Archive for the 'CML' Category

26
Jun
13

Destruição da Horta do Monte

antonio costa horta monte

 

Por volta das seis horas da manhã, oito elementos da Polícia Municipal (PM) acompanharam os trabalhos camarários de destruição da Horta do Monte, localizada perto do Largo da Graça, em Lisboa. Ainda que o projeto comunitário nunca tenha recebido qualquer notificação formal e legal, a CML decidiu interromper o processo de negociação que tinha sido iniciado, com a marcação de uma reunião, e avançou com a intervenção. As cerca de cinco pessoas, membros do projeto comunitário, que se dirigiram ao local por volta das 7h foram alvo de agressões, sem qualquer justificação, por parte da polícia, segundo relatou a coordenadora da Horta do Monte, Inês Clematis. Entre encontrões e bastonadas, duas pessoas foram detidas e uma foi encaminhada para o hospital com a cabeça partida.
 
É fantástico o medo que o sistema mostra de ver surgir aoto-organização popular e o nascimento de projetos colectivos que não passem pelo pedido de subsídios ou  lambam as botas ao poder. Casas ou terrenos deixados ao abandono durante décadas, passam loga a ter um projeto e uma requalificação se alguém se lembra de os colocar ao serviço da comunidade. Como aconteceu na Escola da Fontinha no Porto, ou agora na Horta do Monte. Os projetos são desalojados á força, o trabalho feito destruído em nome das legalidades e dos procedimentos que criam para travar a ação popular livre e direta. Gostam muito de aparecer nas televisões a defender a cidadania, a necessidade de se possibilitar a participação dos cidadãos, mas só se forem em rebanho, bem direitinhos e a fazer vênias ao poder. P.q.o.P.
 
Untitled-19 Untitled-20 Untitled-21 Untitled-22 Untitled-23 Untitled-24 Untitled-25 Untitled-27 Untitled-26                         Untitled-28

 

22
Jun
13

Seara, o esquilo louco

fernando seara power age

O Tribunal da Relação de Lisboa considerou o recurso apresentado por Fernando Seara improcedente e manteve a decisão da primeira instância de impedimento da candidatura. Fernando Seara, o presidente da Câmara de Sintra, que hoje confirmou ser candidato à Câmara Municipal de Lisboa, anunciou que irá recorrer para o Tribunal Constitucional para requerer o efeito suspensivo da decisão das decisões anteriores.

Quando olho para o Seara só me lembro do esquilo do filme “Ice Age” que para ficar com a  avelã faz tudo  e nada o detêm. O que faz correr o Seara? Porque tanta vontade de continuar a ser Presidente da Câmara? Só protagonismo e a loucura pelo poder podem justificar tanta insanidade. Oh homem vá para a televisão comentar o Benfica e deixe-se disso.

27
Jan
13

Os Mercenários autárquicos

fernando seara mercenarios

Escolhi o Fernando Seara por Lisboa ser a maior e mais mediática Câmara do país mas podia escolher muitas outras. Gente que é autarca num Concelho e vai concorrer a outro, não por ter mudado de residência, muitas vezes nem residindo em nenhum deles, mas por interesses partidários e eleitorais.
Por natureza as autarquias deviam ser a representação dos cidadãos nas suas terras e a sua forma mais democrática de participação activa. Mas a guerra partidária é a guerra partidária e tudo isso é esquecido em seu nome. Para as maiores Câmaras não interessa de o candidato escolhido reside nessa terra, não interessa sequer se alguma vez por lá passou, o que interessa é o efeito mediático e a tentativa de ganhar a Câmara a qualquer custo. Inventa-se uma morada para o candidato no Conselho e está feito. Não sei onde há 5 anos morava o Fernando Seara, nem me interessa muito, mas foi candidato por Sintra. Imagino que ai tenha residido durante o seu mandato e que não tenha mudado de casa recentemente para Lisboa. É que se já residia em Lisboa nunca devia ter sido candidato por Sintra, se reside em Sintra nunca devia poder concorrer por Lisboa. É melhor que os outros para justificar mais esta aposta em mais uma vigarice facilmente tornada legal pela simples mudança de casa? Provavelmente não, mas como é ou foi, já nem sei, comentador desportivo numa televisão, é do Benfica que tem muitos adeptos, passa a ser um bom candidato. Esta é a politica que temos e a democracia que nos oferecem.
Mas, como disse o mesmo se passa um pouco por todo o país e só assim se justifica a confusão colocada com nova lei de limitação de mandatos, em que uns dizem que se o for num outro Conselho essa limitação não existe. São autarcas profissionais? Não deveriam representar a sua terra? Como é possível irem concorrer para outro lado?
Defendo que necessitamos urgentemente de mais democracia e de uma democracia mais directa e participativa. Uma democracia verdadeira em que os cidadãos tenham a palavra e o poder de decidir sobre o seu futuro. O que se passa com as autárquicas é a prova de que isso é urgente e necessário. Vivemos uma democracia de mentira de embustes e de golpes partidários, tão grave a nível da vida do país como da mais pequena autarquia.

13
Dez
12

O Boneco do Relvas

Miguel relvas fernando seara boneco para lisboa

Miguel Relvas veio “empurrar” o Fernando Seara para ser o candidato do PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa nas próximas eleições autárquicas.  A intenção por trás disto pode ser uma de muitas, mas que as possibilidades de vitória do Seabra em Lisboa baixaram muito, disso não há dúvidas. Mesmo com os seus truques e as suas aldrabices a verdade é que tudo em que o Relvas toca fede que se farta. Tanto que até queima.

13
Jun
12

Dia de Santo António

Oh safado Santo António

Da Lisboa tão degradada

Tua cidade é o sinónimo

De casa desocupada

São Lázaro foi ocupada

com trabalho e dedicação

a casa a ser arranjada

Um exemplo e uma lição

Com muito trabalho solidário

De uma casa destruída

criaram um espaço comunitário

uma casa renascida

Mas um filho-da-puta

não podia admitir

que de uma casa devoluta

um exemplo pudesse florir

Esta Helena é uma Roseta

que no Rossio apelava à luta

Mas afinal tudo era treta

desocupou-a à bruta

A policia foi chamada

Para a porta emparedar

Está morta e fechada

sem ninguém a lá mora

13
Jun
10

Dia de Santo António e do Manjerico

03
Out
09

O Pátio das intrigas

antonio costa santana lopes patio das cantigas
Acabaram as legislativas, começaram as autárquicas. Lisboa está transformada num enorme Pátio das cantigas em que António Costa e Santana Lopes se vão atacando, elançando suspeitas sobre negócios e negociatas. Pessoalmente, aquilo que quero é que a cidade, a que chamo de minha, volte a reconquistar a beleza e o encanto que tem perdido e que ir a Lisboa seja um prazer e não um calvário.

17
Ago
09

Os Corvos de Lisboa

Santana Lopes corvos de lisboa
Lisboa tem nos seus símbolos a figura dos corvos, aves de mau agoiro. Não necessitamos de mais um na Presidência da autarquia.

04
Ago
09

O regresso do Santana cor-de laranja

santana lopes o candidato sem vergonha

Custa a acreditar que haja quem tenha a falta de vergonha para, depois de todo a sua carreira política ainda tenha cara para aparecer de novo. É verdade que, tirando andar na política e nas boates este não sabe fazer mais nada, mas isso não quer dizer que tenhamos de o aturar a querer ocupar cargos públicos. Isto, mesmo sem gente como ele já vai mal e passávamos bem sem ver o Santana a voltar. O único beneficio que vejo é haver tema para comentadores e para quem, como eu, gosta de brincar com esta gente.


31
Jul
09

O Debate alfacinha

Antonio Costa santana Lopes palhaçadas

A minha amiga Kaótica, quando estes dois se iam digladiando na televisão, não se conteve em chamar a tudo aquilo de grande palhaçada, tendo mesmo sugerindo-me que fizesse um boneco em que encarnariam as figuras de palhaço rico / palhaço pobre. Não podia deixar de lhe fazer a vontade.

29
Jul
09

O Assalto a Lisboa

António Costa Santana Lopes star wars

Ontem lá aconteceu o embate entre o António Costa e o Santana Lopes. Não assisti a toda aquela venda de banha da cobra e só foco triste em ver que a minha cidade continua a ser pasto para lutas partidárias. O que Lisboa realmente necessitava era de ser governada por alguém que a amasse, que reconhecesse a sua história e ocupasse o cargo em benefício de quem nela vive ou a visita. O António Costa é um político que sabe que uma derrota nestas eleições pode ser uma machadada nas suas ambições de chegar a outros cargos. O meio mandato em que governou a cidade foi cinzento, mas não podemos esquecer o estado calamitoso em que a governação alaranjada deixou Lisboa. O Santana, por mais vidas que tenha, por mais desculpas que dê, tem contra si o seu passado e nenhum de nós se pode esquecer das trapalhadas que foram os seus tempos de Presidente da Câmara e de Primeiro-Ministro. Por mais que ele continue com a sua vitimização de “Calimero”, tentar branquear esta realidade é tentar tapar o Sol com uma peneira.
Lisboa necessita de uma governação competente, mas necessita também de alguém que a faça recuperar a sua identidade e a transforme numa cidade viva, com habitantes e não só escritórios, com vida e não só com negócios, com uma alma que já teve e perdeu.

13
Jun
09

Stº António de Lisboa

Antonio Costa, José Sá Fernandes Santo antónio

20
Dez
08

Fábulas Alfacinhas

Fábulas

Fábulas

Comentando a confirmação da candidatura de Santana Lopes a Lisboa, António Costa comparou-a com a história da Cigarra e da Formiga. Aguardamos ansiosamente a fábula com que o Menino Guerreiro irá contra-atacar. Aceitam-se apostas.

28
Nov
08

A falta do Zé

A quem faz falta o Zé?

A quem faz falta o Zé?

O Bloco de Esquerda zangou-se com o Zé e acabou esta “união de facto” que nunca conseguiu passar de um casamento. O Zé, que de homem honesto que ia limpar toda a corrupção e endireitar todos os processos, passou a possível candidato do PS de António Costa nas próximas autárquicas. Afinal o Zé sempre faz falta a alguém.

10
Nov
08

Este não morre nem que o matem

Vai-te embora melga

Vai-te embora melga

Já dá entrevistas, já se apresenta como o candidato do PSD à Câmara de Lisboa e até já tem o CDS a falar em coligação. Porra que o homem não morre nem que o matem. A minha única dúvida é se volta sempre porque não tem mais nada para fazer ou se é porque ainda não compreendeu que não tem jeito nenhum para governar. É que muitas vezes o mais cego é aquele que não quer ver.




Indignados Lisboa
Julho 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Blog Stats

  • 716.683 hits


%d bloggers like this: