Arquivo de 4 de Dezembro, 2011

04
Dez
11

Afinal quem é que é violento?

A actuação da polícia, com agentes infiltrados na manifestação da greve geral de 24 de Novembro, que se mostrou serem os responsáveis da violência que aconteceu, tanto provocando eles próprios os confrontos, agredindo civis ilegalmente e acabando mesmo por entram em confronto com a própria policia que fazia o acompanhamento do protesto.
As declarações iniciais do Ministro e das forças policiais foram deploráveis, o comentários da Direcção Nacional da PSP ainda piores e há um coro de protestos de exigindo o apuramento de responsabilidades pelas ilegalidades cometidas e pela forma como pretenderam “contaminar com violência” um protesto pacifico e legal. Por exemplo o bastonário dos advogados Marinho e Pinto diz que actuação da PSP “vergonhosa e indigna” merece inquérito parlamentar. “Devem ser exemplarmente punidos os comandantes policiais ou membros do Governo que permitiram essas práticas.” “O objectivo dos agentes provocadores é desacreditar a contestação social à política do Governo”.“Pelo que me apercebi, tiveram atitudes mais radicais, para levar as pessoas a segui-los”. “Ficámos com dúvidas sobre se não foram outros agentes da PSP que lançaram cocktails molotov para as repartições de finanças.” Toda a informação, fotografias e videos no blog 5 Dias
Esta gente há muito que renegou a constituição e a lei e age como se de uma ditadura se tratasse. O pior é que não se pode ser uma ditadura enquanto houver cidadãos que não se calam e que teimam em denunciar e combater a prepotência e o ataque ás liberdades. Mas ainda pior para eles é que cada vez há mais gente a indignar-se, a ganhar consciência que uma mudança, não de governo, mas de sistema é urgente, a querer ter voz activa nas decisões. Há mais gente a debater ideias com outros, por todo o lado surgem grupos que se reúnem e pensam alternativas. Grupos todos unidos pela ideia de uma democracia mais participativa e mais verdadeira. E, não é só espalhadas por Portugal, por todo o mundo a indignação contra os governos submissos aos mercados criando desemprego, pobreza e miséria. Grupos todos diferentes na sua postura, todos independentes na sua acção, todos iguais nos objectivos.

Anúncios
04
Dez
11

Um salário mínimo digno de gente abastada

“O salário mínimo [485 euros], em termos relativos, não é realmente baixo em Portugal.” A afirmação do secretário de Estado do Emprego, Pedro Martins, feita ontem no Parlamento, levou alguns deputados à gargalhada.

Temos de agradecer a este burgesso o fazer-nos sentir ricos pois afinal viver com 485 euros não é um salário baixo. Os deputados deram gargalhadas com as afirmações do Secretário de Estado e como sei que vão aparecer muitos que não sabem a sorte que temos em estar num país onde quem recebe o salário mínimo vive na abastança, faço já aqui a proposta de que esse passe a ser o valor dos salários deste e todos os outros membros do governo. Afinal, em termos relativos, não seria uma remuneração realmente baixa, mas seria merecida.




Indignados Lisboa
Dezembro 2011
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Blog Stats

  • 712.614 hits

Anúncios

%d bloggers like this: