Arquivo de 16 de Agosto, 2011

16
Ago
11

Um bom Ministro para mandar à ….guerra

“O anterior Governo deve um pedido de desculpas às Forças Armadas”, afirmou hoje, domingo, o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco quando discursou esta manhã na Escola Prática de Infantaria, numa cerimónia comemorativa do Dia da Infantaria, onde passou revista às tropas e inaugurou uma exposição.. Em causa está o facto de o anterior Executivo ter ‘metido na gaveta’ os dados sobre o custo das progressões dos militares”.
O Exército terá incorporado este ano mais de mil jovens, na categoria de praças, sem a autorização do Governo. O Ministro da Defesa, instado a comentar a contratação de militares, disse não confirmar ou desmentir a situação, mas admitiu que irá analisar o caso. O Exército diz que “não comete ilegalidades”.

Nunca tinha visto um Ministro da Defesa fazer um discurso a criticar outro partido quando fala para os soldados durante uma cerimónia militar, mas também nunca tinha imaginado o Aguiar Branco como Ministro da Defesa.

16
Ago
11

Festa do PSD na desgraça nacional

“O mundo está de olhos postos em Portugal” disse o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, na Festa do PSD em Quarteira. O Governo “tem cortado despesa todos os dias” desde que iniciou funções e que a contenção pedida a todos os ministérios “não tem paralelo nos últimos 50 anos”. Mas “é preciso fazer um esforço colossal que o Governo não consegue fazer sozinho”, por isso, são exigidos mais sacrifícios aos portugueses. Pedro Passos Coelho justificou o aumento de impostos e a introdução do imposto especial no subsídio de Natal com o agravamento da recessão internacional e com “um desvio” nas contas públicas que “complica muito o objectivo” traçado pelo Executivo, mas prometeu “reduzir 10% de despesa corrente num ano”. “Nós estamos a passar pela maior prova que um país em democracia tem memória de ter realizado. “O que estamos a fazer vai ficar na nossa história, na história da Europa e na da democracia”.

Se não fosse tão trágico até davca vontade de rir. Não nos bastou um Sócrates agora temos de aturar este Coelho. Fala de cortes na despesa que o governo tem feito “todos os dias” mas que ninguém ainda viu, fala em esforço colossal do governo mas avisa que os sacrificios serão exigidos aos portugueses. Justifica os impostos do 13º mês e da subida do IVA na electricidade e no gás com a recessão internacional que ainda há poucos meses, antes das eleições, menosprezava e com um desvio nas contas públicas sem explicar que a responsabilidade desse buraco é do negócio da “venda” do BPN e do descontrolo orçamental  do seu colega de partido da Madeira.
Ao fim de dois meses, em que só aumentou impostos e preços de bens essenciais, já fala de ficar na história, não só de Portugal mas da Europa e da Democracia. Presunção e água benta cada um toma a que quer.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 716.814 hits


%d bloggers like this: