Arquivo de 7 de Novembro, 2011

07
Nov
11

Bad Bank for Bad Boys

Já nos disseram muitas vezes que é imprescindível salvar a banca, como aconteceu no caso BPN, que há riscos sistémicos, que sem ela não há quem financia e economia e outras coisas que tais. Quer-me parecer que um banco do estado podia fazer tudo isso e muito mais, mas a sua adoração pela banca é sagrada. Por isso o Estado assume a garantia de empréstimos de muitos milhares de milhões aos bancos, paga outros milhares de milhões para salvar roubalheiras como o BPN, que depois vende por 40 milhões e agora já se fala de um Bad Bank que mais não é que um Banco do Estado para recolher todos os activos tóxicos que a banca criou na sua ânsia de lucro fácil. O mais grave é que o Estado acabamos por ser todos nós quando chega a hora de pagar os prejuízos. Não há dinheiro para carapaus, mas para o caviar nunca vai faltar.

07
Nov
11

Os corvos descem à Cidade

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) está a planear um conjunto de medidas de contenção para avançar já a partir de Janeiro.Em causa está a possibilidade de reduzir a semana de trabalho para quatro dias, com um corte salarial correspondente a 20% do vencimento base e a eliminação ou limitação da recolha do lixo na cidade ao sábado. As medidas constam de um despacho do presidente da Câmara, António Costa.

Não gosto de políticos mentirosos nem corruptos, mas irritam-me imenso os que se armam em bonzinhos e nos querem fazer passar por parvos. Depois de vir dizer que por as receitas do Município de Lisboa, só na derrama e no IRC são menos 70 milhões, iria ser obrigado a deixar de abrir alguns serviços nos cinco dias da semana passar a fazê-lo só durante quatro, o que implicaria que quem lá trabalha veria o seu vencimento reduzido em 20%, veio depois dizer, perante a indignação geral, que isto não se aplicava a ninguém que não se mostrasse interessado. “Há situações em que pode ser do interesse do próprio só trabalhar quatro dias, recebendo menos, naturalmente, mas podendo ganhar disponibilidade para outras actividades”, considerou  António Costa.
Parece-me que se a  medida se aplica só a quem o deseje não vejo como vai conseguir poupar os tais milhões que necessita porque duvido que, com os cortes nos salários e subsídios impostos pelo governo, perder mais 20% do salário, para quem trabalha nos serviços da câmara, seja uma opção. Atirou o barro à parede para ver se pegava. Não pegou mas fica a ideia, que certamente já fez o Victor Gaspar estar a dizer para si mesmo, “porque não me lembrei disto” e muitos privados telefonarem ao Relvas a sugerir que esta possibilidade seja acrescentada ao aumento do horário de trabalho. E, já que tantas outras medidas do governo são ou anti-constitucionais ou até  ilegais, sem que ninguém se pareça  importa com isso, é só mais uma.




Indignados Lisboa
Novembro 2011
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Blog Stats

  • 713.936 hits


%d bloggers like this: