Archive for the 'Crise' Category



06
Abr
13

Contar os tostões

vitor gaspar passos coelho counting money

O chumbo do Tribunal Constitucional à suspensão dos subsídios de férias dos funcionários públicos e pensionistas, dos cortes de 5% no subsídio de doença e de 6% no subsídio de desemprego podem custar mais de 1350 milhões de euros.

O que se esperava aconteceu e o Tribunal Constitucional acabou por chumbar quatro dos nove artigos que tinha para verificar a Constitucionalidade. Poderiam e deveriam até ter sido mais mas foi o melhor que se conseguiu de um tribunal controlado pelo bloco central (três juízes escolhidos pelo PS e nove pelo PSD), pressionado pelo poder e pelo próprio governo e com muitas responsabilidades do Presidente da Republica.
A questão está agora em saber como vai o governo tapar o buraco que ele próprio criou ao fazer um orçamento que ele próprio sabia ter normas inconstitucionais. Hoje já estão reunidos para decidir e só vejo três saídas. Ou se demitem atirando a culpa para cima de outros, o que seria uma solução para fugirem de toda a merda que fizeram e que de dia para dia se complica mais, embora pareçam gostar demais do poder para o fazerem, ou pedirem à Troika, e ela aceitar, que não voltem a cumprir o défice , o que não me parece pouco provável num governo que gosta de se armar em forte com os seus donos à custa da vida dos mais fracos, ou muito provavelmente fazerem o que sempre fizeram, aumentar impostos, reduzir salários e cortar direitos e serviços. É só deixá-los contar os tostões e logo saberemos.

18
Mar
13

No Talho Gaspar é sempre a cortar

vitor gaspar talhante fp

Hoje não há tempo para texto, fica só o boneco.

15
Mar
13

Lixo humano

vitor gaspar stinks

E agora como é? Para a Troika está tudo bem e até aceitam que o défice de 6,6% (mais 2.6% que o acordado) em 2012 e nos dão mais uma ano para atingir os 3%. Que se lixe se afinal a recessão não é de 1 mas sim de 3,2% este ano, que a divida externa atinja os 123,7%  e que o desemprego suba até aos 19%. Que se lixem os portugueses se morrerem de fome e que se lixe o país. Isto nas novas previsões do governo que normalmente já mostraram ser optimista passados dois meses com a realidade a ser bem mais terrível.
E agora como é? Este governo não muda uma virgula no rumo que escolheu e já se prepara para acrescentar mais 4 mil milhões à austeridade, despedir 20 mil funcionários públicos, aumentar impostos e baixar o próprio salário mínimo. Que se lixem as pessoas, que se lixe a Constituição, as leis e a democracia que importante mesmo são os bancos e os mercados.
E agora como é? Vamos ficar a chorar-nos nos sofá lá de casa (quem ainda tem casa), a chamar nomes aos governantes nas conversas de cafés ou vamos realmente fazer alguma coisa que possa mudar isto. Só vindo para a rua, ocupando-a, exigindo a demissão deste governo e a responsabilização de todos os que nos colocaram nesta situação, exigindo tolerância zero para a corrupção, suspendendo a dívida até ser feita uma auditoria independente que anule a sua parte suja e usurária, Exigindo mais democracia, que sejamos escutados nas decisões mais importantes e um maior controlo sobre os governantes assim como o direito a revogar o seu cargo a qualquer altura do mandato, Só quando assumirmos a responsabilidade pela condução da nossa vida e do nosso destino isto pode mudar. De que estamos á espera?

14
Mar
13

Mais uma reunião de Donos e dos seus Sabujos

passos coelho trela

Mais um Conselho Europeu para chefes de Estado e os seus  sabujos de estimação. Os Senhores da Europa vão-se reunir mais uma vez para decidirem a melhor forma de resolverem os seus problemas e dar as suas ordens a outros que também por lá andarão de língua de fora a beijar mãos e engraxar  sapatos. Se estamos à espera que dali saia alguma coisa que ajude a resolver os nossos problemas bem podemos perder já a esperança pois tudo o que podemos contar é com um Passos Coelho ainda mais obediente e submisso. Dali só virá mais austeridade, mais cortes e mais problemas. Talvez esteja na altura de se pensar se queremos realmente fazer parte de um clube como este que nos retira soberania, liberdade e democracia. A Grécia está como está e até já existem ordens de a calamidade social que por lá se vive não poder ser noticiada pelos órgãos de informação em toda a Europa. Nós estamos a correr para lá rapidamente.

27
Fev
13

Em quantos mil milhões já vai?

cavaco silva duarte lima arlindo de carvalho dias loureiro oliveira e costa bpnlaw

21
Fev
13

Chumbado!

vitor gaspar escola

 

A recessão em 2013 será afinal de 2% do PIB e não 1%, como previsto no Orçamento do Estado, reconheceu o ministro das Finanças. Falando na comissão parlamentar de Finanças, Vítor Gaspar disse que esta revisão em alta dos números da recessão resultam da conjugação de menos procura interna e externa.

Um mês e meio e já tudo falhou e já são necessárias mais medidas. Nada que todos não dissessem já mesmo antes da aprovação do Orçamento, mas uma vez mais a teimosia do Gaspar chamava de burros e ignorantes a todos. Este incompetente ou mentiroso ainda não conseguiu acertar uma única previsão desde que é Ministro e falhou sempre para pior. Já está mais que provado que a receita da austeridade a todo o custo, da criação de pobreza e miséria não leva a lado nenhum e só agrava uma economia que já era débil. Ficou muito satisfeito quando foi pedir mais uns milhões de euros emprestado aos Mercados a 6% só não explica é como os pensa pagar numa economia sem dinheiro e em recessão. Claro que quem vai pagar mais esta prova da sua incompetência vamos voltar a ser nós com mais dificuldades e menos direitos. Olhe-se para a Grécia e veja-se o futuro de Portugal com um ser tão ignóbil como o Gaspar como Ministro das Finanças. Não se corte com esta política, não se mande os mercados bugiar e não se aposte nas pessoas e na sua capacidade de produzir e rapidamente o desemprego vai disparar, as falências aumentar e a pobreza tornar-se paisagem neste país. Este país está entregue a bandidos.

14
Fev
13

Desalojados da fortuna

assuncao cristas passos coelho vitor gaspara e um dia a casa cai

Quando fiz este boneco era minha intenção escrever um texto sobre a nova lei das rendas e falando do último caso conhecido, daquela senhora de 79 anos que foi despejada, mesmo tendo as rendas em dia, só por não ter respondido a um inquérito e alertar para mais uma desgraça que se aproxima. No fundo, algo desnecessário, pois não é numa altura de crise e de austeridade profunda, em que o desemprego bate recordes, as pensões e salários são cortados que se criam ainda maiores dificuldades às pessoas alterando leis que lhes criem ainda maiores problemas e em nada contribuem para a resolução da dita crise. O Estado que devia ser o garante da ajuda em tempos de dificuldade, que devia procurar ser a mão que nos apoia nas dificuldades é ele próprio a calamidade que nos atinge e o carrasco da nossa desgraça. Ia falar sobre tudo isto mas já não consigo manter os olhos abertos e daqui a pouco, às 6.3o horas tenho de me levantar. Boa noite, quem desejar que escreva o que aqui falta e não foi dito.

05
Fev
13

A praga da Europa do Sul

Mariano Rajoy flamengo corrupcao espanha

Em todos os países mais ao sul da Europa não há país que não esteja em crise e onde a corrupção vai brotando com alguma regularidade. Ninguém parece estranhar que só os países mais ao sul da Europa estejam em crise profunda provocada por uma enorme dívida. Ninguém estranha que só aí as pessoas tenham vivido acima das suas possibilidades.  Ninguém estranha que aí todos os governantes sejam políticos domesticados às ordens da Frau Merkel. Ninguém estranha que só nesses países a corrupção seja conhecida e não haja nenhum politico ou banqueiros condenados por ela. Ninguém estranha que seja nestes países que a corrupção seja lei, e a justiça lenta e ineficaz. Ninguém estranha que estes países corram para a insolvência enquanto outros fazem as regras e engordam. Ninguém estranha nada nestes países nem quando vemos a pobreza a alastrar em toda a Europa do Sul. Deve ser culpa do calor e do Sol.
Ninguém acha isto estranho que se salvem bancos e se deixam morrer pessoas? Ninguém pensa que isto não é normal. Ou talvez não seja estranho e seja tudo normal se aceitamos viver governados por mentirosos, aldrabões, canalhas e outra gente do mesmo teor. E até agora aceitámos.

28
Jan
13

Big Momma’s Merkel

angela merkel passos coelho vitor gaspar big mamma

Passos Coelho afirmou que “Não sei se a chanceler alemã falou disto ou não em termos públicos, mas numa das reuniões que tivemos aqui ouvi-a justamente dizer que a Alemanha está em condições este ano de poder oferecer a países da União Europeia um mercado de exportação com mais vigor do que aquele que foi possível obter no ano passado”.

Pois é, vai a ser a Alemanha que vai ser simpática em ano de eleições, com a gorda a ser aclamada no seu partido e a sofrer derrotas  após derrotas humilhantes nas eleições regionais. É ano de distribuir benesses para ganhar e isso vai aumentar o consumo. Portugal está salvo com todo este vigor da Alemanha. Se a gorda disse está dito, vai subir a bolsa, baixam os juros, o desemprego, a recessão e sei lá que mais. Já estou a ver o Álvaro santos Pereira a sorrir enquanto embala Galos de Barcelos e Pastéis de Nata para trocar por BMW´s, Mercedes e submarinos.

22
Jan
13

O Vampiro Gaspar

vitor gaspar o mais terrivel dos vampiros

 

No céu cinzento sob o astro mudo
Batendo as asas Pela noite calada
Vêm em bandos Com pés veludo
Chupar o sangue Fresco da manada

Se alguém se engana com seu ar sisudo
E lhes franqueia As portas à chegada
Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

A toda a parte Chegam os vampiros
Poisam nos prédios Poisam nas calçadas
Trazem no ventre Despojos antigos
Mas nada os prende Às vidas acabadas

São os mordomos Do universo todo
Senhores à força Mandadores sem lei
Enchem as tulhas Bebem vinho novo
Dançam a ronda No pinhal do rei

Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

No chão do medo Tombam os vencidos
Ouvem-se os gritos Na noite abafada
Jazem nos fossos Vítimas dum credo
E não se esgota O sangue da manada

Se alguém se engana Com seu ar sisudo
E lhe franqueia As portas à chegada
Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

Eles comem tudo Eles comem tudo
Eles comem tudo E não deixam nada

Os Vampiros – Zeca afonso

 Começam a ser pagos os salários de Janeiro e começa vir ao de cima a brutalidade fiscal deste Orçamento de Estado. A uma diminuição tão drasticamente dos salários vai seguir-se mais uma redução do consumo e  a falência de muito do pequeno comércio que já vivia com a corda na garganta provocando mais desemprego e mais miséria. Uma espiral destrutiva que arruína o país, destrói empregos e empresas e conduz a economia numa espiral recessiva sem fim à vista.Para ajudar uma vez mais, com menos negócios e mais desempregados, se vai assistir a um abaixamento das receitas fiscais, a mais umas previsões erradas do Gaspar e ao regresso do discurso da inevitabilidade de um novo aumento dos impostos e do corte de direitos de todos nós. Não se corta na ajuda aos Bancos, pelo contrário gastam-se milhares de milhões para cobrir os seus erros, como os mais de mil milhões agora enterrados no BANIF, mas corta-se na saúde, na educação ou nas reformas dos que já vivem no limite da subsistência. São vampiros, são bandidos, são seres despreziveis esta gente que nos governa. Alternativas necessitam-se urgentemente, não tirar uns para pôr lá outros parecidos, mas para mudar o sistema, as politicas e a lógica que impera. Repensar o futuro, sem dogmas, sem medos, sem ideias feitas.

21
Jan
13

Pobre Portugal

vitor gaspar mendigo europeu

Hoje há reunião do Eurogrupo e Portugal deve ir pedir uma flexibilização das medidas orçamentais. Isto é ou mais tempo, ou juros mais baixos, não para aliviar os portugueses mas para permitir um regresso aos Mercados, ou seja a possibilidade de nos endividarmos ainda mais. Não faz mal que depois os portugueses pagam. É que o Exel do Ministro, por mais que ele mude as formulas e vicie os números já deve estar com mais células vermelhas que a cara do Ministro Álvaro depois do almoço.

Portugal não tem dinheiro, ou tem aquele que a Troika diz que cá vai metendo. É um facto, mas também tudo o que se produz agora é utilizado para pagar os juros desse dinheiro, à custa da miséria dos portugueses,  da destruição da economia e da delapidação do património do estado. Já de seguida é o Estado social, e as poucas empresas públicas que restam para não sobrar nada. Uma divida que dizem ser nossa, dos portugueses, mas cuja culpa é muito da própria politica da União Europeia quando decidiu destruir todo o tecido produtivo dos países do sul para beneficio dos países do norte, quando decidiu que mais importante que o endividamento era criar estradas para poder vender cá os seus produtos e apostar na especulação financeira para criar riqueza. Até por cá muitos enriqueceram com o betão e com a banca, muito foi roubado e muita corrupção grassou por este país. Gente responsabilizada não há, presa muito menos e Portugal continua a ser o país das maravilhas. Ainda agora não há dinheiro para a saúde, educação mas não faltou para enterrar mais uns milhares de milhões no BANIF, como nunca faltou nem falta para o BPN. Mas os culpados somos nós, aqueles que ganham os ordenados mais baixos da Europa e que, mesmo quando fizeram empréstimos para comprar uma casa ou um carro os pagavam com o suor do seu trabalho. Esses são os que vivem acima das suas possibilidades e não os que lhes emprestaram e depois não tinham como pagar a quem lhes tinha emprestado a eles, a banca, essa instituição onde os administradores vivem no luxo e na sumptuosidade. A culpa é de quem ganha ordenado mínimo porque ainda teima em comer ou em ficar doente.

Portugal vai voltar aos mercados, os grandes grupos económicos, a banca e o governo vão poder pedir mais dinheiro emprestado lá fora. Claro que a juros altíssimos, numa economia em recessão só podem gerar mais divida, mas não faz mal que depois nós pagamos em impostos e perda de direito. Se viermos a morrer não faz mal porque é menos uma boca para alimentar, menos um sem-abrigo nas ruas e menos uma voz para protestar.

16
Jan
13

AR a Casa dos Horrores

assunção esteves ar a casa dos horrores

No post anterior fiz uma propostas aos deputados da esquerda, a de que abandonem este Parlamento e recusem pactuar com este  PREC (Processo Reaccionário Em Curso). Muitos vieram defender os seus partidos e os argumentos foram muitos, mas nenhum me mostrou uma única razão válida porque isso não é possível. É na Assembleia da Republica que a direita aprova as malfeitorias a que tem submetido os portugueses mesmo com o voto contra das bancadas mais à esquerda. O argumento que a maioria está lá porque foi sufragada pelos portugueses não é válido porque ninguém votou nas politicas que estão a ser implementadas. Ser eleito não dá um poder absoluto e possibilidade de fazer tudo o que se quer. Há uma Constituição, há uma democracia e há a liberdade que têm de ser respeitadas. Quando esses valores são colocados em causa há toda a legitimidade para correr com a canalha. Tem de haver um processo de protesto que seja ouvido e respeitado pelos governantes, mas perante a incapacidade de ouvir deste governo e a sua prepotência só actos mais radicais parecem poder surtir efeito. Há o risco de uma revolta popular e de um banho de sangue, que muita gente cada vez mais parece desejar, ou há a alternativa de derrubar este governo e tentar fazer algo de diferente. Essa possibilidade pode ser conseguida pelo abandono da AR dos deputados que não concordem com o que está a ser feito. PC, BE e até talvez alguns deputados do PS podem fazê-lo se tiverem a coragem para isso. Até eleitoralmente poderia ser uma boa aposta para eles pois mostraria que estão realmente dispostos a defender os direitos e a vida dos cidadãos e não são só uns fala-baratos que fazem lindos discursos sem valor prático.
Podia, mas nem quero fazer uma critica aos partidos e à sua forma de funcionamento, não estou a criticar as suas posições ou ideologias, nem sequer estou a pedir que façam algo de muito extraordinário o que peço é que respeitem os mandatos que lhes deram e ajudem quem já está desesperado travando a destruição do estado social. Levantem-se e não pactuem mais com isto, abandonem a Assembleia da Republica, uma casa que está transformada num antro de horrores.

15
Jan
13

A vergonha de Portugal

passos coelho paulo portas vitor gaspar paula teixeira da cruz carlos moedas i am the boss

Confesso que já ando a ficar sem imaginação nem adjectivos para qualificar o que se passa neste país.Sinto-me triste e envergonhado com tudo isto. Ver o meu país a pedir às organizações que representam o capital para virem dizer-nos como devemos governar-nos, como deve ser o nosso Estado, que serviços sociais devemos ter e que portugueses devemos abandonar à sua sorte é algo que nunca imaginei. Primeiro é o ascoroso relatório encomendado ao FMI, agora é a OCDE que se vem sentar à mesas e não tarde nada teremos o Banco Mundial, o Banco Europeu e só falta os chineses, a Coca-cola e a Isabel dos Santos. Não que os gatunos que nos governam não saibam o que querem fazer, o relatório do FMI prova-o, o que procuram é desculpas e justificações para o aplicarem. Isto não é gente, são capachos do grande poder económico, lacaios dos grandes senhores a aplicar uma receita neo-liberal-ultra-capitalista que aprenderam nas Universidades de verão da JSD. Isto é a aplicação daquilo que leram no índice de livro, que o livro era muito grosso e complicado. Esta gente é má, burra e incompetente. Esta gente é reles, é a escoria da moral e do humanismo, esta gente não presta.

13
Jan
13

Conversas de um Domingo tranquilo

passos coelho mealheiro partido

O primeiro-ministro, Passos Coelho afirmou que «é preciso destruir o mito de que o Governo está a provocar recessão». Eu que sou uma pessoa que por principio quero acreditar nas pessoas, fui até à tasca que fica aqui perto e disse à Sra. Maria enquanto ela me servia o café o que o Passos Coelho tinha afirmado. Ouvi logo, “esse filho da puta que nos aumentou o IVA, esse ladrão que aumentou os impostos que cada vez temos menos clientes por não terem dinheiro, devia era ir lavar aquela boca com sabão, o grande ……” e por ali fora. Repeti a conversa no quiosque do tabaco do Sr. Jorge, que até interrompeu a sua discussão sobre o Sporting para também ele descarregar todos os palavrões que conhece, e são muitos, para rematar dizendo que um tiro nos cornos é que ele merecia. Como sei que o Passos Coelho nunca tem feito aquilo que diz provavelmente a Sra. Maria e o Sr. Jorge têm razão.

10
Jan
13

Gente que nem é gente

vitor gaspar carlos moedas fazer contas FMI

Carlos Moedas afirmou na AR sobre o relatório encomendado ao FMI que “Estamos a estudar o menu de medidas que nos foi apresentado” por um “relatório muito completo, muito bem feito, muito trabalhado” que “é um contributo quantificado que tem variadíssimas opções”, e que para já não descarta nenhuma das medidas apresentadas.

Todos já vimos a brutalidade e a desgraça que seria a aplicação das medidas apresentadas pelo FMI. Seria uma catástrofe social e económica que atiraria para a miséria milhares de portugueses (a somar aos que já vivem na mais profunda pobreza) e destruiria a pouca economia doméstica que ainda existe, mataria o SNS transformando-o num serviço só para alguns e a educação uma miragem para os filhos dos mais desfavorecidos. O FMI que ainda há pouco tempo arrotava que era necessário ter ponderação na austeridade exigida aos países em dificuldades apresenta um relatório que mais não passa de uma lista de destruição do pais. O Secretário de Estado Moedas vem dizer que está muito bem feito e que contêm propostas muito válidas. Este sujeito que passa a vida fechado em gabinetes, que não conhece nem quer conhecer a realidade da vida dos cidadãos devia ser privado de todos os seus rendimentos e bens e obrigado a viver com o ordenado mínimo ou no desemprego para aprender o que é a vida. Ou se calhar nem vale a pena o melhor é corre-lo logo a pontapé que de bandalhos, ladrões e gente sem escrúpulos já estamos fartos.




Indignados Lisboa
Maio 2021
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Blog Stats

  • 720.634 hits


%d bloggers like this: