Posts Tagged ‘Fernando Nobre

11
Jul
11

O enjeitado


Nobre não exclui regressar à política e tem dúvidas de que Passos consiga tirar Portugal da crise porque a “herança é muito pesada”. Na sua primeira entrevista depois de renunciar ao cargo de deputado e após ter sido rejeitado como presidente da Assembleia da República, o fundador da AMI reage às críticas de que tem sido alvo: “Os que pensavam que estava à procura de um tacho enganaram-se”. Em entrevista ao Portugal Digital, Nobre, que está no Brasil, elogia a “dignidade” do primeiro-ministro Passos Coelho, mas manifesta dúvidas de que o novo governo consiga tirar o País da crise. “O governo recebeu uma herança muito pesada: seis anos de governo Sócrates duplicaram o endividamento externo do país e descontrolo das contas públicas; Portugal é hoje o segundo país com maior fuga de cérebros. Uma situação que dificulta muito a tarefa do governo”, afirmou o ex-candidato à Presidência da República, acrescentando que “Portugal está numa situação muito difícil” e tirar o país da crise “não tem só a ver com a competência do governo” pois “há factores externos que Portugal não controla”. Mais ainda, Nobre considera que toda a Europa está em crise: “Há risco de derrocada do projecto europeu, por falta de liderança, e poderão vir aí crises sociais muito graves”, alerta, acrescentando que é preciso criar “uma agência pública de ‘rating’ europeia”. À última pergunta que lhe foi colocada, sobre se vai continuar a ter uma actividade política activa, Nobre não excluiu um regresso à política: “Vou continuar a acompanhar atentamente tudo o que se passa no meu país e no mundo. O futuro a Deus pertence”.

Pensava eu que estava livre deste Nobre, (já nem sei se me refiro ao chouriço ou ao Fernando) e
que não mais o ouviríamos falar de política.  Não, afinal ainda há um Deus que o pode voltar a colocar no nosso futuro. (Só pode mesmo ser pela fé, que pela razão será difícil). Já não convence ninguém e o que nos diz ele. Que não lhe serve um qualquer tacho, só bons tachos, que foi candidato e apoiou o Passos Coelho a quem elogia a dignidade mas duvida que consiga tirar o país da crise, para acabar a colocar o seu futuro político nas mãos de Deus. Ou será do diabo?

06
Jul
11

Adeus , oh vai-te embora

Parece que finalmente acabou a vergonha chamada Fernando Nobre. Recusado pelos portugueses para ser Presidente da Republica e depois pelos deputados para Presidente da Assembleia, renunciou agora ao cargo. No entretanto faltou a duas sessões com a desculpa de estar doente para agora da AMI dizerem que está de férias. Triste espetáculo de quem se apresentou como independente, defensor da cidadania e da moral na política. Saiu pela porta pequena, a dos ratos. O Passos Coelho que o convidou por oportunismo mostrou a sua verdadeira face de populista para lhe sair o tiro pela CUlatra. A política mostra a sua pior face.

23
Jun
11

Triste Nobre

Para acabar de vez com o Assunto do Nobre escolhi utilizar o “Dom Quixote”, uma personagem que normalmente associo nos meus bonecos ao Manuel Alegre, mas que desta vez me pareceu a mais apropriada. Nobre, só de nome, derrotado na sua “cruzada” contra os políticos  por ter representado exatamente aquilo que os políticos têm de pior.  Deu má fama à cidadania e desiludiu muita gente que acreditou que estava ali alguém diferente e para melhor. Nem com o Passos Coelho a fazer o papel de Sancho Pança deixou de fazer figura de um “triste coitado”. Só uma capacidade lhe consigo ainda reconhecer, a de ser capaz de destruir uma imagem de honestidade, trabalho e capacidade em seis meses. Até o Sócrates demorou mais tempo a fazê-lo.
18
Jun
11

incompreensível

O secretário-geral do PSD, Miguel Relvas, considerou «incompreensível» a tomada de posição do Secretário Nacional do PS de dar indicações à bancada parlamentar socialista para votar contra a candidatura de Fernando Nobre a presidente da Assembleia da República.

Depois de aceitarem e calarem que o CDS, o seu parceiro de governo, recusasse apoiar e votar no Fernando Nobre, o PSD considera “incompreensível” que o PS também não vote nele. Parece-me que o Miguel tem a compreensão um bocadinho lenta, para não dizer desligada, mas quando os votos mostrarem que muitos deputados do próprio PSD também não votaram nele talvez compreenda.

12
Jun
11

Uma coisa sem nobreza nenhuma

«Só Nobre atrapalha negociações entre PSD e CDS»
in Diário de Notícias

Este Nobre que se apresentou nas Presidenciais como o mais anti-político dos candidatos, que se mostrou contra o clientelismo e a distribuição partidária de tachos, não necessitou nem de seis meses para se tornar naquilo que dizia criticar. Ansioso por poder e depois de não ter conseguido a Presidência não hesitou em transformar os seus míseros 15% de votos na possibilidade de ser a segunda figura da nação. Pequeno, pequenino demais para merecer o respeito, sobretudo daqueles que votaram nele. Sem experiência parlamentar, dificilmente vai conseguir ser eleito, tanto mais que o voto é secreto e há muitos, mesmo dentro do PSD, que não lhe reconhecem competência para o lugar. Espero que não o consiga para ver como vai reagir. Ele merece isso.

20
Abr
11

O Nobre bebé com idade para ter juizo


Um dos casos mais caricatos da política portuguesa dos últimos anos tem sido a novela da participação cívica do Fernando Nobre nos terrenos da política. Cedo mostrou não ter muito jeito, mas mesmo assim 600 mil portugueses ainda foram enganados na sua conversa. Depois, foi o que se viu, com o faz o que disse que nunca faria, o contradizer agora o que tinha acabado de dizer pouco tempo antes, para acabar a trocar os pés pelas mãos voltando a desdizer o que já tinha dito e desdito. O Passos Coelho bem pode limpar as mãos à parede com a asneira que fez  e quanto mais procura justificar o que o Fernando Nobre disse e desdisse mais se baralha e enterra.

18
Abr
11

O Nobre tacho

Afirmações de Fernando Nobre:
“No caso de não ser eleito presidente da Assembleia da República, renuncio imediatamente ao cargo de deputado”.
“Ainda não vi o programa do PSD, mas confio em Pedro Passos Coelho”.
“Não aceito que os que me apoiaram, num processo que se encerrou, se sintam donos do meu destino”
“A página no Facebook não tinha de estar aberta a todos os insultos. Houve vários lóbis que se concentraram em ataques pessoais ao meu carácter”.

Que posso eu pensar disto? Que mesmo em crise, ou talvez por causa dela, não são todos os tachos que lhe servem, que nem sabe bem aquilo que vai defender mas isso não interessa para nada comparado com as suas ambições pessoais, que se está nas tintas para a opinião daqueles a quem andou a pedir apoio na campanha eleitoral e que não gosta de ser criticado.  A mim pessoalmente nunca me convenceu mas conheço gente que não merecia e se sente enganada e triste. Pode fechar todas as páginas que desejar no facebook que já poucos devem acreditar nele e haverá sempre blogs e páginas do facebooks que não deixarão esta vergonha passar em claro.

14
Abr
11

Quanto vale a palavra de um Nobre?

12
Abr
11

Mon AMI Passos Coelho

Fernando Nobre encabeça lista do PSD por Lisboa e é candidato a presidente da Assembleia da Republica.

Lembram-se do discurso nobre do Fernando quando foi candidato a Presidente de Republica? Lembram-se do grande movimento de cidadania, do discurso contra os partidos e pela transparência na vida politica, contra o compadrio, o negócios de lugares e agora aceita o segundo lugar nas presidenciais, que não obteve, para aceder ao cargo de segunda figura da Republica. Ele há gente por aí.

29
Dez
10

O estado de saúde do país

No debate entre os Doutores, Defensor Moura e Fernando Nobre,  não mostrou concordancia nem na causa nem na cura para o mal que nos atinge mas ambos se mostraram estar de acordo sobre um dos virus que nos infecta, “Boliqueimius Cavacus”. Tentar irradicar este mal é urgente e para isso o unico tratamento que se conhece é ir votar,  não interessa em quem, para obrigar a uma segunda volta. Não vai curar o país, longe disso, mas será menos uma causa a agravar o estado do país.

24
Dez
10

Misturados davam um Fernando Alegre ou um Manuel Nobre?

Vi o debate onde o Alegre D. Quichote e o Nobre Sancho a chocaram um com o outro. Já na história original a “poética” Dolcineia “cegava” o Quichotesco candidato a herói enquanto o Sancho sempre me pareceu mais a consciência do “Grilo Falante” que um Nobre escudeiro.

19
Dez
10

As sereias de ontem, de hoje…e amanhã?

O debate do Cavaco com o Nobre foi isso mesmo, um debate entre um crustáceo (Ceyllarides Latus) e alguém mais honesto nos seus pensamentos e nas suas convicções. Um não conseguiu deixar de tentar sacudir a água do capote com as competências do presidente e o outro de criticar o sistema sem nunca mostrar como o combateria. O Cavaco mostrou não estar à altura do lugar que ocupa, ou outro não mostrou como nesse lugar combateria o sistema. Um falta-lhe poder dizer que fez, o outro como faria. Mesmo assim, entre um e outro, antes o que diz que quer fazer que o que sabemos que nada fez.

16
Dez
10

Quem é o dono da pobreza…e pouco mais.

Começaram os debates entre os candidatos à Presidência da República a que não me foi possivel assistir em directo. Procurei, mais tarde, uma repetição mas que acabou por ser cortada a meio por “problemas técnicos”. Assim, pouco ou nada pude entender das propostas dos candidatos pois tudo a que assisti foi a uma luta em que cada um procurou mostrar qual estava mais próximo da pobreza. Fernando Nobre  falou de ter visto crianças com fome a correr atrás de galinhas para lhes retirar o pão do bico  enquanto o Francisco Lopes foi às suas memórias de criança na sua aldeia natal, onde se ia para a escola de pé descalço.
Que o candidato do PCP tenha utilizado o debate para dizer mal do seu opositor parece-me normal, já que todos sabem que não tem nada de novo para dizer que já não esteja em qualquer comunicado do Comité Central, já do Fernando Nobre esperava que aproveitasse mais o tempo para explicar o que realmente pensa e que propostas tem. É que para além do bom trabalho que fez para a “familiar” AMI pouco se sabe daquilo que realmente pensa.

14
Set
10

Falsificações 8

29
Jun
10

Hérnias e Peritonites

O candidato presidencial Fernando Nobre comparou hoje a situação de Portugal a “uma hérnia estrangulada”, que precisa de ser operada antes que surja “a terrível peritonite e a irremediável morte”.

Nós sabemos que o homem é médico, mas duvido muito que as competências presidenciais lhe concedam a possibilidade de deitar Portugal numa mesa de operações. Ainda assim, se tivesse as competências, iria fazê-la no Serviço Nacional de Saúde ou no Privado? É que este Fernando cada vez que fala, só deixa cada vez mais dúvidas e menos certezas. O mal de não se saber se afinal a sua casta é “Nobre” ou pertence aos “Plebeus”.



Indignados Lisboa
Agosto 2020
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Blog Stats

  • 716.831 hits


%d bloggers like this: