01
Dez
10

A nódoa no fatinho

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, assegurou que o vazamento da página de internet Wikileaks afirmou “Que fique claro, tais revelações fazem correr riscos os nossos diplomatas, os membros dos serviços secretos e as pessoas de todo o mundo que apelam aos Estados Unidos para que as ajudem a promover a democracia e um Governo transparente”.
Os “Estados Unidos condenam firmemente a publicação ilegal de informação, que coloca a vida de pessoas em perigo, ameaça nossa segurança nacional e prejudica nossos esforços para trabalhar com outros países”, disse a secretária de Estado Hillary Clinton.

Pode a democracia e a liberdade coexistir com a mentira como forma de governo? Pode um governo afirmar-se como paladino dos direitos-humanos e ao mesmo tempo sentir-se ameaçado pelo conhecimento da verdade? Quem são essas pessoas de todo o mundo que apelam aos Estados Unidos para que as ajudem a promover a democracia e um Governo transparente? Se é transparente porque não se pode saber? Pessoas em perigo, segurança nacional, afinal que coisas tão graves andam a esconder? Nem se está a falar do que pensam fazer, mas daquilo que fizeram e está feito. Não podem os cidadãos de um país, numa democracia,  saber o que os seus governantes fizeram? Têm medo que se suje o fatinho de super-heróis do mundo?


0 Responses to “A nódoa no fatinho”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


Indignados Lisboa
Dezembro 2010
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Blog Stats

  • 721.371 hits


%d bloggers like this: