Arquivo de 5 de Outubro, 2011

05
Out
11

Vamos todos para a rua. Ela é nossa

«O líder comunista,Jerónimo de Sousa, frisou que governo e grandes interesses querem de forma demagógica “levar as pessoas à passividade”. 

Concordo com ele, mas eu que tenho estado sempre presente nas Manifestações da CGTP, também posso frisar que ali também não há uma genuína vontade de apelar à revolta. O PCP descende de uma linhagem revolucionária, já participou na revolução dos Cravos, mas hoje o seu lado revolucionário deve estar metido numa gaveta semelhante à outra onde o Soares guardou o socialismo. São tão organizados, tão certinhos, tão bem comportados que me irrita. Ainda no passado dia 1, uma vez mais os seguranças da manifestação mostraram a sua hostilidade com quem não desfilava no sitio certo, a mostrar os cartazes certos e a dizer as palavras de ordem dos carros de som. Ouvi um desses senhores referir-se a um grupo  que cantava e empenhava faixas do Movimento Ruptura como “São uns cagalhões”. Até os comentadores da direita referem frequentemente que as manifestações da CGTP, por maiores que sejam, não os preocupam pois sabem que dali não se passará nada mais que um desfile com um comício na ponta.O que os assusta é o povo à solta, o povo a demonstrar a sua indignação fora dos cordões  e do controle.  É por isso que dia o dia 1 não os assustava e não mudou um milímetro as politicas e as opções do governo e o dia 15 de Outubro os sobressalta. Eles dizem temer os tumultos e a violência, como se percebessem que o que fazem é merecedor disso, mas o que eles temem realmente é a consciência e a decisão das pessoas na mudança. Mais ainda, quando sabem que nesse dia milhões vão sair à rua em milhares de cidades por todo o Mundo. Algo vai muito mal neste Mundo, é urgente mudar e esta é a hora.

05
Out
11

Guerra da Madeira: Submarinos no horizonte

Perante as criticas de Paulo Portas, que o comparou ao Sócrates, não ao Grego mas o outro, o que ajudou a que hoje nos estejamos a  sentir gregos, João Jardim apelidou-o de “Moço de recados” e retaliou que a dívida que criou uma dívida quase igual à da Madeira só com a compra dos submarinos.
Gosto quando vejo os políticos, sobretudo aqueles com quem menos concordo, dizerem coisas com as quais concordo. João Jardim é um ditadorzeco de uma Republica das Bananas, que suporta uma série de vampiros que se vão enchendo dos dinheiros públicos e gasta o que não tem e não é dele e o Paulo Portas não é o anjinho que quer aparentar com grandes telhados de vidro, com submarinos, a Universidade Moderna sem esquecer o Caso Portucale e o famoso cheque do Jacinto Leite Capelo Rego. Zanguem-se comadres, que gostamos de ouvir as verdades.



Indignados Lisboa
Outubro 2011
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Blog Stats

  • 714.350 hits


%d bloggers like this: