Arquivo de 21 de Novembro, 2012

21
Nov
12

A festa da austeridade

 

Ia mais uma vez chamar nomes feios a esta gente pelos ataques que têm vindo a fazer aos povos, empobrecendo-os, cortando-lhes todos os direitos e destruindo o estado social, tudo em nome dos mercados e da ganancia de lucro de alguns. Li as notícias, imaginei o que ia dizer e comecei a procurar a imagem e a fazer o boneco. Agora que tenho o boneco já não tenho vontade de ir procurar as noticias e as declarações destes abutres nem repensar no que lhes queria chamar. Mais uma vez fica o boneco e cada um que imagine o texto que desejar. Desculpem lá, mas ando sem tempo, sem cabeça e sem paciência.

Anúncios
21
Nov
12

A canção dos gatunos

A direcção do PSD voltou esta noite a apelar a António José Seguro que participe no debate sobre a redefinição das funções do Estado, argumentando que o PS tem “responsabilidades especiais” e a “obrigação” de entrar nessa discussão. “Existe a obrigação de todos de participarem no debate estrutural do Estado por razões de qualidade dos serviços e também por razões orçamentais”, disse Moreira da Silva, lembrando que a maioria quer concluir essa redefinição “do ponto de vista conceptual das funções do Esrtado” até Fevereiro. Num reiterado apelo ao secretário-geral socialista, António José Seguro, o vice-presidente do PSD repetiu: “O PS não pode deixar de estar presente”. O Governo quer cortar até 2014 quatro mil milhões de euros em despesa.
Moreira da Silva desafiou ainda os socialistas “a clarificarem” a sua posição sobre a despesa pública. ” Ou assumem que querem reduzir a despesa para evitar aumentar impostos, como nós queremos, ou decidem que não se deve reduzir despesa mas têm que assumir que querem aumento de impostos”,Esta gente é mesmo reles. Primeiro sobem os Impostos a um nível que se torna insuportável para os cidadãos e para a própria economia do país, destruindo empregos e empresas e agora vêm matar o estado social com a ameaça de ou isso ou mais impostos. Esta “refundação do Estado Social” que querem ter pronta até Fevereiro vai ser mais um ataque à dignidade e a condenação à mais profunda miséria e até à morte de milhares de cidadãos. É por o saberem e também porque para muitas das mudanças que desejam fazer necessitarem de alterar a Constituição que esta cambada de gatunos vem pedir batatinhas ao PS. Assustador é saber que este PS não é de confiança e, em troca de alguns favores ainda lhes faz o favor. Se o país já está mal, se as pessoas já passam por enormes dificuldades imagine-se o desespero quando as reformas forem cortadas, o Serviço Nacional de Saúde e a Escola Pública destruídos e os apoios sociais cancelados. Claro que tudo isto não será feito de uma vez só, mas vai ser colocada a primeira tábua no caixão onde nos pretendem enterrar. Ou se calhar nem isso porque, para está escória da sociedade que assaltou o poder, uma vala comum serve-nos muito bem.
Está na hora de dizermos definitivamente não, de correr com a bandidagem e construir uma sociedade mais justa, mais assente numa verdadeira democracia participativa, na liberdade de escolhermos o nosso próprio caminho e na dignidade de todo os ser humano. Não pode ficar para amanhã tem de começar já hoje e todos, mas mesmo todos, têm de sair para a rua impondo a mudança.
21
Nov
12

Porque não te calas, pentelheiro

 

Este pentelheiro, como tantos outros que há décadas mamam do nosso dinheiro, que vivem como nababo, que se vendem e vendem o país por dez réis de mel coado podiam ao menos estar calados. Ficavam lá no seu cantinho a mamar mas tinham a decência de pelo menos não virem mandar postas de pescada a dizer o que nós temos ou não temos de fazer. Não encontro o artigo do jornal onde vinham as suas declarações, mas lembro-me que quando as vi só me apeteceu mandá-lo bugiar (para não dizer para o órgão sexual masculino adjacente ao tal pentelho de que ele falou). Esta gente não presta, não consegue ser sequer humana e por isso não faz parte de nós. Esta gente é para escorraçar pois só a sua presença é nociva. Esta gente tem egos e umbigos enormes e só pensam em si. Rua com esta cambada toda ou então vamos obrigá-los a viverem com o ordenado mínimo, o pior castigo que lhes poderíamos dar, pois representaria uma sentença de morte.  Morriam de fome antes do fim do mês.




Indignados Lisboa
Novembro 2012
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 712.622 hits

Anúncios

%d bloggers like this: