14
Nov
10

A querida Europa já não é tão querida

Há muito que aqui defendo que um dos maiores problemas de Portugal é a Europa onde está presa. É verdade que temos muitas culpas no pela situação em que nos encontramos, mas também o é que temos sido lentamente empurrados para nos transformarmos no INATEL da Europa. Agora, que muitos já parecem não crer que haja saída para a situação em que nos encontramos, até muitos Europaistas ferranhos e muita gente de direita aparece a defender a necessidade de mudar as politicas desta união cada vez mais esfrangalhada. Muitos criticam a Alemanha por estar a matar os países periféricos com a sua egocentrica politica económica e financeira (depois da Irlanda, Espanha, Grécia, Itália e Portugal chegou agora a vez da Bélgica também sentir o peso dos mercados. Outros estão já em fila de espera). A verdade é que tudo isto era previsivel e custa a acreditar que os nossos “génios” económicos e os nossos “inteligentissos” comentadores o não tenham visto. A verdade é que enquanto a mama dava para todos aceitaram calar-se e defender aquilo em que não acreditavam, (em linguagem popular, mentiram). Será agora possivel começar a discutir-se a Europa que queremos e a que temos? Não está muita gente arrependida se ter ajudado a esconder o verdadeiro significado do Tratado de Lisboa?

0 Responses to “A querida Europa já não é tão querida”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


Indignados Lisboa
Novembro 2010
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Blog Stats

  • 717.030 hits


%d bloggers like this: