Archive for the 'Memória' Category

08
Nov
13

Durão o aldrabão

durão barrosos passops coelhopaulo portas durao de bruxelas

Durão Barroso garantiu que “A Comissão Europeia reconhece ao Tribunal Constitucional português como ao tribunal constitucional de qualquer país, o direito  – mais, o dever – de verificar se as normas adoptadas [pelos parlamentos] são ou não compatíveis com a respectiva Constituição”. “O que a Comissão Europeia tem o dever de fazer é, isso, sim, salientar aquelas que podem ser as implicações de determinadas decisões”, sublinhou. O que significa que se o TC considerar inconstitucionais “as principais medidas [do Orçamento do Estado] que a Assembleia da República aprovou ou vai aprovar, então isso poderá sem dúvida colocar em causa o regresso de Portugal aos mercados na data prevista. Isto é para nós uma evidência”, vincou. Se isso acontecer, disse ainda o presidente da Comissão, “Portugal terá de substituir essas medidas por outras medidas (…) provavelmente mais gravosas e medidas que provavelmente terão um efeito mais negativo em termos de crescimento e emprego. Essa é a análise unânime feita pela Comissão Europeia, pelo Banco Central Europeu, pelo Fundo Monetário Internacional e pelos países da zona euro”, justificou. Bruxelas tem um “respeito absoluto pelas decisões do TC” mas “ao mesmo tempo, temos de dizer que as decisões têm consequências”, insistiu.

Então esta besta diz que nunca pressionou nem pressionará o Tribunal Constitucional mas depois passa o resto da conferencia de imprensa a fazer isso mesmo. Se chumbam as medidas não cumprem o memorando e não há mais dinheiro, prejudicam a economia e o emprego, blá, bla blá. Este gente tem mesmo cara de pau e são tão merdosos que nem o seu país respeitam. Gananciosos que pensam que estão a falar com mentecaptos. Da próxima vez que pusesse o pé em Portugal deveria ser imediatamente detido e julgado por traição ao seu país, aos direitos dos cidadãos e por gatuno, corrupto e aldrabão. Bandalho.

Anúncios
06
Nov
13

Os senhores do Apocalipse

passos coelho paulo portas cavaco silva durao barrosos liga de gentlemens

Curiosamente há dias em que Portugal não é a Grécia, vivemos um milagre econômico, tudo está a correr bem e o Sol já brilha ali no horizonte para no dia seguinte  nos dizerem que são precisos mais não sei quanto milhares de milhões, mais austeridade, mais cortes nos salários e pensões, mais pobreza para cumprir com as metas traçadas pelos nossos credores. No meio de tudo isto o que sobra mesmo é a realidade e essa é bem triste, com a miséria a alastrar por todo o lado. Culpado há e aparecem com frequência a debitar alarvidades e mentiras nas televisões mas infelizmente o que existe é uma realidade em que para além de ninguém lhes cobrar essas responsabilidades pouco ou nada fazem para os correr de lá. Pagamos todos e a que preço.

05
Nov
13

Nuno Cratino

nuno crato fome

 

 

Nas declarações proferidas, ontem Nuno Crato sublinhou, que o corte nas despesas do Estado não é suficiente para «pôr as contas [do país] em ordem» e que ainda vão ser necessários mais alguns «sacrifícios», mas isso irá permitir «transformar Portugal num país competitivo». «Teríamos de trabalhar mais de um ano sem comer, sem utilizar transportes, sem gastar absolutamente nada só para pagar a dívida», garantiu o ministro, sublinhando que não há forma de pôr a economia a crescer «sem se sair primeiro deste beco».
Que ele diga estas alarvidades já não estranhamos mas o que é triste nisto tudo é que se tenha sequer lembrado de fazer contas para saber considerar essa possibilidade. E, felizmente, esse cenário é impossível na sua totalidade, não por razões morais que se lhe conheçam, mas porque iria precisar de quem trabalha para gerar a riqueza que paga a roubalheira. Muito provavelmente até pensou que tinha encontrado a solução, corta-se na comida e transportes a todos e num ápice resolvemos o problema, e terá sido um dos seus motoristas ou lacaios que lhe deve ter chamado a atenção que quem não come morre e se morre não pode trabalhar. Colocar sequer a questão, lembrar-se sequer da ideia é já por si a demonstração da imbecilidade e falta de princípios deste personagem saído de um qualquer inferno e para onde espero que volte rapidamente. Vá de retro Demo Crato.

23
Out
13

Os obscuros tuneis deste governo

maria luis albuquerque paulo portas passos coelho fim do tunel

Lembro-me de ouvir o Passos Coelho referir em 2011 que em 2012 já iríamos ver os sinais da retoma, ele e mais uma cambada em que se inclui o Sr. Silva a dizerem em 2012 que em 2013 já se via ao luz ao fundo do túnel e já seria possível abrandar a austeridade e agora que estamos em 2013 já se apontam para grandes melhorias em 2014 e a ministra até fala de redução de impostos para 2015. Até lá não que ainda estamos no processo de ajustamento e a cumprir com o resgate da Troika mas depois o Sol brilhará. Não dizem é que tudo está a falhar, a divida bate recordes, os juros nos mercados continuam altos, a economia contrai, o défice não há maneira de ser atingido sem recurso a medidas extraordinárias e, se em 2014 a meta são os 4% em 2015 são 2.5% e por ai fora. A juntar a isto teremos o inevitável novo resgate (ou programa cautelar como agora lhe querem chamar) que vai obrigar a mais e mais austeridade.

Esta canalha toda do Presidente, a todos os ministros do governo, dos grupos parlamentares da maioria e os seus apaniguados, faltando claro os senhores do capital que são os seus donos, todos mentem, enganam e trafulham. São aldrabões e de mentira em mentira lá vão sacando os recursos e a vida ao país e a todos nós. Perante o não há alternativas só lhes podemos fornecer um outro não há alternativas que não seja correr com eles e quanto mais cedo melhor.

10
Out
13

Serenata orçamental

passos coelho tocador de alaude

Há dias em que ando à procura de uma imagem para fazer um boneco para falar de um determinado assunto e encontramos outra que nos chama e à qual não resistimos. Há vezes  em que a guardo para fazer no futuro outras faço logo, como foi o caso desta. Não serve muito bem o que ia falar mas temos de nos adaptar às circunstancias. Afinal o que eu queria fazer era um aviso para não gastarem já a contar com o subsidio de Natal porque até à data do seu pagamento ainda falta um mês e meio e, com orçamentos rectificativo a caminho, nunca se sabe. No meio das cantorias da entrevista de ontem, onde não ia para dizer nada daquilo que pretende fazer, fiquei ainda mais com a ideia de quem vem ai mais um temporal a juntar aos crimes já cometidos contra este país e quem cá vive. A função pública, reformados e direitos sociais já se sabe que vão ser cortados a direito falta agora saber que outras malfeitorias virão a caminho. Preparem-se para ir para a rua contestar, mas por favor não nos fiquemos por simples manifestações, que por maior que sejam, se não tiverem continuidade nada resolvem. Insisto na necessidade de debater alternativas, (um bom exemplo com o Debate do grupo “Democracia e Dívida” no dia 15, dia da entrega do orçamento em frente à Assembleia da Republica pelas 18 horas) mas sobretudo da necessidade da ocupação do espaço público. Manter-nos na rua o tempo que for necessário até esta escumalha ter de fugir. Exigir respeito pela dignidade deste país e deste povo, exigir o fim da fome e da miséria, a responsabilização de todos os que andaram a engordar à nossa custa com aldrabices, swaps, submarinos,  BPN’s e sei lá que mais. Foram muitos milhares de milhões que todos somados fariam com que não existisse nem crise nem dívida. Ou lutamos a sério e mostramos que não vamos aceitar menos que isto ou então não temos futuro que não passe pela pobreza e trabalho sem direitos. Pensem nisso quando ficarem em casa e não lutarem pelas vossas vidas. Afinal só depende de nós mudarmos ou não o nosso futuro e o dos nossos filhos.

09
Out
13

Rui Machete no Parlamento…para lamentar

rui machete comissao paralamentar

Vitima, competente, pronto umas frases infelizes e uns esquecimentos de quem afinal só tinha 0,01% da SLN e na entrevista em Angola só queria pedir desculpa pelas fugas de informação nos processos, isso sim um crime muito grave. Nem sequer foi necessário falar dos dinheiros em que era pago em Seguros de Saúde em offshores para fugir ao fisco para percebermos que o homem é de uma honestidade a toda a prova e que tudo o que fez foi a bem da nação e das boas relações. Ainda hesitei se deveria fazê-lo de anjinho mas resolvi que de palhaço ficava muito melhor e um boneco mais realista.

08
Out
13

Coisas de um bobo da corte

cavaco silva bobo do reteorno

Afinal o meu afastamento do blog e dos bonecos não foi assim tão longo como poderia ter acontecido. Este governo achou que não resistiria à imagem de um deficiente deitado numa cama a fazer greve de fome em frente daquela que devia ser a casa da democracia e da vontade dos cidadãos e por isso lá fez umas promessas que, quer sejam verdades ou mais mentiras, para resolver o problema. Assim aqui estou eu outra vez e para começar nada melhor que o Bobo-mor, que no Dia da Republica resolveu afirmar que os Portugueses são todos iguais e não os há de primeira e de segunda. Isto dito pelo homem que escolheu para seu Conselheiro de Estado um criminoso, que apoia um governo que está a fazer alguns, poucos, muito ricos e milhões de muito pobres, impede a sua queda, que apesar das suspeitas de trafulhice diz que está para nascer alguém mais honesto que ele, que diz que nunca tem dúvidas e raramente se engana, que desrespeita o seu juramento solene de que cumprir e fazer cumprir a Constituição, que foi Primeiro-Ministro dos governos do BPN, BPP, do Oliveira e Costa, do Pires de Lima, do Dias Loureiro, dos grandes grupos económicos da destruição do nossa industria e pescas e que agora como Presidente diz que o dinheiro das suas reformas quase não chega para as suas despesas. Pareceu-me adequado.




Indignados Lisboa
Novembro 2017
S T Q Q S S D
« Jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Blog Stats

  • 698,297 hits


%d bloggers like this: