Posts Tagged ‘Belmiro Azevedo

06
Nov
12

Mais uma para a Refundação

 

Só a eles é que ninguém os refunda de vez.

09
Dez
11

Mais meia-hora de retrocesso civilizacional

No país com os salários mais baixos da Europa, em que ainda cortam os subsídios de Natal e de Férias, em que a precariedade, os falsos recibos verdes, os contratos a prazo são cada vez mais longos, em que em nome da flexibilidade os horários ficam cada vez mais à vontade do patrão sem que a vida pessoal do trabalhador interesse para nada resolveram agora alargar o em meia hora diária o tempo de trabalho. Tudo em nome de um falso conceito de produtividade que a única coisa que vai fazer é criar mais desemprego e mais pobreza. O capitalismo selvagem impõe a sua lei forçando um retrocesso civilizacional do qual não se conhece ainda os limites. Será que ainda voltaremos um dia a ver de volta os velhos mercados de escravos? Vontade parece não lhes faltar e tudo em nome da ganância dos especuladores. O povo lutou durante séculos para conquistar os seus direitos e a possibilidade de viverem uma vida com dignidade e talvez tenha chegado a altura de voltarem a pegar nas “armas” da revolução e da revolta para os reconquistar. A luta por uma nova democracia mais participativa e verdadeira é o caminho e a solução, porque como já muitos afirmam, o mal não é a crise, é o sistema.

28
Ago
11

O Anjo-de-Guarda dos mais ricos

Já ando a ficar farto com esta história dos ricos se terem disponibilizado para pagar um pouco mais para a judar a resolver a crise. Em primeiro lugar porque a crise foram eles que a criaram com a sua ganâcia e sofreguidão pelo lucro fácil, depois porque já todo9s entendemos que tudo não passa de um blufe e finalmente porque também já compreendemos que não há vontade política nenhuma de taxar os poderosos. A comunicação social engana quando afirma que já existe um escalão mais alto para as grandes fortunas esquecendo-se de dizer que o imposto por eles pago só se refere aos rendimentos do trabalho declarado deixando de fora as mais valias, a especulação e a grande parte dos lucros. O homem mais rico até pode reclamar beneficios sociais bastando para isso afirmar que não ganha nenhum salário por maior que seja a sua conta bancária. Por isso aumentar mais dois ou três por cento no IRS dos mais ricos é uma falácia. A juntar a isto há ainda o facto de o próprio governo não mostrar grande vontade de taxar os mais ricos. Os espanhóis, tão rapidos a dizer que o iam fazer já decidiram que não era o momento oportuno e por cá só o faremos por medo de uma possível contestação social. Os politicos são neste momento os melhores anjos-de-guarda dos senhores do grande capital.
25
Ago
11

Que ricos Ricos que nós temos

Add Image

Depois do Bilionário Warren Buffett ter afirmado que o Estado não devia continuar a isentar os mais ricos de pagar impostos e que estes deveriam ser aumentados foi agora a vez de Milionários franceses, detentores das dezasseis maiores fortunas do país, instaram  o Governo a aplicar uma taxa especial sobre os rendimentos dos mais ricos para ajudar a debelar os problemas financeiros do país.

Quando li notícias como esta imaginei logo os milionários portugeses a fazerem fila à porta do Ministério das Finanças para também eles exigirem pagar impostos mais elevados. Mentira, não imaginei nada e o Américo Amorim, o homem mais rico de Portugal já afirmou, “eu não me considero rico”. “Sou trabalhador”, contrapôs. E pronto, conversa acabada. Para a matéria em apreço, o cognominado “rei” da cortiça garante que não passa de um simples assalariado.
Até me vieram as lágrimas aos olhos só de pensar nas dificuldades porque deve passar o pobre assalariado.

23
Maio
09

Capataz Azevedo no Reino dos Criseminosos

Belmisro azeveco criseminoso

O empresário Belmiro de Azevedo afirmou que “estar empregado deve satisfazer praticamente toda a gente neste momento” e garantiu que “não há emprego para quem quer estar a passar os fins-de-semana com os pés na água”.
Segundo o “patrão” da Sonae, “nos países que têm uma relação com os trabalhadores muito mais transparente, agressiva e pró-desenvolvimento, as pessoas mexem-se mais depressa e a economia começa a trabalhar mais depressa”. “Nos países como Portugal e os nórdicos, onde as pessoas têm um discurso muito concentrado nos direitos adquiridos, qualquer dia estão agarradas a um caco muito pequenino no meio do mar e vão ao fundo com o caco”, alertou. Para Belmiro, “o direito ao emprego deve existir, mas é preciso ser empregado e é preciso que o empregador exista também. Se o empregador desaparece o barco vai ao fundo”.

Belíssima essa ideia de que devemos aceitar tudo só para manter o emprego. Provavelmente se o patrão decidir que ao toque do chicote trabalhamos mais devemos até agradecer-lhe. Não se preocupe o Sr. Belmiro que quando formos ao fundo com o caco lhe vamos dar a mão para ir connosco. Esquece o Belmiro que foi em Portugal que ficou rico com o suor dos portugueses. Esta gente enquanto os trabalhadores tiverem um direito que seja, enquanto este país tiver um único sistema social não vão descansar. (Até os países Nórdicos que lhes serviram de modelo são agora vistos como perigosos exemplos pelos direitos que concedem aos seus cidadãos). Aproveitam-se da crise de que são os principais responsáveis para imporem mais precarização, aumentarem os horários de trabalho e baixarem salários. Talvez esteja na hora de lhes darmos uma respostas, exigindo mais direitos e melhores salários em troca de não lhes darmos um pontapé no cú e assumirmos a auto-gestão das suas empresas. Todos os povos têm o poder de fazer revoluções se o poder vigente se mostrar incapaz de lhes garantir uma vida digna. Já não falta muito.




Indignados Lisboa
Setembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Blog Stats

  • 717.073 hits


%d bloggers like this: