Arquivo de Agosto, 2011



24
Ago
11

Quando as verdades e as mentiras são a mesma coisa

«Os procuradores de Nova Iorque pediram para retirar as queixas de tentativa de violação e violência sexual contra o ex-director do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn.»

Agora talvez haja mais gente com curiosidade de perceber porque tramaram o Strauss Kahn e elegeram para Presidente do FMI, Christine Lagarde, uma senhora que até estar a ser investigada pela Policia francesa pelo papel assumido , quando era ministra das Finanças de França, num negócio associado ao empresário Bernard Tapie em que este poupou pelo menos 200 milhões de euros em pagamentos ao Estado.
23
Ago
11

Serenata Madeirense


A dívida da Madeira cresceu mais de 100% em apenas cinco anos, é hoje da ordem dos mil milhões de euros e serviu para financiar a perpetuação de Alberto João Jardim no poder. Agora, perante a realidade, quer negociar um acordo de urgência com Pedro Passos Coelho a pouco mais de um mês das eleições regionais. Não há decisão oficial, mas está apalavrado. Pedro Passos Coelho admitiu já a Alberto João Jardim ir à Madeira para marcar presença na campanha das eleições regionais de Outubro,

Um problema para Passos Coelho. Quando pede às gentes do “Contenete” que faça saacrificios enormes, quando antecipa outros para tapar o “Buraco Colussal”, criado em grande parte pelos gastos do João Jardim, dificilmente pode justificar que ainda premeie o infrator. Um problema porque há eleições regionais e o João Jardim quer dinheiro para poder continuar a fazer inaugurações diárias, bem regadas ce recheadas, durante a campanha e garantir uma vitória gorda. Um problema porque sabe que o Jardim tanto lhe passa a mão pelo pêlo como no dia seguinte o critica e chama de todos os nomes que lhe passam pela cabeça.
O João Jardim sempre deu muitos votos, vitórias e deputados ao PSD, mas sempre foi uma dor de cabeça para todos os seus líderes. Porque será que não tenho pena deles? Porque todos acabaram por ceder e o Jardim de sorrir.

23
Ago
11

Um Horta onde o Espantalho chama os Negros Corvos

Adriano Alves, reformado, de 81 anos, cultiva uma horta num terreno municipal há mais de 40 anos na Calçada de Santo Amaro, em Lisboa, tendo pago, no ano passado, 108,30 euros. No entanto, este valor vai subir para 3687,50 euros em 2014, de acordo com uma carta enviada pela Câmara de Lisboa no início do mês.

Ler uma notícia destas faz-me ter vergonha daqueles que nos governam. Porquê matar uma vida a um homem de 81 anos, porquê tirar-lhe uma horta que ele “mima” há 40 anos? Falando de hortas, outras casos existem que sujerem o medo das hortas pela parte do poder. Veja-se na Damaia, em que uma horta comunitária feita num baldio da Camara, com um barracão que foi uma escola esquecido ao abandono há muitos anos, acarinhada pelas pessoas dos prédios vizinhos vai rapidamente transformar-se numa “zona verde ajardinada”. As máquinas de demolir da Camara já por lá andaram. Mas, muitas outras hortas existem pelos bairros de Lisboa e que este aumento de preços vai condenar a um fim que contradiz todo o discurso de cidade ecológica e preocupada com o ambiente. Para não falar dos que sobrevivem a consumir o que podem cultivar. Num momento de crise como esta o cultivo de uma pequena horta no quintal ou, as Hortas comunitárias, que agora têm surgido um pouco por todo o lado, pode ser crucial para a sobrevivência dos que menos têm. Uma vergonha que mostra bem os governantes que temos.

22
Ago
11

As férias do Coelho


Para quem disse que o governo não ia ter férias porque tinha muito trabalho a fazer,  parece praia a mais e  corte nas despesas a menos.

22
Ago
11

Onde está o António José Seguro?


Sobem impostos, aumenta 17% o IVA da luz e do gás e os transportes públicos até 25%, oferece-se o BPN mais umas boas centenas de milhões de euros aos patrões angolanos do Mira Amaral e ninguém vê o novo líder da oposição aparecer ou dizer nada. Não sabe o que dizer ou concorda com as medidas do governo? Convinha que nos dissesse.

21
Ago
11

Ilusão ou engano

Na campanha eleitoral o Pasos Coelho prometeu, o Paulo Portas também, o programa eleitoral também que com eles no governo não havia cá boys nem meios boys. Só competencia. Claro que o famoso Super-Alvaro afirmou recentemente numa entrevista televisiva que a ideia não é de “no jobs for the boys”, é “less jobs for the boys”, mas mesmo assim fiquei espantado com a esperteza saloia da solução que encontraram para nomear os quadros superiores do Estado. Por concurso, com regras claras para ser escolhido o melhor mas, com a última palavra a ser dada pelo Ministro que pode simplesmente não ligar nenhuma ao resultado do mesmo. Honestamente prefiro o modelo actual em que se sabe que a nomeação é de um boy e é feita com celeridade que um que finja não ser aquilo que é e ainda se vai perder tempo e dinheiro a fazer um concurso para depois o Ministro escolher quem quer para o lugar.
Um Ilusionista tenta criar-nos uma ilusão sabendo que nós sabemos que é só uma ilusão, mas esta gentinha não nos quer iludir, quer mesmo é enganar-nos.
21
Ago
11

O Carrocel do Super- Alvaro

O Alvaro, o Super-Ministro, de um super-Ministério, com uma Super-Chefe-de-Gabinete e Super-Assesores, todos pagaos com Super-Salários  é, na minha opinião, o mais incapaz Ministro deste Governo. Veio como uma Super-Estrela, de uma Super-Universidade Canadiana, com Super-Ideias e até agora andou a apagar luzes no Ministério para poupar, lembrou-se de pôr bandeirinhas de portugal no nosso artesanato e parece que gosta de comboios. Já começou a fazer disparates e a colocar gete do PSD e do CDS preocupada por afinal o TGV não estar totalmente suspenso, só um bocadinho suspenso, em avaliação e depois logo se vê em Setembro. Confesso que não tenho nenhuma certeza sobre o TGV, gostava de ainda poder confiar nos Técnicos, naqueles que estudavam o assunto, faziam contas e obtinham resultados, mas quando vejo, como no caso da localização do novo Aeroporto de Lisboa em que uns apresentavam  um Estudo Técnico defendendo uma localização  e outros outro defendendo exactamente o oposto, fico com dúvidas sobre as razões que os levaram a tirar as conclusões que tiraram. Certeza tenho eu que um dia ele vai ser construido. Quem está no governo acaba sempre a querer construi-lo e quem está na oposição é totalmente contra. É que bom, mesmo bom, não é construi-lo, é adjudicá-lo e por isso cada um quer sempre que o outro não o faça agora para ele poder fazer depois. Quando a obra é muito cara há sempre muitos milhões a rolar.
Mas desta vez temos o Super-Alvaro e por isso pomos o TGV em avaliação e falamos do seu sonho de uma linha de mercadorias, de bitola europeia, que unisse Sines, Madrid, fronteira francesa, Europa, o Mundo. Já vejo longos comboios, com centenas de vagões carregados de contentores que dezenas de  barcos vão desembarcando a toda a hora. A mim fica-me a dúvida, porque raio haviam os barcos de descarregar em Sines quando há portos no Norte da Europa bem mais centrais com um custo muito mais baixo?
20
Ago
11

Morder na laranja

Na altura da Assinatura do Acordo de Entendimento entre a Maria de Lurdes Rodrigues e o Mário Nogueira que disse que ele tinha mordido a maça envenenada. Agora o que me parece é que o homem gosta mesmo de fruta e apesar deste Ministro, Nuno Crato, se preparar para o maior despedimento de professores que há memória, que mantém o sistema de avaliação mas isenta os graus mais elevados não vemos a bradar contra o governo e a prometer luta. Será que já trincou a laranja?
20
Ago
11

Cá se fazem, eles pagam

O jornalista da SIC Mário Crespo foi sondado pelo ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, para saber da sua disponibilidade para aceitar o cargo de correspondente da RTP em Washington. A situação está a gerar algum mal-estar na administração da estação pública mas também a direção de informação da estação.
Primeiro porque a nomeação de correspondentes da RTP é uma incumbência da direção de informação, com posterior aval da administração. Depois, porque estas nomeações têm um regulamento interno com critérios bem definidos: é dada primazia aos jornalistas da RTP interessados em colocações no estrangeiro – o que não é o caso de Mário Crespo, jornalista da SIC – e os candidatos só são escolhidos após avaliação feita por um júri interno.

Esta notícia mostra várias coisas sobre quem nos governa actualmente. Em primeiro lugar que paga os favores de quem lhes fiu útil no passado recente para derrubar o governo dos socretinos, depois que são iguais a eles. Criticavam-nos por controlarem a informação da RTP mas já se viu que pensam fazer dela arma ao serviço do governo e do PSD.

19
Ago
11

Estes andam a tourear-nos

Já se sabe que o IVA da electricidade e do gás natural vai aumentar da taxa reduzida para a máxima, 23%. Uma subida de 17% que não se verifica em muitos outros bens não essenciais. É o caso, por exemplo, dos espectáculos, dos bilhetes para os festivais, do golfe ou até das touradas, todos taxados a 6% de IVA.

Quando o governo anterior resolveu baixar a taxa do IVA do Golfe para 6%, como insentivo ao turismo, muitos de nós nos indignamos pelas medidas de austeridade a que nos sujeitava. Este novo governo pelos vistos partilha da mesma opinião e até prefere aumentar o IVA de bens essenciais para a nossa subsitência de 6 para 23%. Assim, se não acendermos a luz nem o fogão durante um mês, podemos juntar dinheiro para a ir à tourada e ela não ser tão cara.
Pessoalmente parece-me que quem anda a ser toureado somos nós.

19
Ago
11

Encontro de ratos


A chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Nicolas Sarkozy defendem uma linha mais dura para com os países que não tomem medidas agressivas para reduzirem os seus défices. Na carta, que os dois líderes enviaram ontem ao presidente do Conselho Europeu, Van Rompuy, é proposto que todos os pagamentos dos fundos estruturais e de coesão sejam suspensos se um Estado-membro da zona euro não cumprir as recomendações sobre o procedimento de défice excessivo.

Esta gente quer-nos fazer acreditar que os problemas da Europa e do Eurose resolvem com ameaças de castigos? Será que querem exigir que sejam os paises em crise que resolvam a crise do próprio capitalismo? Irlanda, Grécia, Portugal, o Chipre, a Espanha e a Itália já na linha da frente e a Bélgica e França na calha. Para onde nos vai levar tudo isto? A resposta é lógica e trágica e ninguém se parece preocupar sériamente com isso. E, o tempo não pára e o amanhã vem já aí.

18
Ago
11

Propaganda, porrada e castigo

Democracia à modo de um Ditador das Bananas
18
Ago
11

Quem poupa um tostão pode chegar ao milhão

Miguel Relvas afirma que “é preciso poupar mais” numa reação à diminuição de 0,9% do PIB português.Este Miguel Relvas é um brincalhão. Temos de poupar. Só se está a aconselhar os que têm ficado isentos dos sacrificios, os mais ricos porque no governo não se vê grande poupança e aos portugueses o dinheiro já nem chega ao fim do mês.
Este governo escolheu que a economia pode ruir, que o país possa cair na maior depressão e miséria, o que não pode ser beliscado são os mercados. Caio o PIB, aumentam-se mais uns impostos para repòr o défice o que faz cair ainda mais o PIB e subirem os impostos até que um dia já não haja PIB nem salários onde cobrar impostos.
17
Ago
11

2012 vem já aí.

Questionado sobre se o Governo prevê um novo aumento de impostos para 2012, Vítor Gaspar admitiu que tal irá acontecer. “Sim, [o aumento  impostos] está previsto no programa e irão executar-se de acordo com o calendário previsto por razões de consolidação orçamental”

17
Ago
11

Sem oposição no calr do Verão

PS, PCP e Bloco de Esquerda chumbam o discurso de Passos Coelho. Os socialistas acusam o Governo de tomar uma única medida para o crescimento económico ou para cortar na despesa. PCP e Bloco de Esquerda acusam Passos Coelho de fazer chantagem com os portugueses quando fala em sacrifícios.Custa-me a entender que a oposição a este  governo, que tem aproveitado o Verão para anunciar gravissimas medidas para os cidadãos e para o país,  e pouco mais faz que algumas declarações para mostrar a sua discordancia enquanto esperam pelo fim das Férias. O que se está a passar é grave demais para não haver já uma mobilização e acções contra estas políticas e estes politicos. Quando o Passos Coelho pede que se evite o clima de conflito social mostra exactamente qual o único caminho a seguir; o do conflito social. Do PS não espero grande coisa para além de uns discursos de ocasião e uns floreados oposicionistas no Parlamento, mas do BE e do PCP esperava-se que estivessem já na rua e não a apanhar sol em alguma praia do Algarve.  Este governo tem de ser travado e já.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 721.371 hits


%d bloggers like this: