Arquivo de 2 de Julho, 2011

02
Jul
11

Uma proposta para a Europa

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, lançou em Bruxelas a sua proposta de orçamento plurianual 2014-2020 da União Europeia. A Comissão pretende diversificar as suas “fontes de financiamento próprias” e avança com propostas fracturantes, como a criação de “impostos genuinamente europeus”.
Em cima da mesa estão várias opções. Uma delas é a introdução do “IVA europeu (1%) que renderia 41 mil milhões de euros por ano”. Outra opção é lançar um imposto europeu sobre actividades e transacções financeiras e a UE pode também arrecadar receitas nos leilões de licenças de emissão de CO2, ou lançar taxas sobre o transporte aéreo ou a energia. Criar um imposto europeu sobre as sociedades é outra das hipóteses. O financiamento deverá manter-se nos 1000 biliões de euros a sete anos apesar de o Parlamento Europeu pretender um aumento de 5%.

Olhando para a austeridade que dizem estar a varrer toda a Europa e sobretudo aos sacrifícios pedidos aos países periféricos, tenho uma proposta a fazer. Se consideram que os poucos direitos laborais e salariais que ainda restam são regalias insustentáveis num mundo competitivo então que acabem com todas e todos os países europeus assumam as leis que regem os políticos e funcionários da Comissão Europeia sejam a plicadas a todos. Conhecemos os salários que recebem, sabemos que não pagam impostos, que se podem reformar ao fim de nove anos de trabalho com reformas avantajadas, etc. Prescindimos das nossas “regalias” e aceitamos em troca os “direitos” deles. É que esta gente vive muito bem à custa de muitos que vivem muito mal. E ainda nos querem impôr mais um imposto só para lhes encher a pança.

Anúncios
02
Jul
11

Feliz Natal Sr. Coelho

Andaram a debater o Programa de governo e de medidas concretas, qual vai ser o aumento do IVA, em quanto vão reduzir a TSU, que benefícios fiscais vão ser cortados e tantas outras nada se sabe. Ficam todas para estudar. Mas, bastou lançarem para o ar que a execução orçamental está a correr mal para numa noite o Passos Coelho decidir cortar com 50% do subsidio de Natal. A cada nova má noticia para o Ministério das Finanças lá virá mais uma má noticia para todos nós. A minha única dúvida é que número devo chamar ao próximo PEC; PEC5 ou PEC1 DC (depois do Coelho).




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 712.614 hits

Anúncios

%d bloggers like this: