Arquivo de 15 de Fevereiro, 2011

15
Fev
11

Dia dos Namorados 2011

A politica em Portugal anda tão assanhada, andam todos com um ar tão zangado que foi necessário um comentário num dos blogs onde publico os meus bonecos, para me lembrar que não tinha lembrado aqui a passagem do dia dos namorados. E, não foi fácil encontrar um par que pudesse utilizar para o assinalar. O melhor que consegui foi relembrar o último grande momento de “amor” da politica cá do Jardim; Cavaco Silva e Dias Loureiro. Quem não se lembra do esforço do Sr. Silva para manter o ex-dirigente da SLN, apesar de todos os dias se saberem mais noticias sobre os nublosos e ruinosos negócios que culminaram na nacionalização do BPN. Agora, um continua em Belém e o outro vive abastadamente nas suas propriedades em Cabo Verde, terra do obscuro Banco Insular tantas vezes utilizado nas trafulhices que já nos custaram mais de 5 mil milhões de euros. Quem sabe se as acções do BPN do Sr. Silva e/ou a famosa casa da Aldeia da Coelha não terão sido terão sido tão baratos e lucrativos por serem verdadeiras provas de amor.

15
Fev
11

A sucata europeia

Importar carros usados é mais barato desde o início deste ano. Tudo porque o Governo alterou, no Orçamento do Estado para 2011, a carga fiscal para os compradores que, nalguns casos, pode diminuir mais de 40% se os carros importados tiverem mais de cinco anos.
É uma boa notícia para os consumidores, sobretudo para aqueles que vão comprar bons carros, mas também favorece a importação de carros mais antigos e com problemas. O que significa que os veículos novos vão vender-se cada vez menos e que o País vai tornar-se num consumidor mais activo da chamada sucata europeia.
in “Económico”

Não sei se é boa ou má noticia, não sei se o imposto devia ser maior ou nem existir, (se estamos na Comunidade Europeia), o que sei é que o país está de tanga e a única solução é comprar menos lá fora e produzir mais cá dentro.
Para isso o que necessário? Mais campos cultivados, mais fábricas a produzir aquilo que os portugueses necessitam e taxando depois a entrada de produtos idênticos. (Dizem que  isto vai contra o espírito europeu, mas os portugueses não comem espírito nem  a abertura das fronteiras nos tem impedido de estarmos cada vez mais pobres). Há que criar mais empregos em Portugal e reduzir os gastos que fazemos lá fora. Acreditar que num mundo cão como este em que vivemos, num mundo onde a competitividade é feita com países que não respeitam os trabalhadores nem leis ambientais ou de qualidade e segurança, iremos ser capazes de exportar o suficiente para compensar o que importamos é acreditar no Pai Natal, é enganarmos-nos a nós próprios. Repovoar o interior e apostar na agricultura, fazer mais barcos e reconquistarmos o mar que já foi nosso em tempos, criar fábricas e acabar com a corrupção é necessário.




Indignados Lisboa
Fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Blog Stats

  • 714.308 hits


%d bloggers like this: