Arquivo de Julho, 2013



18
Jul
13

O jogo do poder

antonio jose seguro passos coelho paulo portas jogo batoteiro

Num tempo  em que na prática vivemos sem governo, em que tanta coisa parece estar a acontecer sem realmente acontecer nada. Estão uns gajos reunidos a fingir que estão muito preocupados com o país mas que na realidade estão a jogar os seus jogos partidários e pessoais. Já nem sei que bonecos fazer e por isso vou enchendo o blog com alguns que vou fazendo por fazer. Todos têm uma razão e uma história que se não andasse com tão pouca vontade para falar de toda esta merda em que estamos metidos poderia aqui contar. Assim façam-na vocês se tiverem paciência ou não.

17
Jul
13

Ministra foi mostrar o buraco.

maria luis albuquerque o buraco da ministra

Hoje a capa do Jornal de Noticias, falando sobre a presença da Maria Luís Albuquerque nas reuniões entre o PS/PSD/CDS para procurarem chegar a um acordo para a constituição de um Governo de Salvação Nacional, (que alguém nos salve dessa salvação), tinha como título em letras grandes, “Ministra foi mostrar o buraco”. Para alguém com uma mente suja como a minha foi impossível não pensar no pior sentido que tal titulo podia significar, mas consegui resistir e fiz só este boneco. Se este buraco, o das contas públicas é assustador e preocupante ou outro seria enjoativo e repugnante. O melhor é ficar mesmo por aqui.

17
Jul
13

Eu tenho dois amores

antonio jose seguro paulo portas joao semedo 2 amores

Eu tenho dois amores
Que em nada são iguais
Mas eu tenho a certeza
De qual eu gosto mais
Mas eu tenho a certeza
De qual eu gosto mais
Eu tenho dois amores
Que em nada são iguais

Uma é loira e acontece
Entre nós poder perdura
Se uma aliança eu fizesse
Um governo que loucura

Mas a outra tão morena
Ela sabe bem o que fazer
Porque embora mais pequena
É de esquerda e quer poder

Eu tenho dois amores
Que em nada são iguais
Mas eu tenho a certeza
De qual eu gosto mais
Mas eu tenho a certeza
De qual eu gosto mais
Eu tenho dois amores
Que em nada são iguais

Meu coração continua
A saber o que fazer
É melhor amar as duas
Sem uma doutra saber

Para que este encanto não acabe
Vou fazendo reuniões
Pois já toda a gente sabe
Que vou ganhar as eleições

Lalala-rala-ralala
Lalala-rala-rala
Lalala-rala-ralala
Lalala-rala-rala
Lalala-rala-ralala

16
Jul
13

Um casamento difícil…até porque não há noivo

passos coelho paulo portas antonio jose seguro assassinos politicos

16
Jul
13

O naufrágio de um país

cavaco silva nas desertas

Cavaco dorme quinta-feira nas Selvagens a 1000 quilómetros do epicentro da crise.

O Sr.Silva de Boliqueime é a crise. O que todos devíamos desejar é o seu barco naufragasse e o dito cujo se transformasse num naufrago a viver sozinho nas desertas para só ser encontrado já depois de findo seu mandato. Resolvia-nos o problema a todos nós e também a ele pois estou certo que os dez mil euros que recebe de reforma ali chegariam muito bem para as suas despesas.

15
Jul
13

A engrenagem do sistema

passos coelho paulo portas antonio jose seguro pauzinho na engrenagagem

 

15
Jul
13

Afinal temos ou não governo? Qual?

passos coelho paulo portas luis albuquerque alvaro santos pereira cavaco silva holy power

 

14
Jul
13

É só um filme

paulo portas passos coelho antonio jose seguro men in black 3

13
Jul
13

Governo à moda dos Silvas

passos coelho paulo portas antonio jose seguro this means war

Um era Primeiro-Ministro e não quer passar a pasta mesmo que quem mande seja o outro que fez um golpe de Estado irreversível e agora que mandava não quer perder o poder que ganhou e o outro tem eleições ganhas e não quer arriscar perder um voto que seja.

12
Jul
13

A Guerra do trono

paulo portas king portas guerra dos tronos

 Fiz este boneco há alguns dias quando parecia que o Paulo Portas se tinha finalmente sentado no trono do poder. Depois veio a confusão lançada pelo Sr. Silva e ele acabou por ficar perdido por aqui. Hoje, ao ouvi-lo falar num discurso carregado de hipocrisia, demagogia, e todas as ias que desejem, lembrei-me de o repescar. Como na série onde fui buscar esta imagem, todos os que se sentam no trono acabam mal. Este também me parece que não vai ser muito diferente.

12
Jul
13

Ai opovo carrasco

assuncao esteves cavaco silva povo carrasco

Não que eu aprecie a prosa ou melhor as ideias do Nicolau Santos, mas ao procurar as afirmações da Assunção Esteves  encontrei este seu texto que serve muito bem para ilustrar o meu boneco.

A presidente da Assembleia da República lida muito mal com contrariedades. Lida pior com desafios ao seu autoritarismo. E não suporta as manifestações de descontentamento popular que, volta e meia, acontecem na hemiciclo de São Bento.
Esta tarde, 11 de Julho, perante um numeroso grupo que nas galerias gritava “demissão!”, Assunção Esteves não se enervou apenas. Fez uma sugestão, uma declaração e uma citação.
A sugestão foi que se repensasse a possibilidade do público deixar de ter acesso à casa da democracia. A declaração foi a de que “não fomos eleitos para sermos amedrontados, desrespeitados”. E a citação foi de Simone de Beauvoir: “Não podemos deixar que os nossos carrascos nos criem maus costumes”.
Beauvoir escreveu esta frase a propósito da opressão nazi sobre os franceses durante a II Guerra Mundial. Equiparar cidadãos portugueses que se manifestavam na casa da democracia a torturadores e carrascos nazis é inadmissível – e é totalmente inaceitável que seja a presidente da Assembleia da República a fazer essa comparação.
O povo português merece seguramente um pedido de desculpas por parte de Assunção Esteves. E quem em democracia tem medo do povo, não merece seguramente ocupar o segundo cargo na hierarquia de um Estado democrático.

12
Jul
13

O dia após o discurso de Sua Exª o Sr. Silva de Boliqueime ( a múmia para os amigos)

cavaco silva paulo portas passos coelho antonio jose seguro o dia seguinte

11
Jul
13

Afinal o que disse o Silva?

cavaco silva caixote na cabeca

Confesso que o Sr. Silve me surpreendeu com o seu discurso, ou no fim talvez não. Esperava que em nome da estabilidade e dos mercados viesse anunciar que o actual governo tinha toda a legitimidade para governar. Surpreendentemente veio atirar achas para a crise governativa ao recusar a proposta feita pelo PSD/CDS e ao exigir a presença do PS num futuro governo que, como todos já sabem, lhe vai fazer um manguito. PS no governo só com eleições e promete-las para Julho de 2014 não satisfaz. Então onde pode isto acabar? Recusa eleições, a sua proposta não tem pernas para andar pelo que só lhe resta manter em funções o actual governo no qual já mostrou não ter a sua confiança. Dai talvez a surpresa não ser assim tão grande e ter sido uma forma de mais uma vez, qual Pilatos,  lavar as mãos das suas responsabilidades. Tentou a união e foi recusada e assim teve de aceitar um governo que não queria. Livra-se da imagem que o colava ao governo do Passos Coelho e demarca-se do novo do Paulo Portas assim como da responsabilidade quando o verdadeiro pesadelo das contas públicas for revelado e o segundo resgate obrigatório.

O que lhe pode correr mal? O Coelho ou o Paulo fazerem uma birra e baterem com a Porta. Ai, seria inevitável eleições e a crise que tanto dizia querer evitar estaria instalada de vez. Nessa altura estaria enterrado, não até aos tomates que nunca mostrou ter, mas até à ponta do nariz que não pára de lhe crescer.

10
Jul
13

Comunicação ao país de sua Exº o Sr. Silva

cavaco silva durao barroso angela merkel christine lagarde comunicacao pais

10
Jul
13

Pilatos, Caifás e Pinóquio

paulo portas edward snowden francois hollande mariano raroy evo morales caifas

Paulo Portas foi hoje ao Parlamento para falar sobre o caso da proibição de aterragem em solo português do voo de Evo Morales, Presidente da Bolívia. Segundo o mesmo, o sobrevoo foi autorizado e a aterragem negada por razões técnicas. Mais tarde viria a assumir que não perguntou quem seguia a bordo do avião de Evo Morales para não “importar” o caso Snowden para Portugal.  “O problema Snowden não é do Estado português e não vejo vantagem em tê-lo”.

De Pilatos a Caifás passando por pinóquio este Paulo Portas é capaz de ser tudo. Tanto lava as mãos, como conspira e sempre com mentiras e aldrabices. Não é de hoje a sua subjugação ao dono americano e, embora ninguém já fale disso, os sobrevoos e aterragens dos voos da CIA com prisioneiro a caminho ou regressando de países onde eram torturados foi outro assunto que nunca ficou esclarecido.

A justificação do Paulo Portas neste caso, para além das mentiras, deixa muito a desejar como atitude e envergonha o país. Quando alguma injustiça é cometida, quando uma lei, neste caso internacional, está a ser colocada em causa o correcto a fazer é exigir que seja respeitada. O Snowden só divulgou ilegalidades que o Estado Americano estava a cometer contra os países e contra os seus cidadãos individualmente. Quando se espia países e se interceptam todas as mensagens e telefonemas de cada um de nós isso é ilegal e inaceitável. Mas sobre isso o Paulo Portas prefere fechar os olhos e não se meter em problemas para defender quem denunciou a ilegalidade. É como ver o vizinho ser assaltado ou a afogar-se e nada fazer para não arranjar problemas. Pior, envergonhou-nos a todos e já fez com que uma bandeira de Portugal fosse queimada na praça pública. Peça desculpa aos Bolivianos e a todos nós (embora eu lhe diga desde já que não o desculpo).




Indignados Lisboa

Blog Stats

  • 720.497 hits


<span>%d</span> bloggers like this: