Arquivo de Dezembro, 2010



24
Dez
10

Misturados davam um Fernando Alegre ou um Manuel Nobre?

Vi o debate onde o Alegre D. Quichote e o Nobre Sancho a chocaram um com o outro. Já na história original a “poética” Dolcineia “cegava” o Quichotesco candidato a herói enquanto o Sancho sempre me pareceu mais a consciência do “Grilo Falante” que um Nobre escudeiro.

23
Dez
10

Vergonha máxima em salário mínimo

A Ministra, Helena André afirmou que da reunião de concertação social resultou o objetivo de atingir os 500 euros de salário mínimo, conforme previsto no acordo de 2006 (esqueceu que estava acordado que o valor seria pago  logo a partir de Janeiro).
A subida será faseada  em 2011 ( 10 euros em Janeiro, depois mais dois aumentos em Junho e Outubro), foi bem recebida pela UGT (que fala numa conquista da greve geral), e contou com a “compreensão” da CIP (que foi quem o exigiu o faseamento) , enquanto a CGTP garantiu que “não dará cobertura a um simulacro de discussão” (deverá fazer uma manifestação lá para os fins de Março).
O Presidente da CIP, António Saraiva, entrou para a reunião afirmando que o salário mínimo já não era tão mínimo como isso. Só lhe digo que o gostava de ver viver com esse dinheiro. Afirmar que 500 euros é muito dinheiro para sustentar uma familia não é gente de bem e considerar que as empresas não conseguiam suportar um aumento de 25 euros uma vergonha para os nossos empresários.
Da ministra pouco ou nada mais há a acrescentar a não ser que já aprendeu com o Engenheiro da independente a dar a volta à verdade para fingir que não faltou a mais uma promessa feita.
Os sindicatos portaram-se uma vez como sempre têm feito, com a UGT a fazer a vontade ao patronato enquanto a CGTP voltou a fazer, como sempre, o papel do sindicato que diz não mas sem iniciar uma luta que o possa impedir.

23
Dez
10

Sheee…não falem alto, Não aborreçam os mercados

Ontem vi o debate entre o Sr. Silva de Boliqueime e o Chico do PCP. Esteve bem o Chico embora sempre com o estigma de quem está na corrida, não para ganhar mas só para participar. Aliás, como me parece que tem sido a postura do PCP nos últimos anos, bem instalado no sistema, sempre interessado em participar, sempre bem comportado e sempre “orgulhosamente” só. Mas, como disse, o Chico esteve bem porque fez o Sr. Silva mostrar a sua subserviência ao grande capital, àquela coisa etérea que sãos mercados. Esteve bem porque fez o Sr. Silva mostrar que nem a principal função de um Presidente da República tem desempenhado convenientemente, não cumprido com a Constituição ao permitir que a independência do país esteja a ser perdida de dia para dia. Esteve bem porque mostrou que, ao defender o Orçamento de estado,  contráriamente ao seu discurso, o Sr. Silva está a contribuir para o aumento do desemprego e para o agravamento das condições de vida de todos nós.  Esteve bem porque mostrou que o Sr, Silva ser reeleito é mesmo o pior que pode acontecer a este país.

22
Dez
10

Um Alegre Pai Natal

Neste Natal muitos há que já sabem a prenda que lhes vai cair no sapatinho, mais desemprego, maiores impostos e menores salários, mas há outros que ainda pedalam na esperança que seja uma improvável segunda volta nas Presidenciais.  Com uns gnomos destes vai ser difícil.

22
Dez
10

O insaciável “Porquinho” BPN

Depois de falhada a privatização, o Ministério das Finanças admitiu que está a estudar um pedido da administração do Banco Português de Negócios (BPN) para um reforço de capital “no montante máximo de cerca de 500 milhões de euros”.

Já lhe perdi as contas, tantos são os milhares de milhões já “enterrados” no PBN.  Agora são mais quinhentos milhões e daqui a uns tempos mais um corte nos salários ou uma subida de impostos para acertar o défice. Entretanto, há dois anos que 20 antigos administradores do BPN continuam a receber os seus salários em casa sem nada fazerem. (Será que também receberão prémios de produtividade? Já acredito em tudo).
Vamos é buscar todos os culpados, os que estão cá, em Cabo Verde, no Brasil ou seja lá onde for e pôr esta gente toda a pagar tudo o que roubaram. Já chega de roubalheira.

21
Dez
10

A ficção do Natal

Para que não me acusem de machismo resolvi fazer este boneco para as senhoras, (e todos aqueles que gostarem de um Pai Natal mais “musculado”), que visitam este blog. Tenho no entanto de lembrar que este, como todos os Pais Natal não existem, são personagens de ficção e se estão à espera que lhes coloque no sapatinho alguma prenda boa, mais vale esquecerem.

21
Dez
10

“Mary” Chistmans 2010

20
Dez
10

As prendas deste Natal

Vem aí o Natal e este ano, se pudéssemos todos fecharíamos bem as chaminés, para não receber a prenda que esta gente nos vai colocar no sapatinho. Vão-nos dar mais impostos, desemprego, miséria,  pobreza, aumento do custo de vida e diminuição de salários e de esperança. Dificilmente, se todos continuarmos nesta resignação, algo poderá ser diferente.

20
Dez
10

A pobresa …de espírito

O Engenheiro da Independente veio criticar o Silva de Boliqueime por este utilizar a pobreza como tema de propaganda eleitoral. Realmente não fica bem a quem nunca se preocupou com isso e 10 anos de Primeiro-ministro e 5 de presidente vir agora chorar lágrimas de crocodilo, mas tam0bém não fica bem a quem tanto tem feito por a aumentar que a venha querer colocar fora do debate político e muito menos da realidade do dia-a-dia. Nem um é uma Madre Teresa nem um outro uma vitima da má sorte. São ambos responsáveis.

19
Dez
10

As sereias de ontem, de hoje…e amanhã?

O debate do Cavaco com o Nobre foi isso mesmo, um debate entre um crustáceo (Ceyllarides Latus) e alguém mais honesto nos seus pensamentos e nas suas convicções. Um não conseguiu deixar de tentar sacudir a água do capote com as competências do presidente e o outro de criticar o sistema sem nunca mostrar como o combateria. O Cavaco mostrou não estar à altura do lugar que ocupa, ou outro não mostrou como nesse lugar combateria o sistema. Um falta-lhe poder dizer que fez, o outro como faria. Mesmo assim, entre um e outro, antes o que diz que quer fazer que o que sabemos que nada fez.

19
Dez
10

Tratado de Psiquiatria

Alberto João Jardim, no encerramento da discussão do Orçamento da Madeira para 2011 – ontem aprovados pelo PSD e com votos contra de toda a oposição -, desafiou a República a fazer um referendo para verificar “se os madeirenses aceitam este estatuto colonial” que “o Estado está a impor a este território”.
Sem responder às questões da oposição sobre os números recorde de desemprego, endividamento público, insucesso escolar, pobreza e exclusão social na região, Jardim acusou os deputados do PS de serem “sopeiras de Lisboa, ao serviço do colonialismo”, com “mentalidade de escravos, descendentes dos marroquinos e aliados dos ingleses”, “um problema cavalar” e “um tratado de Psiquiatria”.

Ouvir o João jardim é sempre um momentos capaz de nos fazer soltar uma sonora gargalhada. Já ninguém realmente o leva a sério neste o seu papel de Rei colonizado em luta pela liberdade do seu povo. Um verdadeiro tratado de Psiquiatria.

18
Dez
10

Belém é por aqui. Eu diria ainda mais, Belém é por aqui

Acabei o segundo debate das eleições presidenciais a pensar que tinha sido entre o Dupond e Dupont. A cada opinião de um o outro repetia a mesma coisa. Nenhum dos dois me convenceu por ambos representarem, também eles, o sistema, mas gostei de ver que em vez de se atacarem, ambos aproveitaram para mostrar que o grande alvo a abater é mesmo o Sr. Silva, esse sim um cancro que há décadas corroer o país.

18
Dez
10

Sempre a limpar a casa do patrão

João Proença, secretário-geral da UGT, admite que o aumento do salário mínimo  não se aplique todo em Janeiro, mas  seja feito o mais rapidamente possível para que termine o ano de 2011 em 500 euros. 

Mas porque raio tem ele de admitir seja lá o que for? Se há um acordo assinado por sindicatos, governo e patronato e se sabemos que 2011 vai ser um ano terrivel, não só para aqueles que não têm emprego, como também para aqueles que o têm, porque aceitar que os que ganham o mínimo não possam receber um pouco mais. Nem é muito, 25 euros por mês, 80 cêntimos por dia e as Confederações Sindicais dizem que não podem pagar logo em Janeiro? A quem faz mais falta esse dinheiro? Certamente não é ao Sr. João Proença.

17
Dez
10

Nacional carteirismo

O Governo quer as empresas criem um fundo para financiar os despedimentos que será alimentado através de um desconto na massa salarial, anunciou ontem a ministra do Trabalho.

Ora aí está a forma que o governo escolheu para cumprir com as “ordens” vindas de Bruxelas e do FMI para tornar os despedimentos mais baratos para os patrões. Baixa-se o custo, reduzindo o montante mínimo a que os trabalhadores tinham direito e corta-se-lhes na massa salarial para criar um fundo que mais tarde poderá ser utilizado para os despedir. Isto é, são os trabalhadores que vão juntar o dinheiro que vai possibilitar que os patrões que os possam por na rua. Os mesmos patrões que afirmam não ser possivel aumentar o salário mínimo para 500 euros já em Janeiro. Como se já não bastasse o que aí vem com a  redução de salários e o aumento de impostos. Como se o desemprego já não fosse a causa de tanta miséria neste país.

17
Dez
10

Quando a mentira perde a força

Telegramas  disponibilizados pelo site WikiLeaks, dizem que o primeiro-ministro, José Sócrates e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, autorizaram a utilização do espaço aéreo português por aviões norte-americanos com prisioneiros de Guantánamo.

Terem-no feito à revelia dos direitos humanos e do conhecimento dos cidadãos portugueses é grave, mas persistirem na mentira e na negação daquilo que todos já sabem ser verdade ainda é mais, principalmente porque mostra o conluio entre o poder político e o poder judicial que lhe tem dado cobertura. Pelos vistos não faltam Pinóquios por aí.




Indignados Lisboa
Dezembro 2010
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Blog Stats

  • 716.683 hits


%d bloggers like this: