Archive for the '15OUT' Category

14
Out
11

15 OUTUBRO – INDIGNADOS

14
Out
11

A mudança começa já amanhã

A Moodys deu-lhe um murro no estômago,  depois a não aprovação do FEE pela Eslováquia  estava a provocar “um ataque de coração” e agora está na hora de lhe pregarmos um enorme susto. Há algum tempo mostrou receio de tumultos, mas o que deve temer mesmo é a indignação de um povo que cada vez menos entende que tanta austeridade só sirva para criar mais pobreza, mais desemprego, mais recessão sem que se perspectivem melhorias no futuro. Na Grécia, apesar da crise o governo compra 400 tanques para se defender do próprio povo. Em Portugal a crise agrava-se bem como as situações de miséria.
Dia 15 os portugueses vão sair à rua bem como milhões de cidadãos por todo o mundo o vão fazer também para combater este capitalismo. Esta é a hora de exigir a mudança e uma democracia em que cada um tenha o direito de participar efectivamente nas decisões que afectam a sua vida. Se acreditas que o mundo pode ser melhor e queres que um dia os teus filhos possam viver nele, sai à rua no Sábado e faz ouvir a tua voz. A presença de cada um é importante porque só todos juntos podemos promover a mudança. Eu vou.

11
Out
11

Os tanques do medo

Enquanto a crise da dívida Europeia continua com a possibilidade de a Grécia ficar sem dinheiro em questão de semanas, e com o sistema bancário europeu a entrar em colapso, a Grécia parece ter tomador uma decisão importante para enfrentar o futuro imediato: comprar 400 tanques aos EUA no valor de “dezenas de milhões de dólares.
O número dois do governo de Papandreou, Theodoros Pangalos, afirmou que “se deixamos o euro, os bancos teriam de ser defendidos com tanques”
[Traduzido daqui que na comunicação social portuguesa não se encontra nada]


Hoje lá, amanhã pode ser cá.
Esta parece ser uma boa resposta para aqueles que falam em austeridade e em sacrifícios. A mentira fica bem demonstrada quando não há dinheiro para os cidadãos mas não falta para comprar armas para combater o seu próprio povo. Lá como cá vivemos a mentira e a subjugação aos grandes interesses económicos a à especulação financeira, presos a uma divida que não contraímos e a um futuro de miséria que nos querem impor.
Se a mentira existe e se subsiste é porque o sistema a esconde a verdade que o desmascararia. Todos os que nele participam e o não denunciam são colaboradores e não podemos contar com eles. Só os povos, mostrando a sua indignação e exigindo uma democracia verdadeira onde todos sejamos parte integrante das decisões que a todos nos afectam, podem fazer a mudança. No dia 15 de Outubro por todo o mundo e também cá pelo jardim milhares de manifestações e protestos vão encher as ruas de centenas de cidades. No próximo sábado vamos todos encontrar-nos no Marques de Pombal e vamos desfilar até aquela que devia ser a casa da democracia, a Assembleia da Republica. A presença de todos é importante demais para que alguém fique em casa. É o futuro de todos que está em causa.

05
Out
11

Vamos todos para a rua. Ela é nossa

«O líder comunista,Jerónimo de Sousa, frisou que governo e grandes interesses querem de forma demagógica “levar as pessoas à passividade”. 

Concordo com ele, mas eu que tenho estado sempre presente nas Manifestações da CGTP, também posso frisar que ali também não há uma genuína vontade de apelar à revolta. O PCP descende de uma linhagem revolucionária, já participou na revolução dos Cravos, mas hoje o seu lado revolucionário deve estar metido numa gaveta semelhante à outra onde o Soares guardou o socialismo. São tão organizados, tão certinhos, tão bem comportados que me irrita. Ainda no passado dia 1, uma vez mais os seguranças da manifestação mostraram a sua hostilidade com quem não desfilava no sitio certo, a mostrar os cartazes certos e a dizer as palavras de ordem dos carros de som. Ouvi um desses senhores referir-se a um grupo  que cantava e empenhava faixas do Movimento Ruptura como “São uns cagalhões”. Até os comentadores da direita referem frequentemente que as manifestações da CGTP, por maiores que sejam, não os preocupam pois sabem que dali não se passará nada mais que um desfile com um comício na ponta.O que os assusta é o povo à solta, o povo a demonstrar a sua indignação fora dos cordões  e do controle.  É por isso que dia o dia 1 não os assustava e não mudou um milímetro as politicas e as opções do governo e o dia 15 de Outubro os sobressalta. Eles dizem temer os tumultos e a violência, como se percebessem que o que fazem é merecedor disso, mas o que eles temem realmente é a consciência e a decisão das pessoas na mudança. Mais ainda, quando sabem que nesse dia milhões vão sair à rua em milhares de cidades por todo o Mundo. Algo vai muito mal neste Mundo, é urgente mudar e esta é a hora.




Indignados Lisboa
Abril 2021
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Blog Stats

  • 720.509 hits


<span>%d</span> bloggers like this: