Arquivo de Julho, 2012



24
Jul
12

Vai estudar Relvas

23
Jul
12

As férias são uma boa altura para colocar as leituras em dia. Embora tanto a palavra usura como agiota sejam de significado comummente conhecidos resolvi fazer uma busca para tentar perceber a sua origem. Aprendi [aqui] que “Até a Idade Média a palavra usura era utilizada como sinonimo de juro. Essa prática era proibida, pois acreditava-se que dinheiro não poderia gerar dinheiro. A cobrança de juros era considerada uma forma de se explorar uma pessoa que estava passando por uma situação difícil, portanto todos os empréstimos financeiros deveriam ser realizados sem cobrança de nenhuma taxa” e que ” A igreja acreditava que o usurário que adquirisse lucro sem nenhum trabalho e até dormindo contrariava a Palavra de Deus”. Depois de ler isto lembrei-me de quanto a Europa andou pelo mundo a pregar o Cristianismo e a Palavra de Deus aos infiéis. Ou se esqueceu daquilo que ensinou ou acredita que o seu Deus mudou de opinião como podem confirmar Gregos, Portugueses,  Irlandeses, Espanhóis e Italianos (por agora).

23
Jul
12

Quanto vale um kwanza

 

De há uns tempos para cá que não há ministro ou secretário de Estado que não passe por Luanda. (Alguns mais valia tirarem o passe que devia ficar mais barato). Portugal está à venda e ali há uma classe dirigente residente,  bem abastada e com a vontade de negócio. Energia, comunicação social, construção, banca, tudo se vende e tudo compram. Sabendo-se que em Portugal cada vez mais governa o dinheiro que os interesses do país é natural que alguns fiquem preocupados por ser a filha de um governante que há mais de 30 anos governa com pulso de ferro, reprime manifestações e onde a corrupção é moeda de troca corrente, quem cada vez mais manda em sectores estratégicos para Portugal.
Longe vão os tempos em que a politica internacional acenava com os direitos humanos, com a liberdade e democracia. Agora, vende-se a EDP e a REN ao Partido Comunista Chinês e Angola é recebida de braços abertos, sem uma palavra, uma critica, sem uma pequena observação. Com o fim da cortina de ferro já não há necessidade de pensar nos povos como forma de impedir o avanço “comunista”. Os povos são agora só gado e é o dinheiro que fala cada vez mais alto. Os mesmos que há algum tempo chamavam de ditador, corrupto, assassino e outras coisas do género ao José Eduardo dos Santos são os mesmos que hoje se curvam perante ele no beija mão submisso.

22
Jul
12

políticos. como os vejo. Miguel Macedo

Ainda o Miguel Macedo nem sonhava em ser Ministro da Administração Interna, noutros tempos Ministro do Interior, já a minha companheira, sempre que ele aparecia na televisão comentava: “Este fulano lembra-me sempre um Nazi”. Tenho que concordar com ela e que ele certamente fazia na perfeição o papel de um oficial das SS.

22
Jul
12

Manual de Tosquia

Eis um Manual muito em voga na Europa embora muitos críticos afirmem que a violência do modelo apresentado pelo Vitor Gaspar correr o perigo de, ao tirar-lhe a lã, poder matar o animal. É usual dizer-se que quem não quer ser lobo que não lhe vista a pele, mas maior verdade é que quem não queira ser cordeiro que não deixe que lha vistam.

21
Jul
12

Mais um casamento por conveniência?

Será que virão a caminho mais abstenções violentas ou inconstitucionalidades sim mas só se forem pela metade?

21
Jul
12

Sorridente, honesto, carpinteiro….será que é…

 

Andavam para aí a dizer mal do Sr. Doutor, questionavam a equivalência da 32 das 36 cadeiras e ainda colocavam dúvidas sobre a frequência e avaliação das outras 4. Consegui uma fotografia do seu Exame em que fez mais uma cadeira, não com professor dessa cadeira mas com o Reitor da Lusófona e pela qual em que foi premiado com 18 valores. Vejam lá como foi possível andarem a dizer mal de alguém tão bondoso, tão honesto e ainda por cima um carpinteiro tão bom a fazer cadeiras. Tal tem sido o seu calvário que se agora o pregarem na cruz ainda o promovem a filho de Deus.

20
Jul
12

Políticos. Como os vejo. António José Seguro

 

Sonha em um dia ser um grande bailarino, mas nem sempre sonhar é suficiente, também é necessário ter-se jeito o que não é o caso. Não é com abstenções violentas e inconstitucionalidades só pela metade que lá irá. Fazer o mesmo que os outros tendo como unica diferença o fazer com menos brutalidade não resolve, só prolonga o sofrimento.

20
Jul
12

Políticos. Como os vejo. Jerónimo Sousa

 

Coerente no discurso que há anos se repete incessantemente sem atingir nenhum fim. Tão preocupado com a legalidade de tudo o que faz que acaba por não fazer o que podia e devia. Preso ao sistema que ele próprio condena pelo que acaba por viver no seu seio.

19
Jul
12

Políticos. Como os vejo. Francisco Louça

Faz muito barulho mas acaba sempre a tocar sozinho.

19
Jul
12

O MakeUp governamental

18
Jul
12

Políticos. Como os vejo. Paulo Portas

Como eu sempre vi como o Paulo Portas devia gostar de ser visto*, mas na realidade parece-me muito mais uma “mulher da vida” que uma da realeza.

18
Jul
12

Um realeza tonta

Confirmando a paz da falta de notícias e as dificuldades de aceder à net a solução que encontrei foi a de tentar publicar bonecos que tenho feitos e guardados à espera de melhor oportunidade. Podem não reflectir o que foi dito ontem no telejornal, mas reflectem muito daquilo que eu pensei e penso delas.

17
Jul
12

Férias desta merda toda

Chegou a minha vez de ter uns dias de descanso na companhia da minha família e longe da confusão do dia a dia. Longe da televisão, da rádio e pelos vistos quase sem internet. O que isto quer dizer é que terei muita dificuldade de continuar a frequentar a blogosfera e de manter este blog vivo. Vou tentar no mínimo fazer um post diário mas não prometo nada. Umas férias vão-nos fazer bem a todos.

Um abraço a todos

Kaos  


17
Jul
12

A solução Marcelista para o Dr. Relvas… Marques Mendes

Marcelo Rebelo de Sousa sugeriu, este domingo, os nomes de Marques Mendes  para ocupar o cargo de ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, considerando que neste momento o Governo tem «um buraco» neste lugar. «Não há ministro da Presidência no Governo e Passos Coelho precisa de um», disse Marcelo sublinhando que o primeiro-ministro deve «encontrar um a sério».
Para ocupar as funções que Miguel Relvas desempenha no Governo, Marcelo sugeriu Luís Marques Mendes, que foi ministro-adjunto de Cavaco Silva e ministro dos Assuntos Parlamentares de Barroso. Para Marcelo, Marques Mendes estará em vantagem por ter ocupado aqueles dois cargos governamentais, ter sido líder do PSD e «conhecer o que é a coordenação política».

Oh Marcelo, tu és um cómico. Então dizes que o governo necessita de encontrar um ministro da Presidência “a sério” e propões o Marques Mendes.  Já agora porque não o Santana Lopes ou até o Sócrates que foi da JSD.
O que é preciso mudar não é o Relvas é o governo todo.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 720.497 hits


<span>%d</span> bloggers like this: