Posts Tagged ‘Augusto santos Silva

12
Set
11

O metalúrgico


Augusto Santos Silva, felizmente, já não faz parte do governo deste país, mas é sempre agradável poder fazer mais um boneco de quem me deu tantas razões para isso no passado. A razão desta vez aconteceu quando, sobre os seus “camaradas” afirmou no congresso do PS: “olhando para aí vejo que estão todos bonitos e eu estou assim. Pareço o representante dos metalúrgicos!”
O único comentário que me é possível fazer é de que os metalúrgicos devem ter-se sentido ofendidos por um lado e aliviados por nunca ter tido o personagem por colega. Saudades do Augusto não tenho nenhumas, mas das “parvoices” que lhe saíam pela boa já tinha algumas.

27
Fev
11

Brincar às guerras

Um telegrama divulgado pela WikiLeaks e enviado para Washington pelo então embaixador dos Estados Unidos em Lisboa, Thomas Stephenson, arrasa os negócios do Ministério da Defesa português.
“No que diz respeito a contratos de compras militares, as vontades e acções do Ministério da Defesa parecem ser guiadas pela pressão dos seus pares e pelo desejo de ter brinquedos caros. O ministério compra armamento por uma questão de orgulho, não importa se é útil ou não. Os exemplos mais óbvios são os seus dois submarinos (actualmente atrasados) e 39 caças de combate (apenas 12 em condições de voar)”,
Nas mensagens enviadas a Washington, o embaixador passa a imagem de um país de “generais sentados”, dizendo que o Ministério da Defesa não é capaz de tomar decisões e que “os militares têm uma cultura de status quo, em que as posições-chave são ocupadas por carreiristas que evitam entrar em controvérsias”. O embaixador sublinha ainda que o dinheiro na Defesa é gasto de forma imprudente e que Portugal tem mais almirantes e generais por soldado do que quase todas as outras forças armadas.

Assim se mostra a utilidade das nossas forças armadas sem força para fazer frente a qualquer armada. Assim se mostra que, como não temos nem o dinheiro, nem razões que justifiquem os muitos milhares de milhões que se gastam na sua manutenção, mais um pasto para generais que uma necessidade efectiva. A cada vez maior “policiatização” das forças armadas  representa mais a necessidade de o poder as utilizar mais para se defender dos seus próprios cidadãos que de uma qualquer ameaça estrangeira. As revoltas nos países do Magrebe, com a Líbia à cabeça, são disso um bom exemplo.

 

18
Jan
11

Brincar aos submarinos

Ouvi a noticia de que o nosso Submarino já está parado e a caminho da oficina, porque “tem um problema nas placas de revestimento”, que “não aguentam” o oceano Atlântico. De cada vez que a conto a alguém, primeiro o espanto de um “já” e depois a inevitável pergunta. “Então era para navegar onde?”. Também inevitável é que imediatamente alguém proclame, “só se for na banheira do Portas”.
Mas, não nos devemos preocupar que o ministro já disse que daqui a oito dias o arranjo está pronto e no fim do mês já vai zarpar rumo ao horizonte. E, digo eu, mesmo que este afunde ainda temos o outro que deve chegar lá mais para os fins de Abril.

05
Nov
10

O discurso dos Deuses no Olimpo parlamentar

Pouco pude acompanhar a discussão do orçamento na AR, mas no caminho de casa ainda pude ouvir o discurso do Augusto Santos Silva. O homem, não se calava e não parava de nomear (e baralhar) Deuses Gregos com Romanos, enquanto tentava mostrar-se um grande orador gastando todas as palavras “caras” que conseguiu decorar. À sua esquerda todos são irresponsáveis, e à direita oportunistas. Só ele e o PS (e hoje também a Manuela Ferreira Leite), são gente de bem e preocupada com o futuro do país. Não fosse porque vinha a conduzir teria vomitado. há gente que não tem mesmo vergonha na cara.

04
Out
10

Andam a brincar à guerrinhas

Os moradores da zona da Encarnação, em Lisboa, entraram em pânico e viveram momentos de terror ao ouvirem, na madrugada de terça para quarta-feira, dezenas de tiros na rua. Quando espreitaram à janela, o que viram não os sossegou: um grupo de militares encapuzados, de camuflado, armados até aos dentes, tentavam entrar de assalto numas instalações do Exército. Era um simulacro a meio da noite, Militares do Exército realizavam um exercício militar com fogo real, sem terem avisado ninguém. Nem a polícia, que, chamada por residentes aterrorizados, por pouco não atirou nos militares encapuzados.

Não sei se é por se ir realizar a Cimeira da NATO, ou se já se preparam para 0s disturbios sociais que o capitalismo global vai certamente criar quando a falta de emprego, a fome e miséria se alastrarem ainda mais. Anda tudo louco.
02
Out
10

Cimeira da Nato em Lisboa

A PSP gastou 5 milhões de euros a comprar blindados e material de segurança para a Cimeira da NATO que se vai realizar em Lisboa. (A GNR dissse que tinha esse material e podia emprestar, mas a PSP disse que não era mesmo, mesmo igual ao que eles queriam). Para os “Senhores da Guerra” nunca falta o dinheiro, mesmo quando não o há para mais nada. Vão fechar o Tejo, o espaço aéreo, o transito e a normal circulação dos cidadões. Afinal vai cá estar a fina flor dos mais poderosos assassinos do planeta.

10
Set
10

Submarino, mil milhões, explica lá.

Ontem Portugal recebeu o “Tridente”, o primeiros dos dois Submarinos em que Portugal vai gastar mil milhões de Euros. Uma história já antiga, com Paulo Portas, Durão Barroso e muitos outros actores famosos. o Ministro Augusto Santos Silva veio chamar à responsabilidade todos os implicados para que tentem, de todas as formas possíveis, “explicar” aos portugueses as razões para precisarmos de submarinos. É que eu não vejo nenhuma que se possa colocar ao lado do desemprego, do aumento dos impostos, dos cortes na saúde e educação ou da diminuição dos apoios sociais.

25
Ago
10

Espionagem à portuguesa

O ministro da Defesa admitiu, esta segunda-feira, que Portugal poderá vir a ter células de informações militares no Líbano à semelhança do que irá acontecer no Afeganistão, de forma a ajudar no combate ao terrorismo.

Só não percebo porque não deu também os nomes e as moradas dos nossos espiões.

06
Ago
10

Como eu os vejo – Augusto Santos Silva

13
Jul
10

Concerto para Violino e parvoices

Há uns dias, o Augusto Santos Silva, imitou tocar um violino quando falava do Pedro Passos Coelho, coisa que não me pareceu muito importante, só parva, mas foram tantas as vozes do PSD que se levantaram, indignadas, em protesto que até resolvi fazer-lhe um boneco. Mais engraçado, tinha-me parecido, foi a mesma quantidade de neo-liberalistas do PSD se indignarem por ele lhes ter chamado de neo-liberais, quando no máximo o PSD só consegue ser liberal. Um pouco como se chamarmos parvo a alguém e ele nos disser que no máximo só é parvinho. Cconseguem fazer um raciocínio fantástico, aceitam que a crise mundial foi criada pelo neo-liberalismo, mas ela só existiu porque o neo-liberalismo ainda não é tão neo-liberal como deveria ser. O mal não foi se terem aproveitado da falta de regulação e controlo para fazerem todas as trafulhices e crimes possíveis, terem colocado o lucro acima dos interesses de pessoas e estados, o mal foi ainda haver alguma regulação. É aquela ideia de que só há um crime porque existe uma lei que o consagra, pelo que não existindo a lei, não existe crime. O problema está pois, como se isso fizesse alguma diferença, chamarem-lhes liberais ou neo-liberais. Sim, porque isso do capitalismo já ninguém parece colocar em questão. A Europa é Capitalista, a globalização é capitalista pelo que quem nos governa e quem participa nesta fantochada acaba também por ser capitalista. Curiosamente, num daqueles frente-a-frente televisivos entre o Octávio Teixeira e alguém do PSD o confrontou com a afirmação de que o “capitalismo tinha sido o responsável pelos melhores níveis de vida da história no mundo Ocidental”, ele afirmou que o mal não era o capitalismo, mas sim o neo-liberalismo. Até reconheceu ser um pouco keyneziano.
Para mim o mal está nesta politicas e políticos que criam as crises e as dificuldades, para depois nos virem apontar o dedo, culpando-nos a nós pela porcaria que fizeram e fazendo-nos, ainda por cima, pagá-la.

02
Jul
10

Onde é que já vi este filme…ou um muito parecido

O secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, vai estar sexta-feira em Lisboa, onde manterá encontros com o primeiro ministro, José Sócrates, com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, e com o ministro da Defesa, Augusto Santos Silva, para preparar com o Governo português a cimeira de Novembro, onde será aprovada a revisão do novo conceito estratégico da organização.

Novo conceito estratégico que nada mais é que possibilitar à NATO, originariamente uma Aliança defensiva para a zona do Atlântico Norte, que se transforme numa força ofensiva que possa actuar em qualquer parte do mundo, considerando-se interesses económicos e comerciais dos Estados Unidos como razão suficiente para atacar um país. E, vai ser no mesmo local onde se assinou o Tratado de Lisboa que se vai consumar mais esta aberração.

PS: Não se vêm na fotografia, mas também lá estão, o Sócrates, o Cavaco, o Balsemão, o Portas, fora muitos outros que marcham a Passo de Ganso por esse país fora.


28
Jun
10

Os obedientes cães da guerra


Portugal vai enviar mais meios militares para o Afeganistão no Outono. O ministro da Defesa Augusto Santos Silva confirmou que já foram feitos estudos para fundamentar a decisão que o Governo irá apresentar em breve ao Conselho Superior de Defesa Nacional e à Assembleia da República. Segundo o ministro da Defesa o dinheiro gasto com os militares portugueses destacados no exterior «é bem gasto». O governante afirmou que as forças portuguesas no estrangeiro representam «aumento de prestígio e melhora a imagem de Portugal no mundo».

Dinheiro gasto para ajudar os portugueses mais pobres são gastos que o país não pode sustentar, mas gastar milhões numa guerra sem justificação é dinheiro “bem gasto”. Ir para o “cu de Judas” matar gente que não nos fez mal nenhum, só porque há interesses económicos dos Senhores do Mundo, aumenta o prestígio de Portugal. Muitos ficarão imensamente satisfeitos quando amanhã comerem um bom prato de “prestígio” ao almoço.

26
Jun
10

Esquerda capitalista

Diálogo à esquerda não é preferencial’. Augusto Santos Silva, ministro socialista da Defesa, defende que a “esquerda democrática” não deve ter medo de ser centrista. E que deve assumir que aprendeu a gostar do mercado… com a direita.

O Partido Socialista está cheio de gente que não presta, de gente mazinha, de gente que ainda consegue ser mais feia por dentro que por fora e, como se isto não bastasse, ainda têm o Augusto Santos Silva…e não só. É que há gentinha que não presta mesmo para nada.

14
Abr
10

Calendário Novembro 2010 – Mês da Cimeira da NATO em Lisboa

16
Fev
10

O último reduto




Indignados Lisboa
Novembro 2020
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Blog Stats

  • 718.001 hits


%d bloggers like this: