Archive for the 'PSD' Category



14
Out
12

Uma laranja chamada PSD

 

Anúncios
28
Set
12

À moda do PSD

Fundação Social Democrata da Madeira, ligada ao PSD da ilha e que desenvolve a actividade na área da “ajuda humanitária, desenvolvimento social ou económico e educação”, teve uma nota positiva de 62,9% na avaliação feita pelas Finanças. [DN Economia]

Retirado da página da Fundação Social Democrata da Madeira
Ultima entrada registada:
A moradia onde Alberto João Jardim nasceu e viveu até perto dos seus trinta anos, virá a ser transformada numa casa-museu. A Fundação Social Democrata da Madeira adquiriu o imóvel para esse fim, tendo em conta Jardim anunciar a sua retirada em 2011.
A moradia onde Alberto João Jardim nasceu e viveu até perto dos seus trinta anos, virá a ser transformada numa casa-museu. A Fundação, para além de pretender recriar o ambiente em que decorreu a infância e juventude daquele que é Presidente do Governo Regional desde Março de 1978 e, em 1974, foi cofundador do PSD, conta ali expor toda a grande colecção de medalhas comemorativas destes mais de trinta anos, quer nacionais, quer estrangeiras, que foram sendo oferecidas a Jardim.
28-02-2008

Penúltima entrada registada :
Alberto João Jardim presidiu, ontem, à cerimónia de entrega de 80 cabazes de Natal a famílias carenciadas. Foram ainda entregues 900 livros à Associação Académica da Universidade da Madeira.
06-12-2007

«O Governo não extinguiu a Fundação Social Democrata da Madeira, que está a ser investigada pelo Ministério Público (MP). O processo foi desencadeado por queixa do PND contra o presidente da instituição e líder regional do PSD, Alberto João Jardim, por suspeita de prática de crime de peculato, corrupção passiva e abuso de poder. O inquérito está parado há dois anos, pelo facto da Assembleia Legislativa da Madeira não ter autorizado, como tem solicitado o Tribunal Judicial do Funchal desde 2008, o levantamento da imunidade a Jardim. Uma prerrogativa específica dos deputados mas que o PSD alargou aos membros do governo regional na única revisão do Estatuto da Madeira, efectuada em 1991. » [Público]

A lógica, a prática e a Justiça à moda do PSD

06
Set
12

Crise matrimonial

 

04
Set
12

O professor aldrabão

«O primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho garantiu este domingo que o défice está ser reduzido apesar do comportamento adverso da receita fiscal. “Volto a sublinhar que o défice está a cair, e cai sobretudo por causa da despesa e não por causa da receita, o que não deixa margem para duvidar de que o Governo está a cumprir o seu compromisso de cortar a despesa do Estado e a consolidar as finanças públicas”, referiu o líder do PSD no discurso de ‘reentré’ politica que marca o final da Universidade de Verão do PSD, em Castelo de Vide.»

Depois de ver a licenciatura do Miguel Relvas ainda temi que toda aquela juventude reunida em Castelo de Vide saíssem dali muitos doutores. Tanto mais que os professores não deram grandes lições bastando ver o Passos Coelho “ensinar” mentiras a toda aquela criançada. É que a queda do défice, muito abaixo do que previu, (Unidade Técnica de Apoio Orçamental fala em 6,9% no primeiro semestre do ano) e mesmo assim conseguida com cortes anticonstitucional de subsídios de férias e Natal, um buraco colossal inventado e privatizações feitas à pressa. (E, despedir professores, se corta na despesa, corta muito mais no futuro deste país). Passos Coelho foi dizer que estamos muito melhores que há um ano para tentar justificar o próximo orçamento, mas a realidade não é aquilo que um mentiroso diz mas aquilo que realmente é. Pode mentir e enganar os miúdos da jota e até convencer alguns portugueses, mas quanto mais tempo passar mais pesada será a a realidade que lhe cairá na cabeça.

21
Jul
12

Mais um casamento por conveniência?

Será que virão a caminho mais abstenções violentas ou inconstitucionalidades sim mas só se forem pela metade?

15
Jul
12

Uma posição à PSD

Firmino Pereira, que é vice-presidente do PSD/Porto e da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, defendeu a saída do Governo do ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, por considerar que Miguel Relvas “está a fragilizar a imagem do Governo”.
«O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Luís Filipe Menezes, avisou o seu vice-presidente de que as críticas feitas por este ao ministro Miguel Relvas “não se podem repetir”. “O militante Firmino Pereira é também vereador da minha Câmara e ocupa provisoriamente um lugar de vice-presidente, na substituição de Marco António Costa”, afirmou.
Segundo Menezes, de um lado tem “um vereador que durante mais de uma década foi um bom trabalhador, efectuou serviços importantes ao serviço do projecto de Gaia e ao serviço do presidente”. Do outro lado afirmou que tem alguém em quem delegou “circunstancialmente um conjunto de obrigações de representatividade” e “que não tem defendido posições públicas que são coerentes com as da maioria dos oito vereadores, dos membros da Assembleia Municipal e com as do presidente da câmara”.
“Feito este balanço, vou ter uma posição à PSD, que é uma atitude ponderada. Já avisei o vereador e vice-presidente da câmara de que por agora manterei as funções que ali ocupa, mas que daqui por diante não poderei tolerar mais que haja dissonâncias em relação às posições institucionais da câmara e do presidente, na medida em que isso é incompatível com o lugar de representação do presidente da Câmara”, anunciou. »
Luís Filipe Menezes manifestou ainda a “total confiança” no ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares e admitiu que este tipo de ataques não o surpreendem, pois “tocar em Miguel Relvas significa tocar no cerne político do Governo”.

São estes aqueles que se dizem defensores da democracia e da liberdade. Como é possível que alguém que tropedeou o lider do seu próprio partido para lhe ocupar o cargo, (e depois ser a vergonha que todos viram), vir ameaçar alguém com  demissão do cargo na Câmara se emitisse opiniões sobre o Relvas por serem diferentes das suas. Já todos tínhamos ficado a saber que o Menezes e o relvas são “amigos”, (como prova o caso da nomeação da administração da Metro do Porto), mas utilizar o seu poder para calar opiniões pessoais é demais. Esse tal Firmino Pereira, se tivesse espinha já tinha apresentado o seu pedido de demissão e o Luís Filipe Menezes se vivêssemos numa verdadeira democracia já teria sido demitido pelas suas declarações. Esta gente não tem vergonha nenhuma na cara.
14
Jul
12

Já nem com tachos lá vai

Depois de enfrentar um duro debate do Estado da Nação na Assembleia da República, o primeiro-ministro presidiu esta noite à reunião do Conselho Nacional do PSD para ouvir críticas às suas políticas de austeridade. Porém, o encontro do PSD seria marcado pela ausência de grande parte dos ministros e secretários de Estado, o que obrigou Passos Coelho a puxar dos galões e avisar que essa é uma atitude inaceitável.

A coisa começa a descambar dentro do Governo  e já nem a distribuição de tachos começa a evitar o descontentamento dentro do PSD. Este governo começa a dar sinais que o seu fim se aproxima e já há ratos a abandonar o barco.




Indignados Lisboa
Setembro 2018
S T Q Q S S D
« Jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Blog Stats

  • 706.234 hits

Anúncios

%d bloggers like this: