Posts Tagged ‘Miguel Macedo



22
Mar
13

O consenso nacional…uma porra

passos coelho miguel macedo vitor gaspar miguel relvas governo consenso politico

Muito se fala na necessidade de haver um Consenso Nacional sobre um governo para aplicar as  politicas da Troika e da União Europeia. Perante o descrédito que este governo já atingiu e a não alternativa que o PS representa já muitos falam de um governo em que se unam todos os partidos do alterne. Teríamos assim uma espécie de unanimidade politica em que nem a integridade da constituição estaria salvaguardada. Chamar democracia a uma porra destas só pode ser uma brincadeira de mau gosto. Isto já não é um país e a soberania é uma palavra sem sentido quando somos governados por gente para quem o seu único objectivo é a obediência aos mercados e à gorda alemã.

Se desejam um governo PS/PSD/CDS ao menos tenham a coragem de levar essa ideia a eleições com os três partidos a concorrerem em coligação. Talvez viessem a ter uma surpresa. Está na hora de encontrar alternativas e exigir o fim desta farsa em onde dos partidos do chamado arco governamental se pode dizer sem errar que eles sim, são todos diferentes, todos iguais. Diferentes no nome, iguais na mentira, no desemprego e miséria a que nos condenam.

21
Fev
13

Já tocaram a senha da revolução …outra vez

passos coelho paulo portas vitor gaspar alvaro santos pereira aguiar branco paulo macedo miguel macedo nuno crato miguel relvas assuncao cristas paula teixeira da cruz pedro mota soares grandola

Que ao menos saibam a letra:Grândola Vila Morena (Zeca Afonso)

Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina, um amigo
Em cada rosto, igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade

Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto, igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola, a tua vontade

Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade

18
Fev
13

passos coelho paulo portas vitor gaspar miguel macedo paulo macedo aguiar branco conselho minisytros

21
Jan
13

Contra o Gang dos Gangsters

passos coelho paulo portas miguel relvas vitor gaspar gangster gang

Já não sei que bonecos fazer, já não sei o que escrever, quase já não sei o que pensar. Já retratei esta canalha que nos governa de todas as maneiras que me lembrei, de palhaços a gatunos, de vampiros a animais, já lhes chamei tudo, de gananciosos a vendidos,de traidores a bandalhos, já pensei o pior deles e isso continuo a pensar. Já falta imaginação, já faltam palavras, já faltam ideias. Já só me falta tornar crente em Deuses e rogar que nos livre desta maldição. Os que governam, roubam e espoliam direitos todos os dias, os que fazem oposição acabam a participar na palhaçada garantindo que a democracia de alterne mantêm a sua fachada. Uns querem manter o poder, os outros não perder o que têm. Um pouco como as pessoas, os que se estão a encher à nossa custa querem garantir que se vão encher ainda mais e os que já perderam quase tudo têm medo de perder o pouco que ainda lhes resta. Para ajudar à festa o sistema rodeou-se de uma comunicação social que garante que tudo ficará como está na democracia de alterne, da força para garantir a sua segurança e a imposição das suas injustiças e de uma justiça que é tudo menos cega e que funciona a três velocidades, parada e a passo de caracol para os ricos e a passo para os outros.

Não sei até onde isto pode continuar, se estes ladrões da nossa esperança vão poder continuar a reinar impunemente durante muito tempo, se os que se dizem oposição um dia tomarão alguma posição ou se um dia tudo isto implode ou explode. Será que podemos ficar parados à espera? Não será depois muito tarde para salvar dos restos ainda alguma coisa? Acredito que sim e por isso só posso ter a esperança que a indignação supere o medo e a voz dos tais 99% seja finalmente respeitada. Se dependesse só de mim há muito que tinha acontecido, assim só tenho que tentar continuar a acreditar e esperar que todos os que estão a ser espoliados nos seus direitos e nas suas vidas se juntem.

19
Jan
13

O Bastão da Ordem Pública

miguel macedo gas pimenta

A polícia usou gás pimenta, esta manhã, para dispersar uma manifestação de estudantes que estava a decorrer à porta da secundária Alberto Sampaio, em Braga. Seis alunos tiveram que receber tratamento hospitalar.Os estudantes estavam a protestar contra a integração da escola num mega-agrupamento, fecharam as portas da escola a cadeado.
A comissária Ana Margarida, da PSP de Braga, diz que foi preciso usar pimenta «para abrir caminho por entre os estudantes e para conseguir chegar ao portão, permitindo que os bombeiros cortar a cadeado». Segundo a comissária esta atitude foi tomada para evitar uma postura mais musculada como o uso do bastão de ordem pública.

O Sr. Ministro pode andar a enganar as pessoas quando envia infiltrados para as manifestações dos movimentos sociais para criar incidentes e justificar a violência da acção policial, pode deixar policias a serem apedrejados durante duas horas para depois poder justificar cargas cegas e brutais sobre gente pacifica, pode fazer o que desejar e abrir averiguações sobre inquéritos e inquéritos sobre averiguações ou inquéritos sobre inquéritos que já ninguém está para o aturar. Pode ter feito tudo e tudo justificado com a violência dos manifestantes e a manutenção da ordem pública. Pode ter inventado grupos terroristas e grupos violentos onde não os há. Pode e fez mesmo quando essa violência não existiu ou foi provocada pela própria policia. O que não pode justificar é o uso de gás pimenta sobre jovens do secundário, miúdos de 12 anos que protestavam em frente da sua escola e que acabaram alguns no hospital. Pior ainda fica quando se justifica o uso desse gás pimenta como justificação para evitar uma postura mais musculada como o uso do bastão de ordem pública. E porque não de tiros de shotgun?
Quem ordenou esta violência policial devia ser demitido e o ministro que tutela a policia tinha a obrigação de se demitir ou ser demitido. Uma vergonha, uma afronta à liberdade e ao direito de protestar. Não estamos a falar de terroristas, de grupos violentos e organizados, de gangs de bandidos, estamos a falar de miúdos de uma escola secundária. Tenha vergonha na cara e demita-se em nome da decência e em respeito pela democracia e pela liberdade. Se é que a tem.

19
Dez
12

A minha árvore de Natal

passos coelho miguel relvas vitor gaspar alvaro santos pereira paulo portas aguiar branco miguel macedo paulo macedo pedro mota soares assuncao cristas paula teixeira da cruz antonio borges natal 2013

Este ano estou sem espírito natalício nenhum, mas, no facebook, já andam tantas árvores com bolinhas, presentes, renas, e senhores gordos vestidos de vermelho que me senti na obrigação de também eu aqui assinalar o momento antes que me esqueça. Fica já a minha árvore já que cá por casa não me parece que vá haver outra. É o que se pode arranjar num Natal onde vai haver tanta pobreza em tantas casas embora em alguns sapatinhos se vão poder encontrar belos presentes como a TAP, a ANA ou a RTP.

27
Nov
12

O fim do triunfo dos porcos

 

Hoje há manifestações à porta do parlamento e em Belém. Nas que são convocadas pela CGTP não haverá certamente problemas porque os manifestantes estarão vigiados por duas polícias. A do Miguel Macedo e a da própria CGTP. Nas outras espero que também não, que tudo decorra normalmente pois estar a dar-lhes argumentos para criminalizarem os movimentos sociais não me parece boa ideia. Eles sabem que é dai que vem a principal contestação e onde cada vez mais se juntam forças a exigir a mudança, não só deste governo mas dom próprio sistema de alterne em que vivemos. Eles sabem que são os cidadãos, auto-organizados que os vão derrubar e construir uma democracia mais participativa e responsavel, onde o país fique a salvo de assaltantes no poder que tudo saqueiam e vendem aos seus donos. Eles sabem que a sua hora vai chegar e tudo querem fazer para nos destruir, mas não há governo, por mais polícias que tenha e por mais violência que tente gerar, que possa travar um povo quando ele resolva exigir a mudança. É que a história de que todos os porcos são iguais mas uns são mais iguais que os outros já pertence à história e na nova história que vai ser escrita os porcos não passarão de simples porcos.




Indignados Lisboa
Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Blog Stats

  • 713.924 hits


%d bloggers like this: