Arquivo de 21 de Setembro, 2012

21
Set
12

Derrubar a canalha, construir o futuro

Se hoje é dia de contestar este sistema e estas politicas amanhã é tempo de construir alternativas. Muitos criticam os movimentos com o argumentos de protestarem mas não oferecerem alternativas. A verdade é que há muitos que diversos grupos de cidadãos se reúnem um pouco por todo o lado procurando respostas e provando que a história da inevitabilidade não passa de isso mesmo. Alterar esta democracia tornando-a mais participativa e criando a possibilidade a politicas mais humanas e justas. Em todo este tempo muito trabalho tem sido feito e existem muitas ideias mas falta que mais cidadãos se juntem para também eles participarem nos debates, sugerirem novas ideias. O que se procura não é fazer um programa para apresentar mas sim criar o debate entre todos para que o resultado final não seja as ideias de alguns mas as soluções escolhidas por todos.

PS: Sendo a minha juventude já uma coisa do passado tenho de agradecer a muitos jovens que participando nestes encontros me ensinaram muito neste ano e meio. Ensinaram-me uma nova forma de trabalhar, novas perspectivas e sobretudo a saber participar colocando os egos de lado. Todos os que ali estamos sabemos que olhamos uns para os outros não como adversários mas como companheiros que procuram encontrar as melhores respostas venham elas de onde vierem. O que conta é a busca do consenso e a esperança no amanhã. Demora tempo e dá trabalho, mas não existe uma democracia verdadeira sem a participação dos cidadãos e isso evidentemente requer o tempo e o trabalho de todos.

Anúncios
21
Set
12

Parvos ou hipócritas? Ou as duas coisas?

As manifestações de Sábado em Portugal foram, para o ministro de Finanças Vítor Gaspar, “manifestações de força de carácter” e “não de ruptura”. Vitor Gaspar descreveu esse sobressalto cívico de Sábado, sem mudar o seu habitual tom. “As manifestações foram muito grandes, com muita gente de diferentes origens sociais e sensibilidade políticas que quis que a sua voz fosse ouvida. Houve muita contenção e dignidade e tínhamos a certeza de que não haveria incidentes”, disse o ministro português ao lado do ministro alemão Wolfgang Schäuble. Numa resposta a um jornalista alemão, Gaspar defendeu que o slogan da manifestação em que o povo se diz querer ver livre da ‘troika’, afirmando que “a única hipótese [de se ver livre da ‘troika’] é concluir com sucesso o processo de ajustamento, para não ser necessário mais tempo”.
Já Wolfgang Schäuble destacou as qualidades de Vítor Gaspar enquanto governante, a quem disse ser «o homem certo no lugar certo e no momento certo», além de mostrar «respeito» pelos sacrifícios a que os portugueses estão sujeitos.

Este Vitor é um cómico. Só assim se justifica ter ido dizer para a Alemanha que manifestações que tinham como lema “Que se lixe a Troika” foram um pedido para continuar com a cumprir o memorando para assim ele terminar o mais cedo possível. Claro que um milhão de pessoas a manifestarem-se mandando a troika lixar-se não é desejar a ruptura. Chamamos-lhe gatuno porque temos um enorme carácter mas não queremos que ele se vá embora. Tudo isto porque quem se manifestou foram cidadãos com muita contenção e dignidade e por ele tinha a certeza que não haveria incidentes. Que fomos contidos mesmo não tendo este governo o mínimo de contenção nos roubos que nos tem feito, é verdade, que apresentámos a dignidade que a cambada que nos governa nunca apresentou também é verdade. Também é verdade que não houve incidentes porque os portugueses estavam a mostrar um cartão vermelho a estes pulhas acreditando que eles perceberiam que estava na hora de saírem. Afinal parece que não perceberam e por isso talvez seja necessário explicar-lhes melhor. Ou vão a bem ou vão a mal. Já não os queremos aí, já basta.
Mesmo perante toda esta enxurrada de aldrabices o Ministro do país dos Nazis não se desmanchou e mostrou todo o seu amor pelo nosso Vitinho. “O homem certo, no lugar certo na hora certa”. Só se estava a falar dos interesses da Alemanha porque para os portugueses ele já é passado. Se gosta tanto dele, leve-o para Berlim e faça dele seu adjunto. Pelo menos ficava a merda toda metida no mesmo saco.




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 712.612 hits

Anúncios

%d bloggers like this: