Arquivo de 27 de Outubro, 2012

27
Out
12

O Grande patriota da Nação

Paulo Portas defendeu que se deve convocar os partidos e as instituições do «arco da governabilidade» para um «esforço especial de consenso e coesão» para a redução da despesa estrutural. Portas sublinhou que «a estabilidade num momento de emergência nacional é muito relevante» e que, sem ela, a última tranche do programa de assistência económica e financeira não teria chegado. «Ser deputado da maioria em tempos de emergência nacional não é cómodo nem é fácil, mas é precisamente porque são tempos de emergência nacional que é necessário e importante. É tão necessário e importante garantir a identidade de cada um como a resiliência de todos a bem do país», afirmou Paulo Portas.

Se eu já não conhecesse o tratante até solicitava àquela múmia que está em Belém que lhe desse uma medalha de patriotismo. O homem sacrifica as suas ideias e as suas promessas eleitorais, aceita reconhecer que mentiu, involuntariamente, aos portugueses em nome de um desígnio nacional. Se o Gaspar disser que se aumenta o IRS para 99% dos salário, aceita, se o Coelho resolver aumentar a TSU para 40%, aceita, se o Mota Soares resolver acabar com o subsidio de desemprego ou retirar as pensões aos mais idosos, abana a cabeça em assentimento, se o Macedo propuser dar uma injecção atrás da orelha a todos os idosos com pensões inferiores a 10 mil euros, resigna-se, tudo em nome do patriotismo. Ele não quer mas tem de ser em nome da nação. São homens como este que Portugal realmente não necessita se deseja voltar a ser um país com dignidade. Paguem-lhe mais uma passagem de avião, afinal já pagámos tantas e vamos pagar ainda muitas mais, e mandem-no fazer diplomacia económica para o Burkina Faso (já pode levar a medalha ao peito).

Anúncios
27
Out
12

O Gaspar da maratona

 

O ministro das Finanças comparou o programa de ajustamento português a uma maratona. Portugal tem «uma maravilhosa tradição de corredores de maratona, portanto sabemos o que significa correr e triunfar na maratona». «Quando nós estamos a dois terços de uma maratona, estamos por volta do 27º quilómetro, e como sabem os corredores de maratona, em geral, não desistem ao 27º quilómetro», referiu. O que Vítor Gaspar quis dizer é que o pior está para vir: «Os atletas têm os seus maiores desafios já na fase final da maratona. É isso exactamente que acontece com o programa de ajustamento».O ministro das Finanças comparou o programa de ajustamento português a uma maratona.

O Homem da Maratona foi um excelente filme com o Dustin Hoffman que passou pelos nossos cinemas poucos anos depois da revolução do 25 de Abril e que me deu a ideia para o boneco. Quanto às afirmações do Gaspar só me apetece responder-lhe, vá à merda Sr. Ministro. Com aquela carinha aparvalhada, aquela voz arrastada e monocórdica, tem a mania de fazer este tipo de comparações, acompanhadas de uns sorrisinhos de quem se acha ter muita graça, mas só para anunciar mais desgraças. Já vos andei a lixar no último ano, já vos prometi lixar no próximo mas ainda quer salientar que o pior ainda está para vir. Não quer correr o risco de quando nos está a lixar, haja alguém que se atreva a ainda ter esperança que algo possa melhorar. Não só pisa como ainda nos cospe em cima para sua grande satisfação. Para além de incompetente, nunca acertando nenhuma previsão, é um sádico que tira prazer da desgraça que impõe aos outros. Um canalha do pior que já passou por este país.

27
Out
12

Palhaços que não me fazem rir

 

Desculpem lá não conseguir estar a fazer este blog sem deixar que a minha má disposição se transponha para ele. Estou triste, zangado e cansado de tudo isto. Viver num país governado por gatunos, viver indignado todos os dias e ainda ver por aí tanta falta de respeito e companheirismo, tanta hipocrisia custa-me muito. Confesso que estou magoado mas desta vez não vou deixar que a cabeça quente me faça desistir de fazer este blog, um local onde me sinto livre e onde posso sentir-me bem, sobretudo por ver que há tanta gente que me acompanha todos os dias nesta minha aventura. Isto é algo que não me podem tirar e vão ter de levar comigo. Podem tirar-me o sorriso da cara durante algum tempo mas não me podem fazer deixar de ser aquilo que sou. Não se livram de mim tão facilmente e por aqui vou continuar a dizer o que quero, quando quero e de quem quero. Há um país para resgatar das mãos dos aldrabões que o estão a desbaratar, há muitas mentiras que não podemos aceitar ficando calados e por isso o que peço a todos é que não parem de confrontar todos os canalhas com as suas canalhices, sejam eles quem forem. Todos juntos podemos mudar tudo isto.

PS: Mais uma vez as minhas desculpas pelo meu mau feitio e por vir para aqui chorar as minhas mágoas, mas precisava de desabafar. O meu muito obrigado a todos.




Indignados Lisboa
Outubro 2012
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Blog Stats

  • 712.131 hits

Anúncios

%d bloggers like this: