Arquivo de Setembro, 2011

30
Set
11

Uma questão de estilo


O Presidente da República reconheceu hoje que  a omissão de dívidas públicas na Madeira configura uma situação grave, mas  sublinhou que o programa de ajustamento não pode ser preparado “de um momento  para o outro”. O chefe de Estado recusou ainda fazer qualquer comentário às reacções  do presidente do Governo Regional da Madeira, apesar de admitir que tem  um estilo diferente de Alberto João Jardim. “Cada dirigente político tem a sua forma específica de fazer política”:

Governo recua e só apresenta amanhã a auditoria às contas da região. Oposição acusa Passos Coelho de não “honrar” a palavra. “Falei demais”. Foi esta a frase de Passos Coelho que acabou por marcar o debate quinzenal de ontem no Parlamento, onde o primeiro-ministro deu o dito pelo não dito e revelou que só depois das eleições regionais de 9 de Outubro será conhecido o plano de ajustamento para a Madeira.

Sei que todos são do mesmo partido, que às vezes se zangam e depois fazem as pazes, que quando chateiam  o Bicho da Madeira ele ameaça abrir a boca e todos se encolhem, mesmo considerando tudo isto é uma vergonha que não utilizem os mesmos critérios que utilizaram nas eleições legislativas. A Troika analisou as contas de um país e apresentou o plano de resgate em menos tempo que este governo consegue fazer uma auditoria na Madeira. No continente passam o tempo a tirar-nos à cara que as medidas de austeridade da Troika foram aceites pelos portugueses quando votaram e deram uma maioria ao PSD/CDS, mas na Madeira pedem aos eleitores que votem num futuro desconhecido. Se eu fosse madeirense queria que o Bicho ganhasse, pois assim podia não sofrer tanta austeridade por ele não cumprir com plano nenhum e por ainda obrigar os “Cubanos do “contenente” a pagar o buraco que fez na Madeira.
Se já pagámos um BPN porque não haveremos de pagar outro chamado Buraco da Madeira?

30
Set
11

Compra-se soberania

A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu o agravamento de sanções a países da Zona Euro que não cumpram os critérios de estabilidade, incluindo a perda de soberania, em entrevista no domingo à televisão pública ARD. “Quem não cumprir, tem de ser obrigado a cumprir”.

Angela Merkel rejeita novas medidas para estimular economias da zona euro e não acredita que a adopção de novas medidas de combate à instabilidade das economias da zona euro seja uma solução a aplicar. Para a chanceler alemã a crise não é da moeda única mas sim a dívida dos países.

E se dessem uma pilinha a esta Senhora para ver se ela se ir entreter. Bigode é melhor não porque dali já veio um com bigodinho que destruiu a Europa e originou uma guerra mundial. Esse, tentou conquistar a Europa pelas armas e falhou, esta ataca com as finanças e a economia para reclamar a soberania sobre outros países. Vai falhar também, faltando saber que consequências isso trará para a Europa e para quem cá vive.
29
Set
11

Privatização da Água. Vamos dizer Não

Assunção Cristas garantiu hoje no parlamento que a privatização da Águas de Portugal  vai mesmo avançar. A Ministra da Agricultura e Ambiente, admitiu a possibilidade do preço da água subir, devido à privatização da empresa Águas de Portugal.

Que vendam os anéis, que privatizem a TAP, a ANA, a EDP, a GALP, a Carris, a CP, aREN, etc.  pode ser visto como um disparate e a destruição património que ainda resta ao país. Como dizia o Saramago, “já agora privatizem também a puta-que-os-pariu”, mas o que é inadmissível é que queiram privatizar um bem que não pertence a ninguém, que é a essência da própria vida; a água. Muitos já lhe chama  o petróleo do Século XXI, um bem que se vai tornar cada vez mais escasso (e mais caro).
Com que direito  a querem entregar nas mãos de gente que só pensa em lucro e especulação? Já nem vou falar do custo para os cidadãos e para a idolatrada competitividade das empresas. Falo só do direito à água que é de todos.
Será que o seu futuro dono terá o direito de nos recusar o acesso a esse bem precioso deixando-nos a morrer à sede?
Será que se aproxima o dia em que nos vão recusar um copo de água?

Esta é uma luta que todos temos a obrigação de participar. Não se trata aqui de mais uns euros ao fim do mês ou mais um imposto, (razão que deveria ser mais que suficiente), mas da luta pela água. Que cada um pense nas consequências que daqui podem advir, (vejam como vai subir o preço da electricidade e como têm subido os combustíveis) e vejam se se podem dar ao luxo de ficar em casa no sofá?

29
Set
11

Quem dá uma moedinha ao moedas?

O secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas, confirmou hoje que a recessão da economia portuguesa em 2012 vai ser mais profunda do que esperado e poderá mesmo chegar aos 2,5 por cento. «As pessoas em Portugal não vêem o que se passa no dia-a-dia lá fora, com números negativos a sair todos os dias nos Estados Unidos da América, e ao termos esta incerteza, obviamente que os cenários têm de ser modificados, mas não por não estarmos a fazer o que temos de fazer, mas sim pela situação internacional»

Passaram 100 dias e as responsabilidades pela crise que eram todas dos Sócretinos passaram agora para a situação internacional. Quem os ouça até pode pensar que há três meses o mundo era um paraíso, a economia florescia por todo o lado e só Portugal definhava. Só que subitamente tudo se alterou e a crise internacional de 2009 chegou finalmente à sede do PSD e à governação do país. As medidas recessivas, com aumento de impostos e redução de salários em nada influenciam que a economia vá recuar 2,5% (previsão de hoje que depois vai ser ainda muito pior). É tudo culpa daqueles malandros lá de fora, primeiro dos que deram o famoso murro no estômago do Passos Coelho e  agora dos estaladões dos números negativos que brotam da América.
Não fosse porque quem realmente iria sofrer são os que menos têm quase que apetece que este país imploda de vez para ver se este povo finalmente sai para a rua e corre com esta cambada toda a pontapé.

28
Set
11

Já faltam menos 100 dias para o naufrágio… mas já mete água

 

28
Set
11

Nota blogosférica – E ao terceiro dia o aviso foi-se

Passados três dias lá se foi o incomodo aviso de que o WeHaveKaosInTheGarden do blogspot era perigoso por ser portador de vírus. Curiosamente o que provocou o seu aparecimento foi um pequeno contador de visitas em tempo real chamado BlogUtils, que faz parte da lista de complementos oferecidos pelo próprio Blogger e que já tinha colocado há vários anos. Mas, pelos vistos não fui, nem sou, o único a ter este mesmo problema e este aviso tem atacado, qual vírus, muitos outros blogs do blogspot por toda a blogosfera.
Quero agradecer a todos os que mostraram a sua solidariedade e aos que arriscaram, passaram o aviso, e continuaram a visitar-me e sobretudo ao Sr. Luis da Barbearia pela paciência e pela ajuda que me deu para conseguir resolver o problema. Aliás, se mais alguém vier a sofrer do mesmo mal aconselho uma visita à Barbearia do Sr. Luís onde podem encontrar informação num post que lá publicou.

Kaos

28
Set
11

De festas e pancadaria é que ele gosta

Alberto João Jardim diz que “é preciso dar pancada em quem ofende o povo madeirense” e compromete-se a “continuar a lutar contra o Estado central até a região conseguir os seus direitos”.Felizmente que eu por aqui não ando a ofender o povo madeirense mas somente o João Jardim e os seus lacaios senão ainda tinha direito a um enxerto de pancada. Bem pode o Bicho da Madeira, na boa tradição de qualquer ditador querer confundir um povo com a sua pessoa que todos sabemos bem quem são os responsáveis pelo buraco na Madeira. Pancada mereciam esses e os que por cá nunca assumiram as suas responsabilidades,presidentes e governos, para acabar com os défices democráticos, a arrogância, a falta de respeito e o esbanjar dos impostos de todos nós.

27
Set
11

Gasparzinho no Covil do Dinheiro

“O processo de ajustamento vai ser um grande desafio e a maioria das dificuldades está para vir”. O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, reconheceu, na noite de sábado, em Washington no âmbito da reunião anual entre o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundia, que o reequilibro da situação económica e financeira do País vai levar tempo a estar concluído e que os sacrifícios pedidos às famílias vão acentuar-se. O ministro das Finanças demonstrou também algum receio de que uma eventual réplica da contestação social vivida na Grécia se possa repetir no País.

O Gasparzinho foi a casa dos donos, do Mundo, apresentar o seu relatório de avaliação de desempenho e certamente deve ter agradado aos Senhores do Dinheiro. Essa gente, como o nosso ministro, não têm qualquer dimensão social no seu pensamento nem nas suas preocupações, olham para números e vêm a economia como a vaca sagrada. Para essa gente, como para o nosso ministro, não há limites para sacrifícios para os povos nem perda perda de direitos e diminuição de condições de vida. Em nome da alta finança, fome, pobreza e miséria são aceitáveis. Preocupam-se mais com a possibilidade da contestação social que pela condição de vida de quem a faz.
Outubro vai ser o mês de lhes começar a oferecer o que mais temem. Logo no dia 1 Manifestação da CGTP e no dia 15 os povos vão mostrar a sua indignação numa enorme manifestação internacional a acontecer em Lisboa e em centenas de cidades por todo o Mundo.

27
Set
11

We Have Relvas In The Madeira Garden

Miguel Relvas não deixou qualquer garantia de que o plano de reestruturação da Madeira seja apresentado antes das eleições regionais de 9 de Outubro, apesar de o primeiro-ministro ter afirmado no último debate parlamentar que o plano estaria desenhado antes do acto eleitoral.
“Sabendo nós que decorre uma campanha eleitoral na Madeira, é importante que todos os partidos tenham o maior cuidado em tratar desta matéria. A avaliação está ser feita e quando estiver concluída será tornada pública”. Afirmou ainda esperar que a campanha “decorra com a normalidade que o país já se habituou”, que “seja esclarecedora” e desejou que “ PSD ganhe as eleições”.

Ao esperar que o PSD ganhe as eleições na Madeira o que o Miguel Relvas está a fazer é colocar os interesses do seu partido acima das trapalhices e mal-feitorias do “Bicho da Madeira”. Esta gente não presta mesmo para nada a não ser para servir os interesses instalados de alguns amigos.

26
Set
11

Tarot presidencial

Marcelo Rebelo de Sousa afirma que António Barreto “é um possível candidato a Belém”, mas não fecha a porta a ser candidato a Belém nas próximas presidenciais: “Escolherei o momento e no momento escolhido decidirei se faz sentido ou não faz sentido”.

Ele nem necessita de dizer nada que há muito que lhe está estampado na cara que sonha em ser Presidente da Republica. Até agora, com as candidaturas do Cavaco isso tem-se mostrado impossível, mas ele sabe que o tempo não pára e ele já não vai para novo. Na entrevista dada ao jornal I debita uma série de nomes que vão desde o Guterres ao Durão Barroso passando pela Leonor Beleza até ao António Costa.
Não se percebe que  com as eleições presidenciais ainda a tantos anos de distancia  já se ponha a falar deste tema e a adivinhar futuros candidatos a não ser para criar ruído  e lançar desde já a futura candidatura mesmo que diga que ainda não decidiu. Curioso é que este politico que tantos gostam de ouvir nunca tenha ganho nenhuma eleição mesmo andando aos caixotes de lixo ou a mergulhar nas águas do Tejo. Um ser que gosta mais de lançar a confusão política do que a exercer e mais de falar do que fazer.

26
Set
11

Para o oportunismo nunca há crise

Pedro Passos Coelho estreou-se o no debate da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, com um discurso em que se referiu à crise nacional como uma oportunidade. “Encaramos a crise como uma oportunidade para a adaptação do nosso modelo económico e para o fortalecimento da economia portuguesa”.

Hoje já vou dormir muito melhor porque afinal a crise e os sacrifícios a que todos estamos a ser sujeitos não é uma coisa má, afinal é uma oportunidade. Só me custa entender como se pensa fortalecer aquilo que se está a destruir, como se pensa que em 2015 ainda vai haver economia portuguesa, quanto mais modelo económico.

25
Set
11

O séquito presidencial

«Cavaco Silva está em visita oficial aos Açores e, além da sua mulher, acompanham o Presidente da República mais 30 pessoas, ao longo de cinco dias. Da lista oficial constam o chefe da casa civil do Presidente, Nunes Liberato, também acompanhado pela mulher, quatro assessores, dois consultores, um para os assuntos políticos e outro para a comunicação social, e cerca de uma dúzia de elementos do corpo de segurança, entre eles dois sargentos, um tenente-coronel, um subintendente e cinco agentes principais. Mas da comitiva do Presidente fazem parte também dois fotógrafos oficiais, um médico pessoal, uma enfermeira, dois bagageiros e até um mordomo. 

Na chegada ao arquipélago açoriano, questionado sobre o buraco orçamental das contas madeirenses, Cavaco foi parco em palavras, mas reiterou o que já afirmou várias vezes: “Ninguém está imune aos sacrifícios.”

O que ele queria dizer é que quase ninguém está imune aos sacrifícios, que isto de ir viajar com bagageiros e mordomos, sem falar de quatro assessores e dois consultores,  é coisa de gente fina. Na verdade o casal Silva não parece ser gente assim tão fina, mas quem tem 17 milhões, o dobro da família Real Espanhola, para gastar por ano pode dar-se a esses luxos, mesmo que a sua declaração mais importante tenha sido a constatação de que as vacas açorianas sorriem enquanto assistem à erva a crescer nos campos. (É o que dá não haver comboios para verem passar, as vacas, claro).


25
Set
11

Nota blogosférica – Vírus

Como não gosto de especular quando não tenho a certeza daquilo que se passa não vou dizer que o WeHaveKaosInTheGarden.blogspot.com foi vitima de um ataque para impedir que eu continue a criticar esta classe política e estas políticas que conduzem o país para a miséria. A verdade é que quem tenta aceder ao blog é confrontado com um aviso que afirma que ele é um potencial transmissor de vírus. Tentei saber o que se passava e o que consegui descobrir é que ele foi analisado pelo blogger três vezes nos últimos 90 dias e nada foi encontrado. Eu abro o blog todos os dias e o meu anti-virus também não informa de nenhum ataque, mas a verdade é que não sei como ultrapassar este problema. Não sei por isso se o aviso existe porque alguém resolveu denunciar este blog ou se efectivamente houve quem tentasse contaminá-lo com vírus.
O que posso garantir a quem me visitava é que não será desta maneira que me vão calar e embora acredite que o não há nada de errado com o blog todos aqueles que o desejarem podem visitar-me nos endereços:


Obrigado a todos

25
Set
11

Há uma FLAMA que lhe arde no coração

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, disse que «Se Portugal vai resolver os problemas de todos os portugueses, vai ter que resolver os problemas dos portugueses do Continente e dos portugueses da Madeira, porque se há dois países, então dêem-nos a independência».

Lá lata não lhe falta, mas ao dizer o que disse deu-nos a possibilidade de resolvermos dois problemas de uma assentada só. Aproveitamos e damos-lhe mesmo a independência e assim ficamos livre do “Bocassa da Madeira” e não temos de dar metade do nosso 13º mês, mais o que ainda vem por aí,  para ajudar tapar , o que considera “uma coisinha de nada”, que é  o colossal buraco que escavou na ilha (já vai em 5880 milhões).

24
Set
11

A Super Lei dos Super despedimentos

O Governo apresentou uma proposta para flexibilizar os despedimentos, onde se inclui alterações ao conceito de justa causa, passando os trabalhadores passando também a ser razão para despedimento não atingir os objectivos previstos, haja quebra de produtividade ou da qualidade de trabalho.

Como tinha defendido primeiro, escondido depois quando viu que não subia nas sondagens, o Passos Coelho é um defensor do fim da “justa causa” nos despedimentos. A proposta do governo para a nova lei laboral (não há um raio de um governo que não a altere uma ou duas vezes em cada legislatura) não passa de uma forma encapotada de possibilitar o despedimento fácil. Quem podia aproveitar esta lei era o próprio Passos Coelho e despedir o Álvaro Santos Pereira por improdutividade total. Nem o ser Ministro da Economia e do Trabalho  e se estar a discutir uma Lei Laboral o faz aparecer. Será que ainda nada a apagar as luzes pelo ministério?

 

 




Indignados Lisboa
Setembro 2011
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 716.831 hits


%d bloggers like this: