Arquivo de 4 de Janeiro, 2011

04
Jan
11

Lucros divinos

Cavaco Silva, apesar de ter negado ter comprado ou vendido algo do BPN, a verdade é que teve um lucro de 147.500 euros com a venda de 105.378 acções da SLN, que era dona desse banco num negócio remonta a 2003. A filha do candidato presidencial também ganhou na venda de 149.640 acções a módica quantia de 209.400 euros.
As acções da SLN foram adquiridas em 2001 por um euro cada e dois anos depois foram vendidas por margem de lucro de cerca de 150% (2,4 euros cada). O valor da venda das acções foi determinado por contrato, cujo conteúdo se desconhece já que as acções referidas não estavam cotadas na bolsa.

Não estranhou o Sr. Silva ter um lucro tão grande em tão pouco tempo? Na sua qualidade de “grande economista” não pensou que aquilo não podia ser fruto de negócios “normais”? Não estranhou nem procurou saber como era isso possível?
Nos Estados Unidos, no escândalo Madoff, o aldrabão foi preso e pouco tempo depois condenado a pena de prisão perpétua, a sua família vai ter de devolver cada dólar ganho no negócio assim como todos os que beneficiaram com o esquema por ele montado. Não seria justo que, também em Portugal, os aldrabões, (todos), fossem presos, a chave deitada fora, as suas famílias obrigadas a devolver o que roubaram e todos os que beneficiaram dos esquemas fraudulentos obrigados a entregar tudo o que lucraram?
Sendo o Sr. Silva Presidente da Republica, sabendo que as aldrabices de alguns dos ex-ministros e secretários de estado do seu governo levaram um banco à falência, já custaram mais de 5 mil milhões aos portugueses, (numa altura em que estão sujeitos a medidas draconianas de austeridade com aumentos de impostos e redução de salários), que a pobreza e o desemprego alastram, que o país está de tanga e que muito provavelmente o dinheiro que ganhou foi fruto de vigarices, não deveria ser ele o primeiro a devolver o dinheiro por sua livre e espontânea vontade?
É este o homem que querem que continue como Presidente da Republica por mais cinco anos?

04
Jan
11

Quanto vale a liberdade de um homem?

Em nome da luta contra o terrorismo, os Estados Unidos querem ter acesso a dados biográficos e biométricos dos portugueses que constam no Arquivo de Identificação Civil e Criminal.
O FBI pretende ainda aceder à base de dados de ADN de Portugal para receber o registo criminal de cidadãos condenados, estando estes dados sob a responsabilidade do Instituto de Medicina Legal.
O acordo com o governo já está a ser feito e falta apenas ser ratificado na Assembleia da República. Contudo, este mês vai ser emitido um parecer da Comissão Nacional de Protecção de Dados que alerta para os problemas que constam no texto do acordo bilateral.
Fonte da Secretaria de Estado das Comunidades disse àquele jornal que se trata “de um processo que visa a luta contra o terrorismo e já foram feitos vários acordos entre os EUA e vários países europeus. Alguns através da Comissão Europeia”.
Ainda durante a Cimeira da Nato, em Lisboa, o acordo voltou a ser abordado e o ministro da Administração Interna manifestou “a vontade firme de tornar a cooperação entre os dois países mais firme e profícua no futuro”.
em I

Isto é inadmissível? Vamos deixar calados e mudos? Somos nós, a nossa liberdade, os nossos direitos, a nossa segurança que está a oferecida. Esta corja que nos governa entrega os cidadãos do seu país  a um país estrangeiro. (Não esqueçamos que é um país que  tem no seu quintal um Guantanamo.) Se isto não é trair a constituição e a própria alma de um país o que poderá ser?
Vamos todos dizer não e já!




Indignados Lisboa
Janeiro 2011
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Blog Stats

  • 718.195 hits


%d bloggers like this: