Arquivo de Janeiro, 2012



28
Jan
12

Corte e costura na liberdade

Todos nos lembramos das acusações do PSD ao governo dos Socretinos  sobre o controlo que estes exerciam sobre a informação. Recentemente alguns jornalistas mais críticos do actual governo e sobretudo os que se atreveram a criticar as suas relações com Angola, o Presidente José Eduardo dos Santos e a sua “real”  família, viram os seus contratos não serem renovados e  as suas colunas e programas terminarem. Também alguns blogs, pelos mesmos motivos foram atacados e destruídos. O blog Braganza Mothers é um bom exemplo disso tendo ele e todas as contas ligadas ao seu mentor o brilhante “Arrebenta” sido vitimas dessa fúria em silenciar as criticas. Felizmente a Internete ainda é um espaço amplo e solidário pelo que  por cada blog ou site que seja atacado e destruído há dois que surgem para continuar a sua luta (reabriu aqui).
Este sistema capitalista está a rebentar pelas costuras e já não olha a meios para tentar retardar aquilo que é inevitável; a sua queda. (Infelizmente a alternativa é uma terrível guerra a nível global que causará muitos milhões de mortos). Silenciar as vozes incomodas começa a não ser só um capricho de um ou outro líder, mas uma necessidade do poder instituído. Num mundo em que a informação corre livre a nível global a liberdade e a democracia são um vírus que os pode destruir e eles sabem disso. A rendição dos países ocidentais ao poderio das novas economias, anti-democráticas, como a China ou Angola acaba também para contribuir para isso, pois se é verdade que de lá chega muito dinheiro também o poder absoluto dessas ditaduras o acompanha.
É por isso que as vozes incomodas começam a ser bloqueadas e se vê um interesse tão grande em os Americanos fazerem aprovar a sua lei de controla da Internet, o SOPA (Stop Online Piracy Act)  e por cá Parlamento Europeu já se antecipou e aprovou o ,АСТА (Anti-Counterfeiting Trade Agreement ). Tudo em nome da pirataria mas a dar ao poder a capacidade de fechar sites a seu belo prazer.
Já vivi tempo de ditadura neste país e não gostei mesmo nada e é por isso que estarei ao lado de todas as lutas pela liberdade de expressão e para derrotar os que a ameaçam. Muitas vezes me perguntam se não receio fazer este blog e não me calar, tanto aqui como na rua. Infelizmente não me posso dar a esse luxo e, como já aqui disse uma vez, só tenho medo de um dia vir a ter e ceder ao medo. Esta é uma luta de todos e a que ninguém se pode pôr de parte. É o futuro, o nosso e o dos nossos filhos que está em jogo.
Anúncios
27
Jan
12

O naufrágio do Gaspar

Gosto de fazer bonecos em que utilize estátuas. É como se a imagem do personagem representado ficasse mais solidamente representado.
Como tenho   andado sem grande vontade para escrever, mas também isso nunca foi o meu forte, aqui fica só uma pequena “legenda” em forma de pergunta: Conseguirá o Vitor Gaspar atingir o Bom-Porto de uma choruda reforma do Banco de Portugal ou irá ao fundo juntamente com o seu barco chamado Portugal?
27
Jan
12

O Milagre dos Silvas

A “Plataforma Cidadã de Resistência à Destruição do SNS” preocupada com as recentes declarações do Senhor Presidente da República, informa que no próximo dia 28, Sábado, às16 horas, irá repetir o histórico “milagre das rosas” à porta de Belém, evitando, assim, que o senhor Presidente passe fome.
Como de acordo com as suas recentes alegações o seu miserável rendimento é insuficiente para suportar as despesas do seu excelso agregado, aproveitamos também para lhe entregar em mão o Manifesto da Plataforma (http://www.manifestosns.tk/?page_id=31), com as assinaturas recolhidas até à data, em nome dos milhões de portugueses que nos próximos longos e negros meses ficarão impossibilitados não só de comer, como também de adoecer, na sequência da nova legislação para a Saúde, que embora totalmente alheia ao espírito da Constituição da República, o Sr Presidente não impugnou.
Esta será uma “cerimónia” pública. Convidamos todos os utentes do SNS a participarem nela, contribuindo com a oferta de um pãozinho duro e bolorento.”

Eu vou. Difícil vai ser arranjar o pão bolorento que cá por casa evita-se o desperdício alimentar, mas por uma boa causa até ofereço um pãozinho da véspera aos Silvas nesta hora de grande aperto. Sempre pode fazer uma açorda.

Sábado 28 Janeiro às 16 Horas
26
Jan
12

Que nos valham os Pasteis de Nata

26
Jan
12

Este não ganha nenhum Oscar

EM EXIBIÇÃO

25
Jan
12

Os Padres estão caros com’o raio.

«Durante séculos, a majestosa cidade de Braga especializou-se na produção de um produto: padres. Basta percorrer as monumentais ruas da cidade para perceber a importância que a religião e a Igreja Católica têm para a região. São edifícios e mais edifícios (muitos deles de grande dimensão) dedicados à produção e formação de sacerdotes. Hoje em dia, a indústria de produção de sacerdotes bracarenses está em declínio”. (…) Porquê? (…) A grande causa do declínio da Igreja Católica em Portugal é simplesmente a falta de competitividade. A indústria de produção de padres perdeu competitividade, pois os custos de produção de novos sacerdotes são demasiado altos e o preço do sacerdócio é extremamente elevado.»
Álvaro Santos Pereira, O Medo do Insucesso Nacional
Foram “pérolas” como esta que levaram o Passos Coelho ir  buscar este Álvaro a uma desconhecia universidade canadiana e promove-lo a Super-Ministro da Economia. Quando alguém fala de uma industria de produção de padres e conclui que a grande causa do declínio da Igreja Católica em Portugal é simplesmente a falta de competitividade entramos num mundo de infinitas possibilidades de abordagem do assunto. É como entrar numa outra dimensão, num mundo de loucura, um mundo em que tudo pode ser imaginado e a relação entre tudo o que existe pode ser alterada ao ponto de envergonhar o próprio surrealismo. Talvez até se possa propor o “franchising ” de Padres Bracarenses semelhante ao dos Pasteis de Belém. Este governo sem este Álvaro não teria graça nenhuma.


25
Jan
12

Estátua da Madeira

Jardim queixa-se das “estratégias para virar portugueses contra portugueses”. Alberto João Jardim fez críticas violentas ao “continente”. O presidente do governo regional da Madeira queixa-se de estratégias vindas do continente para virar portugueses contra portugueses e afirma mesmo “que se não querem que a Madeira faça parte do país que o digam de uma vez por todas”.Tenho pena é dos madeirenses entalados entre a loucura de um governo cego pela austeridade e cobarde nos sacrifícios e a prepotência arrogante de um Rei de Republica das Bananas que arruinou a ilha e escondeu o facto para poder gastar ainda mais. Vão murchar muitas flores na Pérola do Atlântico.



Indignados Lisboa
Janeiro 2012
S T Q Q S S D
« Dez   Fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Blog Stats

  • 705.609 hits

Anúncios

%d bloggers like this: