta, corremos o perigo de ver o justo pagar pelo caloteiro.

PS: Felizmente não tenho nenhuma divida nem qualquer crédito para pagar, mas não quero correr o perigo de ver o meu ordenado penhorado só porque alguém se lembrou de inventar uma divida e pagou a um advogado para que lhe preste o serviço.

20
Jul
10

O Cobrador de Fraque visita Angola


Todos andam a fazer um grande alarido com o facto de Angola ter comunicado que as dívidas angolanas às pequenas e médias empresas portuguesas vai ser pago nos próximos dois meses e às grandes empresas no prazo de dois anos. Cavaco Silva, acabadinho de chegar, é o heróico Cobrador de Fraque que resolveu um problema grave. Na realidade ele não resolveu nada e toda esta festa nada mais é que foguetes eleitorais. Basta lembrar que este já ano, em tempo de vacas magras, Portugal emprestou 140 milhões a Angola. Basta lembrar que Angola pede emprestado, que Angola não paga o que deve, mas a filha do Presidente de Angola compra parte das grandes empresas como a GALP e entra em força na Banca Portuguesa. Vivemos na época do vale tudo e os cidadãos portugueses não valem nada.

20
Jul
10

Nada que umas palmadas não resolva

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que se o líder do PSD decidir provocar uma crise política com o chumbo no Orçamento de Estado para 2011 com objectivo de provocar eleições legislativas antecipadas “liquida a campanha de Cavaco Silva”.

Parece-me que o Professor vai proibir o puto de ler sondagens para não lhe virem más ideias à cabeça. Nada que umas vergastadas não corrija. Mas, de qualquer maneira, que porcaria de escolha que o professor nos oferece. Ou um Presidente chamado Cavaco Silva ou um Primeiro-ministro Pedro Passos Coelho. Venha o diabo e escolha.

19
Jul
10

O Sr. Silva vai a Angola

Cavaco Silva partiu para Angola para uma visita de quatro dias acompanhado pela maior delegação de empresários de sempre. Só num mês já esteve de férias nos Açores, visitou Cabo Verde e agora lá vai ele para Angola, para se encontrar com a Santa família dos Santos, pai, filha e se calhar ainda o Espírito. Boa viagem e divirta-se.

19
Jul
10

Culpas….só dos outros

O Presidente da República aponta o dedo aos líderes políticos europeus e também a Durão Barroso, enquanto presidente da Comissão Europeia, que, no seu entendimento, ignoraram o Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC) e transformaram uma crise económica numa crise financeira. Em 2008, a mensagem que se passou foi ‘gastem, gastem, gastem para estimular a economia’ e ninguém se lembrou que existia um PEC, ninguém pensou como é que os mercados haviam de reagir quando a dívida pública dos Estados-Membros tinha passado de 30 para 100% do Produto”, criticou.
“Quando surgiram as primeiras violações do PEC, aplicou-se o processo dos défices excessivos a Portugal, mas não se aplicou à Alemanha e França” e tal originou “um processo de descredibilização do PEC”.

Esta gente não terá vergonha? Aplicam as suas medidas para cumprirem com o seu compromisso com o capitalismo global e depois, quando as coisas correm mal, apontam o dedo da culpa aos outros. Normalmente escolhem os povos, os trabalhadores, os desempregados e os mais pobres para justificar as crises, mas quando as coisas as coisas se tornam por demais evidentes é aos seus pares a quem atiram as culpas. Todos nos lembramos de o Sr. Silva justificar ser o melhor candidato à Presidência da Republica pelos seus conhecimentos de

18
Jul
10

Yes Mr. President

Passos Coelho veio propor que, numa eventual revisão constitucional, o Presidente da Republica possa demitir um governo, sem dissolver a Assembleia da Republica, e nomear ele próprio uma novo Primeiro-ministro, baseado a sua proposta nos momentos difíceis que atravessa a economia actualmente. Mas não são estas dificuldades e sacrifícios, como nos dizem, temporários? Vamos mudar a Constituição só para o Sr. Silva demitir o Engenheiro, colocando o PSD no poder, sem haver eleições? Ou a situação é muito diferente do que nos contam e o que aí vem é o fim do estado social, com mais miséria e pobreza, havendo a necessidade de criar um poder mais autoritário?

18
Jul
10

Plof…mais um candidato…do PS

De repente, não mais que de repente, eis que surge mais um candidato à presidência, Defensor Moura. Não seria nada de estranho se este candidato não surgisse de entre os deputados do PS, que como todos sabem apoia o Poeta Alegre. Diz que vem para preencher o espaço do centro esquerda e assim evitar que a direita o ocupe.
Realmente a esquerda bem necessita de um candidato e sei que até têm sido feitas algumas tentativas de o encontrar. Alguém que realmente represente uma diferença ao actual estado de coisas, alguém que venha com propostas novas e soluções fora do “sistema”. Duvido muito que ele surja do interior dos actuais partidos, (que se alimentam do próprio sistema), e muito menos do PS, pelo que esta candidatura me parece simplesmente uma vingança dos que não apoiam o Alegre. Quem se candidata, não a favor de nada, mas simplesmente contra alguém não me parece ser uma solução para nada.

17
Jul
10

O Prestidigitador

No debate da Nação, Paulo Portas retirou da cartola, não um simples “coelho”, mas um governo de coligação entre o CDS, PSD e o PS sem Sócrates. Claro que todos sabemos que o Engenheiro nunca largaria o poder de livre vontade e o Passos Coelho sonha com uma futura maioria absoluta e em ser Primeiro-ministro. Isso, mais um Cavaco que nem quer ouvir falar de eleições até à sua própria eleição, mostra bem que o Portas não procura soluções, (como se um governo de direita alguma vez a fosse, como o actual também não o é), mas simplesmente dar espectáculo mediático e ser capa de jornal.

PS: Onde está a alternativa de esquerda a esta situação? O que mais é necessário para a esquerda procurar novas vias e novos rumos para os problemas que este capitalismo falido não tem? Há todo um espaço vazio que anseia por ideias e novas soluções de fundo, que promovam uma efectiva mudança de politicas. Há já dois ou três anos que defendi aqui a necessidade de a esquerda se refundar, de adaptar a sua ideologia aos novos tempos, não nos objectivos e princípios mas no discurso e nas formas de actuar. A falta que faz agora para ocupar o vazio que o capitalismo deixou na sua queda. Se ninguém ocupar esse vazio será de novo o capitalismo, mas feroz e voraz que nunca, que nele se reconstruirá.

17
Jul
10

Estado da Nação 2


16
Jul
10

O Estado na Nação

16
Jul
10

Amores improváveis

Durante o seu discurso como Presidente da Morta Comissão para o Caso PT/TVI, Mota Amaral justificou as razões pelas quais não tinha aceite que as escutas fossem aceites como prova. Foi surrialista ver a bancada do PS a aplaudir entusiasticamente o deputado do PSD, enquanto a sua bancada se mantinha acabrunhada e em silêncio. O Engenheiro então, devia estar com uma vontade imensa de lhe ir dar um beijinho. Já o Pacheco Pereira devia estar a espumar raiva, mas isso também já é normal.

15
Jul
10

Preso à Presidência

Relação confirma pena de dois anos de prisão efectiva para Isaltino de Morais pelos crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal, mas não confirmou a de perda de mandato, pelo que o autarca pode continuar como Presidente da Câmara de Oeiras.

Como pode alguém estar preso e exercer as funções de Presidente de Camara e estar preso? Neste caso até é fácil, pois Caxias faz parte do município de Oeiras. Assim, o Isaltino vai poder continuar a exercer as suas funções, bastando para isso que transfira o seu gabinete para a Prisão de Caxias e receba os seus vereadores durante as horas de visita.
Raio de país este em que alguém condenado por fraude pode continuar a pôr e dispor dos dinheiros públicos, dinheiro de todos nós.
15
Jul
10

E os ratos…somos nós?

Os ministros das Finanças europeus acordaram hoje passar a vigiar os Orçamentos de Estado uns dos outros. Os níveis de competitividade de cada Estado membro serão igualmente acompanhados através de um conjunto de padrões pré-definidos. E se os indicadores de um país caírem abaixo dos níveis de referência, os ministros poderão emitir recomendações para corrigir esses valores. A decisão saiu de um encontro de dois dias, em Bruxelas, entre os ministros das Finanças europeus.

Quando vão os Ministros Europeus votar o nosso orçamento, antes ou depois da nossa Assembleia da Republica? É que os deputados de cá, bons ou maus, foram eleitos por nós, os ministros das finanças dos outros países não. Os nossos deputados têm legitimidade, os outros ministros não. Cada vez mais estou farto desta Europa e da sua falta de democracia, em que quem manda é “nomeado” por gente que nós nem sabemos quem é, em que impõem ideologias, leis e regras que retiram toda a autonomia politica aos países e agora também querem definir quantos buracos do cinto temos de apertar de cada vez. E se os mandássemos bugiar a todos e fossemos antes repovoar e replantar o nosso país, desenvolvendo a agricultura e acabando com a nossa dependência alimentar. Se fossemos antes reconstruir a nossa frota pesqueira e aproveitar da enorme zona marítima que temos. Se voltássemos a apostar na indústria portuguesa para satisfazer as necessidades dos portugueses. Se assumíssemos de vez que o interesse público tem sempre de se sobrepor ao privado. Que todos juntos somos um país e que assim não continuaremos a ser, cada um de nós, só mais um digito na contabilidade do capitalismo digital

14
Jul
10

É comédia,….mas é trágico

Os deputados do PSD resolveram brindar-nos com uma verdadeira trágico-comédia. Vale a pana ouvir o que se diz naquelas jornadas parlamentares que é de morrer a rir. Lá se ouviram coisas como, os votos brancos deviam estar representados na AR, (ninguém explicou por quem) ou que um líder partidário deveria poder nomear para deputados, gente que não tenha sido candidata nem eleita. Outro diz que o apoio patriótico do PSD ao governo pode ser confundido com um Bloco Central, outro fala de uma aliança de esquerda em curso, outro defende que se deviam reduzir salários e outros ainda que o PSD devia apresentar já uma moção de censura (deve ser a vertigem provocada pelas sondagens), para obrigar o BE e o PCP as mostrarem as suas cartas.
Continuem assim e ainda lá vai o Cavaco dar-lhes umas palmadas. Ai vai, vai.

14
Jul
10

Sr. Silva de Boliqueime: Deus e Nobel

Há uns tempos houve para aí um gajo, um tal de Robert Mundell, (gente daquela que eu, por principio, nem gosto muito; os economistas), que ganhou um Prémio Nobel, exactamente de Economia. Agora veio dizer-nos que havia uma grande possibilidade de a Grécia, ser expulsa da moeda única e que, inevitavelmente, de arrasto iria Portugal, Espanha e Irlanda; os famosos PIGS. Devemos acreditar neste fulano? Não, temos por cá um economista muito mais sábio; o Sr. Silva de Boliqueime. Este sim deveria ter ganho todos os Prémio Nobel de há 100 anos para cá, da Paz à medicina, mas sobretudo de economia. Todos os prémios, todos os anos, Este diz que acredita que isso não vai acontecer. O outro, diz o nosso semi-Deus Silva, conhece mal a realidade europeia e entende pouco desta economia pelo que nada temos a recear. Mas, há uma coisa que me assusta, é saber se o seu acreditar é baseado em factos ou é simplesmente um acto de fé. É que me parece que é mesmo só fé.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 720.497 hits


<span>%d</span> bloggers like this: