Posts Tagged ‘Eduardo Catroga

21
Nov
12

Porque não te calas, pentelheiro

 

Este pentelheiro, como tantos outros que há décadas mamam do nosso dinheiro, que vivem como nababo, que se vendem e vendem o país por dez réis de mel coado podiam ao menos estar calados. Ficavam lá no seu cantinho a mamar mas tinham a decência de pelo menos não virem mandar postas de pescada a dizer o que nós temos ou não temos de fazer. Não encontro o artigo do jornal onde vinham as suas declarações, mas lembro-me que quando as vi só me apeteceu mandá-lo bugiar (para não dizer para o órgão sexual masculino adjacente ao tal pentelho de que ele falou). Esta gente não presta, não consegue ser sequer humana e por isso não faz parte de nós. Esta gente é para escorraçar pois só a sua presença é nociva. Esta gente tem egos e umbigos enormes e só pensam em si. Rua com esta cambada toda ou então vamos obrigá-los a viverem com o ordenado mínimo, o pior castigo que lhes poderíamos dar, pois representaria uma sentença de morte.  Morriam de fome antes do fim do mês.

29
Jul
12

O bordel do Poder

 

25
Jun
12

Uma Rede de tachos

O PS contestou hoje a nomeação de José Luís Arnaut para o cargo de membro não executivo do conselho de administração da REN – Redes Energéticas Nacionais e exige ao Governo que explique no Parlamento o processo de privatização da empresa. O PS acusa o Executivo de fomentar “um dos maiores exercícios de promiscuidade entre a política e os negócios, conformando a negociação em si uma ilegalidade”.
“A privatização da REN, tal como da EDP, funciona como uma espécie de espólio que o Governo distribui para personalidades ou dirigentes topo de gama do PSD e do CDS. Depois de Eduardo Catroga ou de Celeste Cardona, vem agora José Luís Arnault, sobretudo na sua qualidade de administrador da REN e simultaneamente presidente da comissão de auditoria financeira do PSD”.
O PS contesta igualmente a nomeação de Miguel Moreira da Silva, do CDS, que irá ocupar um lugar de direcção na REN. “Miguel Moreira da Silva que sai do Governo, que acompanha esta privatização, e sendo ele irmão do próprio vice do PSD, Jorge Moreira da Silva, vem ocupar um lugar de direcção e isto não é nenhuma coincidência”.

Qual é a surpresa? Mais uma vergonha a juntar a tantas outras de e que infelizmente não é uma excepção. Vendem aquilo que é património de todos nós e pagam os favores aos seus boys. Os sacrifícios, esses ficam para os outros.

10
Mar
12

A Garganta funda dos mercados

A EDP obteve lucros de 1125 milhões de euros em 2011, mais 4% que no ano anterior, o que representa o melhor ano de sempre da eléctrica. O dividendo por acção proposto é de 0,185 euros, o que representa um aumento de 8% comparativamente a 2010. Os novos accionistas da China Three Gorges irão receber 144 milhões de euros em dividendos.
O Estado vai receber menos  180 milhões de euros em dividendos este ano com a remuneração accionista que será paga pela EDP e pela REN.

Só podem estar a gozar com a nossa cara. Aos portugueses pedem-se todos os sacrifícios ao ponto da fome, pobreza e miséria e depois desbaratam todo esse esforço sabendo que brevemente nos vão exigir ainda mais e mais. Privatizam o que dá lucro e até a própria água está nos seus planos. Até quando vamos ver e calar este saque aos nossos direitos e às nossas vidas? Até quando vamos ficar parados? Nós somos os 99% e por isso o mundo é nosso.

22
Fev
12

A escolha natural do Partido Comunista Chinês

No final da Assembleia Geral da EDP, Eduardo Catroga afirmou que “Eu seria um candidato natural para um mandato como presidente. A minha escolha é uma escolha natural, e os accionistas, ponderando alternativas internas e externas, consideraram a mais acertada”.

Ainda bem que esta gente não sabe estar calada porque assim nos vão relembrando da vergonha que a sua existência representa para a justiça social, para a decência e para a hipocrisia reinante. É certamente uma escolha natural quando o Primeiro Ministro que negociou a venda da participação do Estado se chama Passos Coelho a quem tanto ajudou a fazer eleger. Também é certamente a alternativa mais acertada para os accionistas que têm um bom e agradecido amigo no poleiro do poder. Para ele ficam os mais de 40 mil euros mensais, para nós a factura da luz sempre a subir.

09
Fev
12

Se a ASAE não fecha este restaurante fechamos nós

Uns comem directamente do tacho enquanto todos os outros até já têm de partilhar os ossos. Cada dia, cada oportunidade de ir ocupar a rua é uma oportunidade de fazer a mudança. Só no dia em que todos os que dizem que não vale a pena, os que dizem hoje não me apetece, hoje estou cansado, hoje tenho de ir às compras, hoje quero ver futebol, todos decidirem não o fazer e sair para a rua poderemos correr com esta escumalha e assumirmos o nosso destino nas nossas mãos. Até lá somos só gado que eles controlas, manipulam e exploram enquanto acumulam riquezas e mordomias. Até lá cada dia em que alguém saia à rua em protesto é um dia a menos para o dia em que todos finalmente ocuparemos a rua. É por isso que já no dia 11 há mais uma boa oportunidade para mostrarmos o nosso protesto. Se forem dez mil pouco mudarão, 100 mil já incomodarão mas se fossem um milhão eles caiam. Cada um de nós conta e é por isso que uma vez mais lá estarei. E tu?

04
Fev
12

Quando acabam os tachos, fazem-se mais

O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho decidiu nomear António Borges para liderar uma equipa que acompanhará, junto da troika, os processos de privatizações, as renegociações das PPP, a reestruturação do Sector Empresarial do Estado e a situação da banca.

Como o Álvaro parece que não dá uma para a caixa, o Passos lá lhe vai tirando, tarefa a tarefa as atribuições do super-ministério. Primeiro tiraram-lhe  e deram ao Portas os negócios externos e agora ao Borges os negócios internos.
Importante mesmo é que ninguém fique sem emprego  nesta terra de bustos e embustes, de tachos e panelas, de uns e outros. Será que sou eu que estou farto desta gente e daquilo que andam a fazer? Será que me tenho de calar e conformar?

27
Jan
12

O Milagre dos Silvas

A “Plataforma Cidadã de Resistência à Destruição do SNS” preocupada com as recentes declarações do Senhor Presidente da República, informa que no próximo dia 28, Sábado, às16 horas, irá repetir o histórico “milagre das rosas” à porta de Belém, evitando, assim, que o senhor Presidente passe fome.
Como de acordo com as suas recentes alegações o seu miserável rendimento é insuficiente para suportar as despesas do seu excelso agregado, aproveitamos também para lhe entregar em mão o Manifesto da Plataforma (http://www.manifestosns.tk/?page_id=31), com as assinaturas recolhidas até à data, em nome dos milhões de portugueses que nos próximos longos e negros meses ficarão impossibilitados não só de comer, como também de adoecer, na sequência da nova legislação para a Saúde, que embora totalmente alheia ao espírito da Constituição da República, o Sr Presidente não impugnou.
Esta será uma “cerimónia” pública. Convidamos todos os utentes do SNS a participarem nela, contribuindo com a oferta de um pãozinho duro e bolorento.”

Eu vou. Difícil vai ser arranjar o pão bolorento que cá por casa evita-se o desperdício alimentar, mas por uma boa causa até ofereço um pãozinho da véspera aos Silvas nesta hora de grande aperto. Sempre pode fazer uma açorda.

Sábado 28 Janeiro às 16 Horas
19
Jan
12

Estes até vendiam a mãe

A participação de capitais angolanos em empresas portuguesas de comunicação social é normal e decorre de Portugal ter uma economia aberta, disse hoje em Luanda Miguel Relvas, ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares português.

Venderam a EDP ao democrata  Partido Comunista Chinês e agora vão pojar-se aos pé do honesto e democrata José Eduardo dos Santos para lhes venderem o Canal um da nossa televisão pública. Valores como a liberdade, justiça, direitos humanos, corrupção são palavras proscritas nos negócios do governo mais liberal e capitalista que existiu em Portugal.
Como bem diz o Ministro somos uma economia aberta o que quer dizer que tudo está à venda, das nossas empresas à própria soberania do país . Mas não é só por cá, muitos outros países europeus estão a ser atirados para a bancarrota para poderem ser comprados pelos “mercados” em época de saldos. O que se está a passar é um assalto, um roubo consentido pelos nossos impotentes e incompetentes governantes. Se ainda somos um país, se ainda temos uma história, uma cultura e uma identidade tudo isso não pode ser assim desbaratado e destruído por hipócritas vendilhões do templo. Há coisas que não se vendem nem têm preço.

17
Jan
12

Ser ou não ser hipócrita por um pentelho

“50% do que eu ganho vai para impostos. Quanto mais ganhar maior é a receita do Estado com o pagamento dos meus impostos, e isso tem um efeito redistributivo para as políticas sociais.”
Eduardo Catroga sobre os mais de 45 mil euros que vai ganhar como Presidente do Conselho Consultivo da EDP para juntar à sua humilde pensão de 9 mil.
Se haver altos salários é bom para o Estado, porque se empenha ele tanto em promover a redução dos salários em Portugal? Será que desejam conscientemente o mal para o país? Será que são só burros ou incompetentes? Ou as duas coisas. Ou será que somos todos filhos, uns da mãe e outros filhos da puta?
Quanto ao “pentelho” da questão é que o Catroga é um mãos largas e sacrificasse a que lhe paguem ainda mais para ele poder ajudar ainda mais o país e os seus pobrezinhos, redistribuindo ainda mais. E, ainda há quem lhe chame hipócrita .
15
Jan
12

Novos “comunistas” vieram à luz

Quando se conheceu o resultado da venda da EDP ao Partido Comunista Chinês e os nomes das nomeações para os tachos, não houve quem não reparasse que o cartão partidário foi considerado como um requisito essencial para o lugar. Ter ajudado o Passos Coelho a chegar ao poder também parecia ter sido levado em grande conta. Mas afinal parece que não, tantos têm sido os desmentidos do governo, dos próprios, dos accionistas, dos comentadores, dos amigos, etc. Segundo dizem não foi o governo quem deu a lista de nomes mas foram os próprios Chineses quem os escolheu. Não deve ter sido bela beleza da Cardona ou pelo pentelho do Catroga. Então só posso concluir que foi uma vez mais o cartão do partido a condicionar a escolha, nesta caso não o laranja do PSD, mas o vermelho do Partido Comunista Chinês.

14
Jan
12

Um tacho de pentelhos

Há realidades que são tão reais que se podia acreditar que ninguém duvidaria da rua realidade. A transferência das acções do Jerónimo Martins Portugal para o Jerónimo Martins Holanda é um desses casos. A partidarização e o compadrio na nas nomeações para os melhores tachos, como já tinha acontecido na Caixa Geral de Depósitos e aconteceu agora com a EDP e Águas de Portugal. O mais incrível, é que estas realidades tão reais são desmentidas e colocadas em dúvida. Não há bicho careta, comentador, “senadores” que não saiam em acérrima defesa  e até indignação por haver quem possa pensar que a realidade que viu é real. Jornais, televisões, rádios não poupam nos custos de servir os seus donos. E, a realidade deixa de ser o que é para passar a ser uma outra. Assustador é que haja tanta gente para quem a nova realidade seja mais real que a própria realidade que viveram.
10
Jan
12

Compadres e compadrios na toca do Coelho

A assembleia geral de accionista da EDP vai escolher no próximo dia 20 de Fevereiro o conselho geral e de supervisão. Entre os novos nomeados seis têm ligação ao Governo, entre os quais o futuro presidente Eduardo Catroga e também Celeste Cardona e Paulo Teixeira Pinto, que em 2010 encabeçou a equipa que elaborou o projecto de revisão constitucional do PSD.

O Passos Coelho bem disse que com ele no governo iam acabar os cargos de nomeação partidários e o compadrio. Como até agora, desde que é Primeiro-ministro, sempre fez o contrário daquilo que disse em campanha acabou por não ser surpresa para ninguém. Há que pagar favores e nisso o Coelhinho já mostrou ser honesto, coisa que não consegue fazer em tudo o resto.

06
Jan
12

O Pentelho que faltava

O antigo ministro das Finanças Eduardo Catroga vai ser o novo chairman da EDP e vai presidir ao Conselho Geral e de Supervisão a partir de fevereiro, ponto um ponto final nas dúvidas sobre a sua posição na cerimónia de aquisição da participação do Estado na EDP por parte da China Three Gorges.

Confesso que quando o vi todo aprumado na cerimónia a única ideia que me veio à cabeça foram velhas imagens de outras cerimónias em que, ao fundo estava sempre o Dias Loureiro. É o gajo lá ao fundo. Mas neste caso a coisa é bem mais simples e clara, estava lá porque fazia parte do pacote de venda da EDP e que mesmo assim os chineses consideraram um bom negócio.

19
Maio
11

Debates 2011 – A brincar com o coelhinho

O Passos Coelho pode ter jeito para muita coisa, mas não é certamente para debates. Levou um baile do Portas e agora deixou o Louça brincar com ele. Cada casca de banana da Madeira e mais um trambulhão. O Louça conduziu o debate e colocou o Passos Coelho à defesa sem este nunca ter capacidade para reagir, acabando muitas vezes a concordar com as opções “radicais” do Louça, que ainda o conseguiu acusar de ele sim, ser radical por querer colocar quem recebe o subsidio de desemprego a trabalhar de borla três tardes por semana. Se isto foi um treino para o debate com o Sócrates a coisa não lhe vai correr bem.




Indignados Lisboa
Agosto 2020
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Blog Stats

  • 716.831 hits


%d bloggers like this: