Arquivo de Novembro, 2012

30
Nov
12

Estreia da Semana

29
Nov
12

Queres aprender? Paga

O Primeiro-ministro, Passos Coelho não trouxe boas notícias para o sector educativo, . O governante considera que há margem de manobra para se mexer na área educativa, admitindo que a gratuitidade poderá ter os dias contados. Passos Coelho recorreu-se da Constituição para lembrar que o documento “não trava mudanças no financiamento do sistema educativo que pode assim passar a ser semi-público com a introdução de co-pagamentos nos níveis de ensino que hoje são gratuitos”. Em seu entender, a Constituição permite, na área da educação, avançar para um sistema de financiamento “mais repartido entre os cidadãos e a parte fiscal directa que é assegurada pelo Estado”. A introdução de propinas no ensino secundário é agora uma possibilidade.

Para aqueles que gostam de elogiar o Velho Botas Salazar, seria bom lembrarem-se que no tempo do ditados o analfabetismo atingia os 70% e metade dos portugueses não sabiam ler nem escrever. Ainda me lembro de com 10 anos ir visitar a aldeia onde tinha nascido o meu pai e haver senhoras que me pediam se lhes lia as cartas que tinham recebido dos filhos ou netos emigrados e que tinham guardadas por não as saber ler. Eu, um miúdo com a quarta classe escrevia as cartas que me ditavam para poderem depois enviar na volta do correio. A Escola Pública e o ensino obrigatório foram uma das grandes conquistas do 25 de Abril e um passo enorme na qualidade de vida das pessoas. Já era ridículo que tenhamos gasto tanto dinheiro em Escolas e equipamentos para apostar na educação e no aumento das qualificações dos portugueses para chegar uma besta como o Passos Coelho e mandar essa gente toda emigrar, perdendo-se um enorme potencial de desenvolvimento e condenando-se este país a trabalho de baixo custo e precário. Pior agora quando se quer voltar a um passado que já pensávamos nunca ter de reviver. Quem tem dinheiro estuda, quem não tem vai trabalhar. Claro que vai começar lentamente dizendo que só quem tem mais rendimentos vai pagar, mas com o passar do tempo, como tem sempre acontecido, o pagamento será estendido a todos e o custo aumentado. Uma vergonha e a destruição de todo um futuro para este país. Sinto asco destes nossos governantes. Pulhas.

29
Nov
12

E agora. Que vamos fazer?

 

29
Nov
12

O Rei vai nu

Um amigo “O Companheiro” teve a amabilidade de me enviar algumas imagens e a possibilidade de as colocar aqui.. Aqui lhe agradeço publicamente pela ajuda e sempre que tiver uma oportunidade e me pareça oportuno certamente que as irei usando. Esta é uma delas a que intitulou “O Rei vai nu”. E não é que vai mesmo.

28
Nov
12

O poder de alterne

 

Depois da abstenção violenta do ano passado o Tótó Seguro este ano resolveu fazer um pacifico voto contra o Orçamento do próximo ano. Votar contra, sabendo, que havia uma maioria para fazer passar o orçamento, ainda vai que não vai, agora coloca-lo em causa, unindo-se a todos os outros partidos que votaram contra, e pedir a fiscalização preventiva do Orçamento já era demais. É que se este governo cai ele ainda corre o risco de ter de ir mostrar como se faz e, como todos sabemos, ele não sabe.
Ou os portugueses entendem que nos partidos do alterne PS e PSD não está a solução e procuram um novo rumo com novas ideias e novas formas de fazer ou então estamos condenados. Passos Coelho ou Tótó Seguro, qual o pior? Muitos diremos Passos Coelho porque já vimos a merda que faz, mas será mesmo necessário colocar lá o Seguro para ver que fará uma merda tão mal cheirosa como este?
Dentro deste sistema não há alternativas porque ele está construído e armadilhado para garantir que o sistema tem sempre um lacaio no poder. O resto, as oposições, a contestação institucional, as entidades reguladoras e até as próprias eleições, tudo funciona para nos poderem convencer que vivemos numa democracia plena e que podemos escolher. Maior mentira não há porque eles tudo controlam, da informação à actividade legislativa. Só com uma nova forma de democracia, mais participativa e mais directa poderemos ansiar a uma democracia verdadeira, mas o problema está em como fazer para lá chegar. Só vejo uma solução, o povo nas ruas, ocupando-as até que o poder caia.Para isso acontecer só é necessária uma coisa, que todos e cada um de nós faça a sua parte, saia do sofá e e exija um futuro com respeito e dignidade. Eu estou pronto assim como muitos de nós, só faltam os outros.
27
Nov
12

Foi dia de vergonha na A.R.

 

Molhado, com frio, um pouco desiludido com tudo isto e sem grande vontade para fazer muita coisa. Há dias em que nos pomos a pensar se realmente vale a pena o esforço. Claro que sei que vale, mais que não seja em nome dos meus filhos, mas há momentos em que nos apetece aparvalhar, como tantos outros que comodamente se sentam no sofá. Como disse nem para escrever estou com muita disposição, (já se começa a tornar um hábito), pelo que deixo o boneco que fiz para ilustrar a aprovação do orçamento. Trabalhar e pagar cada vez mais impostos, que em vez de serem utilizados onde deviam, na saúde, na educação, na segurança social, no pagamento das reformas é esbanjado a pagar uma renda aos especuladores em nome de uma dívida criada para nos escravizar. Eu não quero trabalhar para encher a mula dessa canalha nem dos sabujos que por cá lhes prestam vassalagem. Estou a ficar farto, mas mesmo farto e cada vez com mais ganas de fazer um disparate. Só ainda não sei qual.

27
Nov
12

O fim do triunfo dos porcos

 

Hoje há manifestações à porta do parlamento e em Belém. Nas que são convocadas pela CGTP não haverá certamente problemas porque os manifestantes estarão vigiados por duas polícias. A do Miguel Macedo e a da própria CGTP. Nas outras espero que também não, que tudo decorra normalmente pois estar a dar-lhes argumentos para criminalizarem os movimentos sociais não me parece boa ideia. Eles sabem que é dai que vem a principal contestação e onde cada vez mais se juntam forças a exigir a mudança, não só deste governo mas dom próprio sistema de alterne em que vivemos. Eles sabem que são os cidadãos, auto-organizados que os vão derrubar e construir uma democracia mais participativa e responsavel, onde o país fique a salvo de assaltantes no poder que tudo saqueiam e vendem aos seus donos. Eles sabem que a sua hora vai chegar e tudo querem fazer para nos destruir, mas não há governo, por mais polícias que tenha e por mais violência que tente gerar, que possa travar um povo quando ele resolva exigir a mudança. É que a história de que todos os porcos são iguais mas uns são mais iguais que os outros já pertence à história e na nova história que vai ser escrita os porcos não passarão de simples porcos.

26
Nov
12

O espantalho de Belém

 

Hoje é sem tempo e por isso sem legenda

26
Nov
12

Dividir o mal por uns e o bem por outros

 

O chefe do Governo e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou este domingo que o executivo quer «distribuir o mal pelas aldeias» e assim «salvar o Estado social».

Se o Estado Social necessita de ser salvo de alguma coisa é mesmo deste Coelho e do gang que o acompanha. Eles sim, são a verdadeira ameaça pois nunca esconderam, mesmo antes de ter a desculpa da crise, que desejavam entregar a saúde aos grandes grupos económicos, as reformas às seguradoras  e as escolas a privados. O seu modelo sempre foi o liberal isentando o estado de todo o apoio social. Mas, no seu discurso de mentiras o Passos Coelho acabou por dizer uma meia verdade, é a de que quer distribuir o mal pelas aldeias. Faltou dizer que o bem, os lucros, os bons negócios esses quer distribuir pelos amigos e compadres. Os males para uns e os bens para outros parece ser a politica de justa redistribuição dos sacrifícios.
Felizmente ainda existe uma constituição que garante alguma defesa desse Estado Social e que esta quadrilha de salteadores não pode alterar sem a cumplicidade do Partido Socialista. Esperemos que estes, uma vez mais, não se vendam por trinta dinheiros.

 

26
Nov
12

Troliteiros do poder

 

No discurso de abertura do XIV Congresso Regional do Partido Social Democrata, Alberto João Jardim, disse ter sido alertado para eventuais manobras de correlegionários com o objectivo de prejudicar eleitoralmente o partido. Aos delegados ao congresso, o Presidente do PSD-M disse que tal cenário constituiria motivo de expulsão do partido.

Assim se governa na Republica das Bananas, esta é a democracia dos caciques, daqueles que não aceitam nem a critica nem sequer outras opiniões. Na Madeira reina há décadas, por cá cada vez mais as liberdades são contestadas pelo poder, quem se opõe ao roubo a que estamos a ser sujeitos é considerado anarquista ou violênto. Vigiar, controlar, espiar, tudo parece valer para criminalizar quem dia não. Pois que saiba este poder que não o temo, que não me calo e que não me deixarei de manifestar sempre que assim o deseje. Eles têm a força e o poder para me travar, mas não o poderão fazer sem deixarem cair a máscara da hipocrisia e sem terem de mostrar a sua verdadeira face. Não me calo e o único medo que tenho é o de algum dia ter medo.

25
Nov
12

Der große Hase

 

No facebook o amigo Tony Dias colocou esta image e desafiou-me  com um “O QUE PODES FAZER COM ESTA?” Fiquei tramado porque se há coisa em que tenha dificuldade é em meter colocar caras em animais, como aconteceu mais uma vez. A coisa nunca fica muito bem como mais uma vez se provou, mas deu para fazer mais um boneco a mostrar o estado do país, completamente vendido e entregue nas mãos do colonialismo dos mercados.

24
Nov
12

O big bang da economia

 

Através do facebook, um amigo, enviou-me a imagem da série, “The Big Bang theory”. Claro que lhe agradeci pois num momento em que ando sem alguma inspiração e até animo para fazer os meus bonecos e escrever texto, toda a ajuda é bem vinda. Olhei para a imagem e o que me ocorreu foi isto, que me parece representar bem a relação entre a Europa dos mercados e o roubo a que estamos a ser sujeitos, via impostos e privatizações, por um gang de bandidos a soldo desses mesmos mercados. É esse gang e os seus gananciosos donos que temos de correr deste país.

24
Nov
12

Colonialismo financeiro

 

Desaceleração na receita faz o défice da administração central e da Segurança Social subir quase 2.300 milhões em Outubro, atingindo já os 8.145 milhões este ano, estando apenas a 855 milhões da meta da troika. Tal facto ficou a dever-se a uma queda de 4,6% nas receitas fiscais só em Outubro. (IRC -19.9%, IVA -2%, I.P.Petrolíferos, -8,2%, I.Veículos -2,1% e só o IRS subiu 2,7%).

Estes números mostram bem o falhanço das politicas deste governo e de como os sacrifícios que nos estão a pedir só nos conduzirão a mais crise e mais sacrifícios. Mas, isto não parece incomodar nem o Gaspar nem os seus donos europeus que não se cansam de o elogiar até o sobem no ranking dos ministros das finanças. Não os preocupa pois o que realmente desejam e roubar todas as riquezas, sejam elas naturais ou empresas com sucesso e criar uma zona de baixos  salários e direitos quase escravos para onde possam enviar as suas empresas mais poluentes e que exijam mais mão de obra e, aproveitando as boas praias, mar gastronomia e serviços transformar este país na sua colónia balnear. É por isso que pagar a dívida não é uma prioridade e pretendem até que se torne eterna pois assim terão sempre juros agiotas para nos cobrar, ficando com grande parte da riqueza que produzimos bem como com o controlo politico sobre o país. Uma forma de colonialismo económico em que roubam os bens e a soberania dos povos.

23
Nov
12

Um cómico em Belém

 

O Presidente da República fez esta quinta-feira, na entrega dos prémios Gazeta, um discurso irónico à volta do seu “silêncio” e pediu para não relatarem a sua presença, comprometendo-se a não o revelar na sua página do Facebook.No habitual discurso que faz na entrega destes prémios de jornalismo, Cavaco Silva começou por dizer que apenas o seu “caro amigo Mário Zambujal [presidente do Clube de Jornalistas] o convenceria a estar presente: “Ele sabe bem que eu não queria vir, tudo porque eu sabia que teria de subir a este palco e de quebrar o meu silêncio”. “Todos sabem que o silêncio do Presidente da República é de ouro, hoje a cotação do ouro foi 1.730 dólares por onça, uma onça são 31 gramas, mais 1,7% do que a cotação do ouro naquele dia de Setembro em que a generalidade dos portugueses ficou a saber o significado da conjugação de três letras do alfabeto português: “tê, ésse, u” (TSU)”, afirmou Aníbal Cavaco Silva.

O homem é um cómico e tem tanta, mas tanta piada que quase fiz xixi nas calças.Afinal quando ouvimos o homem a fazer discursos e a falar de economia, ele não está a falar como Presidente da Republica, se calhar nem sabe o que isso é, o que ele está a fazer é stand-up comedy. O homem é um cómico e nós ainda não tínhamos percebido.

23
Nov
12

A relatividade do tempo

 

O ministro da Solidariedade e da Segurança Social, Pedro Mota Soares, admitiu hoje que há “situações pontuais” em que ocorrem atrasos nos pagamentos de prestações sociais, casos dos subsídios de desemprego, de doença ou de parentalidade.

Ainda outro dia aqui referi que o tempo é relativo e o que representa para uns não é o mesmo que para outros. Se alguém se atrasa um minuto a pagar um imposto já está a receber cartas do fisco e a pagar juros, mas quando é o Estado que se atrasa não há problema. Basta ver que neste caso o atraso não cria problemas a ninguém, afinal um desempregado não necessita de comer se não trabalha, um doente está de cama e pode dormir todo o dia e isso da parentalidade só é culpa da luxuria do beneficiário. Primeiro cortaram benefícios, depois reduziram o seu valor e está a chega a hora de deixar de os pagar de todo. Há anos que esta cambada anda a descapitalizar a segurança social, a jogar, e a perder, o dinheiro que todos nós descontamos dos nossos salários na roleta da bolsa, para a tornar inviável. Os grandes grupos privados da banca, seguros e saúde, há anos que se babam por este grande negócio. Estes estão lá para lhes encher o bucho e matar de vez com o Estado social.




Indignados Lisboa
Novembro 2012
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 716.685 hits


%d bloggers like this: