Arquivo de 2 de Junho, 2012

02
Jun
12

Pacto de Redenção

Portugal pode ter de entregar as reservas de ouro como penhor em futuros empréstimos europeus. O “Pacto de Redenção” é uma ideia que está a ganhar adeptos na Alemanha.
O nome em si já é suficientemente humilhante (Pacto de Redenção). Para agravar a situação, existe a perda da segurança psicológica criada na mente de gerações de portugueses com a pilha de ouro aforrada durante a guerra e a ditadura de Salazar.
Para vencer as actuais dificuldades, os países endividados do Sul da Europa, Portugal, Espanha, França e Itália, poderão ser convidados/obrigados a pôr as reservas de ouro e os tesouros nacionais como garantia de um plano de assistência e estabilização financeira de 3 mil milhões de euros que está a ganhar forma na Alemanha, em alternativa à criação de eurobonds e a chanceler Angela Merkel já prefere este pacto à criação de eurobonds.

Estranha forma esta de nos fazerem expiar os nossos pecados através da redenção ao Deus Merkle da ganancia, com ouro e tesouros. Mandar a senhora à merda não será boa ideia?

02
Jun
12

Começaram as festas da cidade

Como tinha acontecido com a EsColA da Fontinha no Porto foi agora a vez de em Lisboa  a casa de São Lázaro ter sido desocupada pela força policial. Mais uma vez um espaço devoluto, degradado e negligenciado há diversos anos é retirado a quem o procurava recuperar e colocar ao serviço da comunidade. Neste caso a história é engraçada porque carregada de ilegalidades e hipocrisias. Ilegalidade porque a primeira tentativa de desocupação foi travada por uma providência cautelar pois a CML tinha alterado as regras, passando de 90 para 10 dias o prazo de desocupação sem passar pela Assembleia Municipal. Hipócrita porque para ultrapassar a Providencia cautelar decretada pelo juiz vem alegar o interesse público para logo de seguida mandar emparedar portas e janelas condenando aquele edifício a voltar à utilização que teve durante muitos anos; ser refugio parar ratos e baratas.
Existem quase cinco mil prédios devolutos e a degradarem-se sem que se veja um plano ou uma ideia de como os recuperar e devolver à cidade. Mas existe também o medo de que alguns cidadãos possam demonstrar que é possível mudar esta estagnação, fazerem pelas suas próprias mãos arranjos nessas casas e transforma-las em espaços vivos e que possam ser utilizados pelos moradores dessa zona. A vergonha de quem não faz nem deixa fazer.
Como se isso não bastasse ainda a manifestação de centena e meia de cidadãos que se manifestou pacificamente em protesto pela desocupação foram cercados por um aparato policial digno de um filme demonstrando o medo que este poder tem da voz daqueles que desmascaram a sua incompetência. É que para recuperar uma casa não é necessário um milhão como afirmam, mas sim a boa vontade de quem realmente quer fazer a diferença.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 716.684 hits


%d bloggers like this: