Posts Tagged ‘Benjamin Netanyahu

10
Nov
11

Netanyahu: Chato e mentiroso

A conversa decorria informal entre Nicolas Sarkozy e Barack Obama, e foi acidentalmente ouvida pelos jornalistas durante a cimeira dos G20 na semana passada. O presidente francês confessou que «não suporta» o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu. «Nem posso vê-lo, é um mentiroso», terá dito Sarkozy, a que Obama respondeu: «Se está farto, imagine eu, que tenho de lidar com ele todos os dias».Deixem, tenham um bocadinho de paciência que os Palestinianos têm de lidar com ele muito mais e têm mesmo de o ver nos muros, nos colonatos e nas bombas que lhes caiem em cima. Quanto ao ser mentiroso, não o são também todos vocês?

Anúncios
31
Jan
11

Platini : um triste fim !

Vergonhoso !

Israel foi escolhido para organizar em 2013 o Campeonato de Europa dos sub-21 da UEFA. O Comité Executivo da UEFA encerrou ontem o primeiro dia da sua reunião inaugural de 2011 sob a direcção do presidente da UEFA, Michel Platini, esse mesmo que teria ameaçado expulsar Israel dos campeonatos europeus devido à situação dos jogadores palestinianos.

Será Platini um cata-vento? Terá ele cadáveres no seu armário que o lobby israelita terá ameaçado revelar? De qualquer dos modos, este homem que gozava de um respeito e de uma estima consideráveis passará a ser conhecido como aquilo em que ele se tornou: uma marioneta nas mãos do ocupante israelita.

Escolher enviar os jovens desportistas europeus jogar em Israel, quando se sabe o que sofrem os jovens palestinianos, é verdadeiramente abjecto.

Michel Platini escolheu esquecer de uma vez as 400 crianças massacradas por Israel em Gaza há dois anos e os milhares de outras mutiladas, que nunca mais poderão fazer desporto.

Michel Platini escolheu caucionar o bloqueio de Gaza que estrangula centenas de milhares de jovens palestinianos, deixando-os sem trabalho, sem futuro, sem possibilidade de estudar ou fazer desporto no estrangeiro.

Michel Platini escolheu ignorar o facto de a equipa palestiniana de futebol nem sequer poder treinar, uma vez que os seus jogadores estão proibidos de se encontrar.

Michel Platini escolheu encorajar os colonos israelitas e o seu exército que matam diariamente crianças, “juniores” precisamente.

Michel Platini vai levar jovens a jogar no país do apartheid que edificou altos muros, miradouros e arames farpados em terras palestinianas.

Michel Platini cospe sobre as centenas de crianças palestinianas actualmente detidas e torturadas por Israel.

Michel Platini está-se nas tintas para todos os jovens palestinianos cujas casas são demolidas em Jerusalém Leste e que são actualmente expulsos com as suas famílias.

Michel Platini tapa os ouvidos perante aos jovens israelitas que contam os abusos cometidos diariamente no seio do exército de ocupação israelita.

Michel Platini passará para a posterioridade como um homem que durante muito tempo fez crer que tinha princípios e que podia ser um exemplo para a juventude, mas que afinal não é mais que um fantoche.

O Euro 2013 não será o da « esperança » mas o do racismo.

Indigne-se ! Escreva à UEFA, a Platini e à Federação francesa de futebol :

Para escrever a Michel Platini : info@uefa.com

Para outros contactos :

Nathalie Boy de la Tour e Guillaume Nasli : contact@fondationdufootball.com

Jean-Pierre Escalettes (presidente da administração) : webmaster@fff.fr

CAPJPO-EuroPalestine 29.1.2011

Tradução do CSP
07
Jun
10

Holocausto Palestiniano

A marinha de Israel capturou ontem, sem violência, um cargueiro irlandês que se dirigia a Gaza com ajuda humanitária. O navio, Rachel Corrie, foi escoltado por duas vedetas até ao porto de Ashdod, no sul de Israel. O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, sublinhou a sua satisfação pela ausência de vítimas: “Isto demonstra a diferença entre um barco de pacifistas, com os quais discordamos mas a quem concedemos o direito de terem opiniões diferentes das nossas, e um navio de ódio organizado por extremistas turcos adeptos do terrorismo”, disse o chefe do Governo de Israel.” A organização irlandesa que fretou o barco denunciou o “desvio” do Rachel Corrie e o “rapto” dos seus passageiros.

O desrespeito pela vida dos habitantes da Faixa de Gaza e pelas leis internacionais continua. Até quando vai o mundo continuar a ter medo desta gente, continuar a pedir baixinho e envergonhado por favor sem ser atendido e a pactuar com o genocídio de um povo e a anexação de um país. O hipócrita Benjamin Netanyahu continua a usufruir da complacência hipócrita dos EUA e da EU. E em Portugal? Tenho vergonha das posições que o governo do meu país toma, sempre subserviente aos interesses dos mais poderosos. Gente sem consciência nem coluna vertebral.

01
Jun
10

Até quando?

Custa ver um povo que sofreu aquilo que sofreu o povo Judeu durante a segunda guerra mundial, passar de vitima a carrasco e a praticar agora ele o desrespeito pelas leis internacionais, pela vida dos outros e pelo genocídio de um povo.  O bloqueio à Faixa de Gaza, terror e a miséria a que condenam aquela terra e aquelas gentes é, há muito, uma vergonha, não só para Israel, mas para toda a comunidade Internacional que o permite.  O assalto a barcos carregados com ajuda humanitária, os mortos e os feridos que causaram são o ultimo crime cometido. Todos agora ouvimos e nos indignamos, talvez por não serem só os palestinianos as vitimas da violência israelita, mas a nossa indignação já muito nos devia ter sido manifestada por tudo aquilo que têm feito. Será bom que a partir de hoje não mais esqueçamos o sacrifício daquele povo e lhe estendamos a mão da solidariedade e não nos cansemos de lutar pelo fim do bloqueio e do genocídio.

05
Abr
10

Sapatinhos para Gaza

Pela primeira vez em perto de três anos, os camiões carregados de roupa e sapatos foram autorizados por Israel a entrar na Faixa de Gaza.

Um povo que foi vítima do Nazismo durante a segunda Guerra Mundial deveria ser o primeiro a lutar contra qualquer tipo de genocídio. Mas, a sua ânsia expansionista não pára de massacrar o povo Palestiniano e de ocupar o seu território. À força das bombas e da morte, continua a construir colonatos em território ocupado. Continua a espalhar miséria, horror e desespero. A comunidade internacional nomeia altos-representantes para processos de paz que nada fazem para mudar a situação e fechando os olhos aos crimes e às ilegalidades praticadas por Israel. O total desrespeito, a miséria, o horror, a morte a que são condenados os Palestinianos, demonstra a total hipocrisia e desinteresse pelos direitos humanos. Devíamos ter todos vergonha daquilo que deixamos acontecer sem nada fazermos para evitar.

16
Jun
09

O Google, o Koogle e o resto

Benjamin Netanyahu, koogle

Graças ao Koogle, os judeus ortodoxos já estão autorizados pelos rabinos a utilizar a Internet. Este motor de busca kosher bloqueia o acesso a todos os conteúdos proibidos pela lei judaica, como todo o material sexualmente explícito.
O Koogle, cujo nome é um trocadilho com o prato tradicional judeu kugel e o motor de busca Google, foi criado com o apoio de rabinos ultra-ortodoxos e bloqueia todos os conteúdos menos próprios, como a maioria das fotografias de mulheres, que os rabinos consideram “imodestas”. Os links para notícias israelitas e sites de compras são também filtrados, para que itens proibidos pelos rabinos, como televisões, não sejam visíveis. Mesmo o sabat, o dia de descanso semanal dos judeus, também é respeitado. O site não permite qualquer compra online neste dia em que a lei religiosa proíbe todos os tipos de trabalho e negócio.

Tanto criticam os ocidentais o fundamentalismo religioso de alguns e a falta de liberdade que existe em certos países como a China mas não parecem incomodados que os que chamam de “amigos” não tenham um comportamento melhor que eles. Se a este triste espectáculo de falta de liberdade e de fundamentalismo não bastasse temos ainda a sua postura criminosa e expansionista para com a palestina. O projecto apresentado pelo primeiro-ministro israelita. Benjamin Netanyahu, para a criação de um estado palestiniano seria uma ofensa para qualquer um de nós ao limitar os direitos de se ser livre e soberano no seu próprio país. Isto para não falar da continuação do crescimento de colonatos em áreas ocupadas e que desejam definitivamente anexadas. Que diriam os nossos hipócritas dirigentes ocidentais se não fosse o compadrio e cumplicidade que têm com o estado de Israel? Por muito menos encontraram justificação para invadir o Iraque, destruir o Líbano e ameaçar o Irão.
Nada tenho contra nenhum credo ou raça, acredito que todos têm o direito à sua existência e à sua liberdade, não aceito é que em nome de uma religião ou de um povo se matem inocentes e se pratiquem barbaridades. Não aceito é que o governo que me representa se coloque de um lado da barricada sem olhar á justiça ou à razão só por inconfessáveis interesses. Estou farto da política da hipocrisia.




Indignados Lisboa
Maio 2019
S T Q Q S S D
« Jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Blog Stats

  • 711.241 hits

Anúncios

%d bloggers like this: