25
Out
12

Vivemos no caos, mas ainda não no fim do mundo

 

O post anterior foi aquele que, no tempo que dura este blog, o que mais me custou a escrever, não só porque me estava a despedir de um companheiro de viagem mas também porque estava magoado e triste. E, é difícil querer fazer rir ou sorrir os outros quando nós não o conseguimos fazer. Ainda estou e talvez por isso também este me está a custar a escrever por não saber muito bem o que dizer ou o que fazer. Li os comentários que foram fazendo nos blogs e no facebook e isso fez-me repensar se devo deixar que problemas, que são só meus, me impeçam de continuar e se devo acrescentar a alguma mágoa que ainda sinto a tristeza de deixar este blog, meu companheiro de tantos anos . Há momentos em que temos de repensar muita coisa porque há muita coisa a mudar. Agradeço a todos a simpatia e a muita força que me deram com as vossas palavras e, embora não garanta que vá continuara a ter a regularidade anterior, cá virei sempre que possível colocar mais um dos meus “bonecos”. Como alguns disseram não podemos dar descanso à canalha que nos anda a destruir as vidas e a roubar o futuro. Mais uma vez o meu muito obrigado a todos e que nos encontremos muitas vezes em tantas lutas que ainda, (cada vez mais), há para travar.


6 Responses to “Vivemos no caos, mas ainda não no fim do mundo”


  1. 1 Maria godinho
    Outubro 25, 2012 às 22:27

    Olá espero que essa nostalgia passe rápido, embora saiba que as despedidas são perdas sem palavras para as descrever.
    Deve continuar, além de escrever a realidade junto com os bonecos são uma forma de sentir que não estamos sozinhos.
    Volte sempre para nos ajudar com esta “canalhada” que nos mata lentamente a cada segundo.
    Onde quer que seu amigo esteja nunca se despediu dele (está no seu coração para sempre). Força amigo bjs

  2. Outubro 25, 2012 às 22:34

    Obrigado… e «Viva o “Kaos no Jardim”»!!!

  3. 3 Kaos
    Outubro 26, 2012 às 00:02

    Maria Godinho
    Peço desculpa por nunca ter sabido explicar muito bem o que quero dizer pela escrita acabo por levar as pessoas a lerem algo diferente daquilo que queria dizer. O companheiro de viagem a que me referia era o blog, já estava comigo diariamente há mais de seis anos, mas as razões que me fizeram estar triste são de outra ordem e que penso não serem especialmente interessantes para quem visita este blog. Já basta vir aborrece-los com as minhas mágoas pessoais.
    Obrigado pelas tuas tão simpáticas palavras.
    bjs

  4. 4 G@rfield
    Outubro 26, 2012 às 08:26

    Espero que voltes sempre que queiras para continuar esta luta que é de nós todos, mas todos os dias, sim todos os dias continuarei a visitar o Kaos, na esperança de encontrar aquilo que me tem animado nos últimos 5 anos, a tua irreverencia e acutilancia com desenhos de sátira politica muito bem concebidos.
    Obrigado e não nos abandones num momento tão crítico.
    G@rfield

  5. 5 Alexandre Barbosa
    Outubro 26, 2012 às 10:14

    Há dois dias que não vinha ao Kaos saindo da minha rotina diária. Virei-me para outros lados para remediar. Mas algo me faltava porque não era a mesma coisa.
    Hoje vim por curiosidade e alegrei-me, o Kaos estava à superfície.
    Por muito que canse pelo uso, só posso dizer – a luta continua!

  6. Outubro 26, 2012 às 12:41

    Nem que seja de vez em quando, é bom ter os teus “bonecos” no feed reader. Obrigado!

    Que a vida te sorria de novo!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: