Arquivo de Março, 2011



28
Mar
11

Super-ratazanas


O PSD votou contra o PEC IV, apresentado pelo Governo no Parlamento, por considerar que não ia “suficientemente longe” para resolver o problema da dívida pública, afirmou este sábado Pedro Passos Coelho, em entrevista à agência Reuters. “Votámos contra o pacote de austeridade, não porque foi longe demais, mas porque não vai suficientemente longe para obter resultados na dívida pública”, esclareceu.

Bastou ir ao beija-mão à Merkel para voltar armado em super-coelho. Em Portugal já defende o que criticava ainda há uma semana atrás e no estrangeiro mostra-se mais papista que o papa anunciando que vai malhar ainda mais forte e feito sobre os direitos sociais e rendimentos dos que pouco têm. Este super, mais rato que coelho, mostra não ser muito diferente do Sócrates e que com ele só podemos esperar mais mentiras, enganos e peques.
Estamos a tempo de mudar e de correr com esta gentinha sem categoria nem honra. Estamos a tempo de a esquerda esquecer o que os divide e apostar no que os une. Estamos a tempo de a esquerda nos apresentar uma alternativa credível e de serem uma verdadeira alternativa de poder.

27
Mar
11

Depois da Barbie só nos faltava mesmo era um Ken

Há muito tempo que já ninguém acredita em nada que o Sócrates diz tal a compulsória tendência para  faltar à verdade. Agora, querem colocar no seu lugar um Passos Coelho que já começa a mostrar não ser muito diferente. Começou por andar para aí a dizer o que ia fazer num dia para acabar por dizer que afinal não ia fazer exactamente como tinha dito, criticou os PEC’s por aumentarem impostos e ainda o governo não está demitido já anuncio o aumento do IVA. Para quem tenha dúvidas, basta ler o livro “Mudar”, que publicou em 2010 e onde defende:
“Os impostos indirectos tratam todos pela mesma medida, tanto pobres como ricos, razão porque são, nesse aspecto, mais injustos. É essa, aliás, a razão porque eu nunca concordei em taxar cada vez mais os impostos indirectos, nomeadamente o IVA. Ele vale 20% para quem tem muito como para quem tem pouco”.
27
Mar
11

Um país em crise…de decência

O ex-vice-presidente do BCP, Armando Vara, que suspendeu as suas funções no banco privado em 2009 por alegados envolvimentos no processo Face Oculta, relacionado com corrupção e crimes económicos, recebeu uma indemnização de 562 mil euros, que acresce aos 260 mil euros de remuneração fixa. Vara recebeu um total de 822 mil euros do BCP em 2010, embora já não estivesse em exercício de funções desde o ano anterior. Recorde-se que Vara é acusado de três crimes de tráfico de influência no processo Face Oculta, relativo ao negócio da sucata que tem 36 arguidos. O BCP gastou 4 milhões em salários e prémios no ano de 2010.

Se o estado gastou 2 mil milhões para salvar a pele ao sistema bancário e se os bancos têm lucros de centenas de milhões de euros, mesmo depois de pagar principescas indemnizações e prémios, seria justo que fosse a banca a pagar agora ao estado o dinheiro que este gastou para os salvar da falência. Injusto é que sejamos nós a pagar pelos roubos e trafulhices de gente gananciosa.

26
Mar
11

Abutres no ar e em terra

O último cigarro dos condenados, o enterro dos sócretinos ou a extrema unção do Sr. Silva. Os outros só querem confirmar que fica bem enterrado. Cuidado que este, vivo ou como Zombie é perigoso.
26
Mar
11

A vergonha continua

Ainda o governo não foi demitido e já o Passos Coelho foi ao beija mão da Frau Merkel e anuncia e defende aquilo que ainda ontem criticava; o aumento de impostos, com o IVA a poder subir para 24 ou 25 por cento. Só falta saber se, mal seja governo, (se o chegar a ser), vão chamar  às suas medidas de austeridade PEC 5 ou PEC 1 DS (depois de Sócrates). Mudam-se as moscas, mas não se muda o que cheira mal.
25
Mar
11

Cinderela à portuguesa

 

25
Mar
11

Cimeira Europeia – O despedido

 




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 714.354 hits


%d bloggers like this: