06
Out
12

O dia em que o Coelho se fez galinha

 Bratislava, Eslováquia – O primeiro-ministro considerou hoje que a sua presença na reunião do grupo “Amigos da Coesão”, em Bratislava, que o levou a faltar às comemorações do 5 de Outubro, era “indispensável”. “Eu fiz-me representar na anterior reunião e não quis deixar, como primeiro-ministro, de estar presente naquela que poderia ser a última reunião antes da maratona negocial que se vai realizar em Novembro.

Isto até podia ser considerada uma atitude louvável se não se soubesse que os Primeiros Ministros de Espanha, Itália e Grécia faltaram à reunião o que prova que de “indispensável” não tinha nada. O que realmente fez foi fugir do seu povo num dia em que se sabia que a contestação podia sair à rua. Foi medo porque se fosse vergonha já não seria mau. Medo do povo que diz governar, medo do povo que a que o seu Ministro das Finanças chama de “o melhor povo do mundo”. Este 5 de Outubro foi o dia em que o Coelho se transformou em galinha.


0 Responses to “O dia em que o Coelho se fez galinha”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: