Arquivo de 24 de Agosto, 2013

24
Ago
13

Que ardam no inferno

miguel macedo man on fire

Recentemente morreu mais um Soldado da paz que infelizmente são comandados por estes senhores da guerra. O ministro afirmou que os fogos são uma inevitabilidade, o mesmo que há uns tempos criticava outros ministros, só porque eram de outro partido, exactamente por não os evitarem e vai estar presente no funeral da Bombeira. Mas será que são assim tão inevitáveis? Porque não estão as matas limpas se a lei no obriga? Porque se escolheu o sistema de contratar aviões de combate a incêndios pagos à hora de trabalho? Porque se cortam nos meios oferecidos aos bombeiros? Mas mais importante ainda, neste caso como em outros, que garantia de subsistência é oferecida às famílias destes heróis que morrem a lutar contra fogos em situações terríveis.

Todos os anos o fogo consome milhares de hectares de floresta, todos os anos morrem bombeiros, todos os anos são identificadas as causas e prometidas soluções. O fogo posto é considerada uma das principais causas, mas não se evitam as causas que fazem com que o fogo se posto. Quando o fogo é um negócio é difícil entender que esse negócio não seja combatido e se prefira combater os males que causa. Mas, talvez aqui já estejamos a seguir o conselho do Pires de Lima e também aqui a função do Estado seja desamparar a loja. Talvez os Bombeiros que sofrem e morrem sejam danos colaterais que sejam perfeitamente justificáveis, se o negócio assim o exigir. A minha solidariedade e respeito por todos os que heroicamente combatem estes fogos e um enorme, ardam no inferno aos que os provocam ou não o impedem.

24
Ago
13

Desamparem a loja

pires de lima desamparar a loja

Segundo Pires de Lima, o novo Ministro da Economia a função do Estado é desamparar a loja, isto é deixar tudo ao alcance doa chacais e da lei do mais forte. Quem tem dinheiro pode ter tudo e fazer tudo, quem não tem que se lixe. No sistema financeiro foi exactamente essa desregulamentação que levou aos abusos e à crise que nos colocou nesta posição. Ambiente, cultura, património, nada é sagrado e tudo passa a estar ao alcance de quem o puder pagar. Sem regulamentação a corrupção tem campo livre para funcionar sem mesmo correr o perigo de ser considerada corrupção. Tudo passa a ser negócio. Antes a Máfia fazia-o pois o negócio sobrepunha-se a tudo, agora a Máfia é o próprio Estado.

 




Indignados Lisboa
Agosto 2013
S T Q Q S S D
« Jul   Set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Blog Stats

  • 714.194 hits


%d bloggers like this: