Arquivo de 26 de Novembro, 2012

26
Nov
12

O espantalho de Belém

 

Hoje é sem tempo e por isso sem legenda

Anúncios
26
Nov
12

Dividir o mal por uns e o bem por outros

 

O chefe do Governo e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou este domingo que o executivo quer «distribuir o mal pelas aldeias» e assim «salvar o Estado social».

Se o Estado Social necessita de ser salvo de alguma coisa é mesmo deste Coelho e do gang que o acompanha. Eles sim, são a verdadeira ameaça pois nunca esconderam, mesmo antes de ter a desculpa da crise, que desejavam entregar a saúde aos grandes grupos económicos, as reformas às seguradoras  e as escolas a privados. O seu modelo sempre foi o liberal isentando o estado de todo o apoio social. Mas, no seu discurso de mentiras o Passos Coelho acabou por dizer uma meia verdade, é a de que quer distribuir o mal pelas aldeias. Faltou dizer que o bem, os lucros, os bons negócios esses quer distribuir pelos amigos e compadres. Os males para uns e os bens para outros parece ser a politica de justa redistribuição dos sacrifícios.
Felizmente ainda existe uma constituição que garante alguma defesa desse Estado Social e que esta quadrilha de salteadores não pode alterar sem a cumplicidade do Partido Socialista. Esperemos que estes, uma vez mais, não se vendam por trinta dinheiros.

 

26
Nov
12

Troliteiros do poder

 

No discurso de abertura do XIV Congresso Regional do Partido Social Democrata, Alberto João Jardim, disse ter sido alertado para eventuais manobras de correlegionários com o objectivo de prejudicar eleitoralmente o partido. Aos delegados ao congresso, o Presidente do PSD-M disse que tal cenário constituiria motivo de expulsão do partido.

Assim se governa na Republica das Bananas, esta é a democracia dos caciques, daqueles que não aceitam nem a critica nem sequer outras opiniões. Na Madeira reina há décadas, por cá cada vez mais as liberdades são contestadas pelo poder, quem se opõe ao roubo a que estamos a ser sujeitos é considerado anarquista ou violênto. Vigiar, controlar, espiar, tudo parece valer para criminalizar quem dia não. Pois que saiba este poder que não o temo, que não me calo e que não me deixarei de manifestar sempre que assim o deseje. Eles têm a força e o poder para me travar, mas não o poderão fazer sem deixarem cair a máscara da hipocrisia e sem terem de mostrar a sua verdadeira face. Não me calo e o único medo que tenho é o de algum dia ter medo.




Indignados Lisboa
Novembro 2012
S T Q Q S S D
« Out   Dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 713.581 hits

Anúncios

%d bloggers like this: