Arquivo de 3 de Agosto, 2011

03
Ago
11

Alvaridades

O Ministro Álvaro Santos Pereira, o tal que veio do Canadá para nos salvar, foi à Assembleia da Republica responder a perguntas dos deputados. Devia ter ido para responder a perguntas mas como parecia não ter respostas para nada, (ficou para as enviar mais tarde por escrito), ocupou todo o tempo a queixar-se do passado e a promover a sua pessoa. Um triste espectáculo o de dizer que  encontrou no Ministério “regalias exageradas e salários desproporcionados, que serão devidamente analisados e reajustados” e depois tentar justificar que tenha nomeado uma chefe de gabinete que ganha “mais 50%” do que os chefes de gabinete dos restantes ministros (Primeiro Ministro incluido), simplesmente pela competencia da Senhora. “Também é verdade que a minha chefe de gabinete é uma super-chefe de gabinete. Está a perder mais de 50 mil euros em ordenado por estar a trabalhar para nós”, justificou Santos Pereira.”Desde que sejam respeitadas as regras estabelecidas pelo Governo para salários, a qualidade tem de ser paga”, insistiu o ministro, considerando que “esta pessoa tem as qualidades que é preciso para governar um super-ministério da melhor maneira”.
Um Super-ministério de que ele se considera um super-ministro e andou a apagar  luzes e de onde até agora saíram a ideia das bandeirinhas de portugal e o aumento dos transportes públicos que nalguns casos ultrapassa os 25%.
Mais um a quem todos deviamos era fazer um belo manguito, pagar-lhe o bilhete de avião de volta para de onde veio. Recusar pagar bilhete nos transportes públicos, se feito por muitos, pode ser uma boa ideia para começar.
03
Ago
11

Um gang de bons rapazes

Imposto extra ordinário sobre o 13º Mês, aumento de transportes que chegam aos 25% e ainda falta o IVA, o IMI e sei lá que mais impostos para aumentar porque cada milhão é necessário para conter o défice e pagar a dívida. Vendem-se as empresas do Estado. Ou serão que, como no caso do BPN, para oferecer? Oferecer com bonus. Um banco onde já foram enterrados 5 mil milhões dos nossos impostos, sem que se veja acusar ninguém pela da maior fraude de sempre da História Portuguêsa. Há mesmo quem fizesse parte dos Órgãos sociais do BPN que seja nomeada para a nova administração da CGD. O grande amigo do Cavaco, Dias Loureiro mudou de ares para o sol de Cabo Verde. BPN agora vendido por 40 milhões em que vai ter de ser o Estado a pagar o despedimento de 750 trabalhadores depois de capitalizar o banco com mais 550 milhões do dinheiro dos nossos impostos, dos nossos sacrificios. Lixa-se a vida de milhões de portugueses para poupar meia duzia de milhões e depois oferecem-se 550 milhões de mão beijada. Tenham vergonha, os vampiros que nos sugam e nós força para os combater.



Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 714.616 hits


%d bloggers like this: