Posts Tagged ‘Nicolas Sarkozy



29
Jan
10

O Jogo do poder

O presidente francês Nicolas Sarkozy na sua intervenção no Fórum Económico Mundial, em Davos, afirmou que “Não estamos a perguntar o que vai substituir o capitalismo mas que tipo de capitalismo queremos”, acrescentou. “Devemos repensar o capitalismo e repor a sua dimensão moral e a sua consciência”.

Mas desde quando é que o capitalismo tem uma dimensão moral e sobretudo uma consciência se a sua falta é o cerne do próprio capitalismo?

01
Nov
09

A Palhaçada chamada Europa

Barroso socrates blair sarkozy merkel klaus tratado lisboa
Acabou mais uma cimeira europeia e, como sempre, fizeram todo o tipo de trafulhices para garantir que o tratado de Bilfrtbrth entra em vigor. Desta vez foi dar à Republica Checa aquilo que ela exigiu. Parvos foram os que não fizeram uma birra para também terem direitos diferentes dos outros. A palhaçada europeia continua.


07
Out
09

A vitória dos Senhores da Nova Ordem Mundial

blair sarkozy merkel durão barroso apocalipse

Agora que já conseguiram arranjar uma maneira de legitimar (?) o tratado de Lisboa, com a mentira da repetição do referendo na Irlanda, os Bilderbergs já podem esfregar as mãos de satisfação. Um dos Assassino da criminosa da Guerra do Iraque, o Blair, já se prepara para assumir a presidência da União á revelia da opinião dos Europeus numa caricatura de democracia em que se tornou esta Europa. Até nos Estados-Unidos, pátria do capitalismo, o Presidente é eleito, mas aqui preferem ser os Senhores do poder a nomeá-lo por debaixo da porta e sabendo nós quais as intenções criminosas desta gente, bem podemos temer o pior. Aproxima-se uma época apocalíptica no mundo e esta gente toma posições para o genocídio que se prepara. Podem acusar-me de ser um maníaco das teorias da conspiração, mas prefiro ser tomado por maluco que tratado como um cordeirinho a caminho do altar de sacrifícios. Querem uma prova? Vejam isto e há muito mais para encontrar na internet. Informem-se e mobilizem-se que com os Senhores da “Nova Ordem” a assumir o poder em todo o lado, a guerra pela sobrevivência aproxima-se.

21
Jun
09

A mentira Europeia da Irlanda

durão barroso sarkozy, Brian Cowen tratado

A demonstração da falsa democracia europeia continua. Mesmo depois do receio que mostraram da vontade popular relativamente ao Tratado de Lisboa, recusando fazer referendos em todos os países, no único onde isso não era possível constitucionalmente ele foi recusado. Pelas regras que eles próprios tinham criado, o Tratado deveria estar morto e enterrado, mas não, numa pirueta anti-democrática resolveram que a solução seria fazer a repetição desse referendo. Mas, isso não bastava e tinham de garantir que desta vez o sim irá ganhar. Cedendo às exigências do Primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, foi aceite anexar um protocolo ao tratado que garante que não será colocado em causa a neutralidade da ilha, seu vantajoso regime fiscal, a proibição do aborto ou a protecção dos direitos trabalhistas. O problema estava em que a anexação deste protocolo ao tratado exigiria que todos os países tivessem de o rectificar de novo, coisa que iria fazer lembrar aos cidadãos que tudo estava a ser feito nas suas costas e muito possivelmente contra a sua vontade. A solução encontrada faz com que este protocolo só seja anexado ao tratado quando da adesão de um novo país prevista já para o ano (Croácia ou Islândia), o que não obrigará a nova ratificação.
Pelos vistos teria valido a pena aos países fazer referendos pois conseguiriam com isso ganhar garantias e ficar livres de algumas obrigações.
Democracia? Respeito pela vontade Popular? Certamente não nesta União Europeia e certamente não com esta gente. Não vale a pena continuarmos com tretas e meias palavras e chamar os bois pelos nomes. Quem entrega a soberania de um país a outros países sem consultar a vontade popular é traidor a esse país. Em Portugal alguns já foram defenestrados e se calhar estava na hora de defenestrar alguns outros.


16
Jun
09

O Google, o Koogle e o resto

Benjamin Netanyahu, koogle

Graças ao Koogle, os judeus ortodoxos já estão autorizados pelos rabinos a utilizar a Internet. Este motor de busca kosher bloqueia o acesso a todos os conteúdos proibidos pela lei judaica, como todo o material sexualmente explícito.
O Koogle, cujo nome é um trocadilho com o prato tradicional judeu kugel e o motor de busca Google, foi criado com o apoio de rabinos ultra-ortodoxos e bloqueia todos os conteúdos menos próprios, como a maioria das fotografias de mulheres, que os rabinos consideram “imodestas”. Os links para notícias israelitas e sites de compras são também filtrados, para que itens proibidos pelos rabinos, como televisões, não sejam visíveis. Mesmo o sabat, o dia de descanso semanal dos judeus, também é respeitado. O site não permite qualquer compra online neste dia em que a lei religiosa proíbe todos os tipos de trabalho e negócio.

Tanto criticam os ocidentais o fundamentalismo religioso de alguns e a falta de liberdade que existe em certos países como a China mas não parecem incomodados que os que chamam de “amigos” não tenham um comportamento melhor que eles. Se a este triste espectáculo de falta de liberdade e de fundamentalismo não bastasse temos ainda a sua postura criminosa e expansionista para com a palestina. O projecto apresentado pelo primeiro-ministro israelita. Benjamin Netanyahu, para a criação de um estado palestiniano seria uma ofensa para qualquer um de nós ao limitar os direitos de se ser livre e soberano no seu próprio país. Isto para não falar da continuação do crescimento de colonatos em áreas ocupadas e que desejam definitivamente anexadas. Que diriam os nossos hipócritas dirigentes ocidentais se não fosse o compadrio e cumplicidade que têm com o estado de Israel? Por muito menos encontraram justificação para invadir o Iraque, destruir o Líbano e ameaçar o Irão.
Nada tenho contra nenhum credo ou raça, acredito que todos têm o direito à sua existência e à sua liberdade, não aceito é que em nome de uma religião ou de um povo se matem inocentes e se pratiquem barbaridades. Não aceito é que o governo que me representa se coloque de um lado da barricada sem olhar á justiça ou à razão só por inconfessáveis interesses. Estou farto da política da hipocrisia.

23
Abr
09

Quando o crime se tornar legal

durao-barroso-pin-europa
A Comissão Europeia tem, desde 1999, um projecto para incluir a economia paralela na contabilização do PIB, o que vai fazer com que actividades como a prostituição ilegal, o tráfico de droga, o jogo clandestino e o contrabando passem a contar como riqueza.
Já em 2006, quando a Grécia, com um procedimento por défices excessivos, decidiu rever as Contas Nacionais de forma a incluir várias actividades informais ou mesmo ilegais. O resultado foi um crescimento de 25% do PIB, que diluiu o défice e fez as delícias da imprensa internacional. O britânico Guardian ironizava com a situação dizendo que “O PIB grego sobe 25% com uma ajudinha das prostitutas”. O Eurostat acabou por validar as contas.

Se o contrabando, o tráfico, o jogo e a prostituição contarem nas estatísticas como riqueza e resolver os problemas do défice, qual será o estado que a vai combater? Antes pelo contrário, vão dizer aos polícias para virar as costas e esperar que todos os bandidos do mundo escolham o seu país para viverem e fazerem as actividades ilegais.
Depois desta, só falta que, de cada vez que alguém nos roubar a carteira, também isso seja considerado como uma transacção e, se o ladrão for apanhado, em vez de ser preso lhe cobrem o IVA. Só falta mesmo é legalizar a actividade criminosa. Está tudo louco?

europa-legalizacao-crime

02
Mar
09

Um Sistema tóxico

sarkozy-activo-toxico
Os dirigentes europeus reunidos em cúpula extraordinária em Bruxelas, na Bélgica, neste domingo se posicionaram contra acções proteccionistas e também deram o pontapé inicial para a criação dos “bancos maus”, que reuniriam títulos podres, com pouco ou nenhum valor de mercado, em poder de instituições financeiras do continente.
in [G1]

“Porreiro pá”. Vai-se ter com os culpados da crise e simpaticamente retiram-se os prejuízos. Esses ficam para o Estado, para todos nós, que fomos roubados durante todo este tempo e que agora vamos pagar cada euro que nos roubaram, a quem nos roubou. Há que ser simpático para os bancos, eles são o sistema financeiro, sem eles o sistema não funciona. É por eles que todo o dinheiro passa, vindo donde vier e entregue seja lá onde for e que destino tiver, seja ele o pagamento de um salário ou um suborno. Seja ele para pagar uma prestação da casa ou para comprar armas. Mas há que ser simpáticos que eles são o sistema. Pena que não sejam tão simpáticos para aqueles que confiaram neles, para aqueles que podem não ter “activos tóxicos” nas suas contas, mas têm certamente “créditos tóxicos” que os asfixiam todos os dias. Créditos que eles criaram com as facilidades, com as ofertas, com “marktings” elaboradíssimos. Venderam o crédito como nos venderam a facilidade, dizendo-nos “Yes you can”.Claro que para quem deve milhões há sempre a possibilidade de resolver o problema, como bem o nos pode contar o Berardo ou tal Fino de que agora tanto se fala. Para quem só deve milhares a coisa é mais complicada, mas o mais engraçado de tudo isto é que és ainda tu que vais ajudar, que vais estar pagar os prejuízos do banco no mesmo momento em que ele se recusa a ajudar-te a ti.

16
Fev
09

La teta Asustada

merkel-sarkozy-barroso-urso-ouro-20091
Vêm aí as reuniões dos mais ricos, dos G7’s, dos G20’s e de todos os G’s que se possa imaginar, com FMI, Bancos e Donas Brancas que podemos imaginar, tudo para encontrar a solução da crise. Evitar proteccionismos, (embora muitos do que o afirmam sejam os primeiros a faze-lo nos seus países) e muito provavelmente a criação de “Maus Bancos, ou sejam Bancos criados para recolherem todos os ditos “activos tóxicos”, (vulgo prejuízos) de toda a Banca Privada e paga por nós. Paga com despedimentos, redução de salários, impostos e mais pobreza. Chegará isso para resolver todos os problemas ou ainda nos virão dizer que a culpa é nossa, da demasiada liberdade, dos demasiados direitos que tem quem trabalha ou simplesmente existe. É sabido que existe a previsão feita pelos grandes senhores do capital, os Senhores do Mundo, os Iluminatti’s, os Bilderberg’s que vivem nas sombras do silêncio mediático, (que controlam), de que brevemente só haverá trabalho para 1/5 da população mundial (80%). As soluções encontradas até agora passam pela destruição desse excedente de população, para os mais radicais e o “Tits-entretainement”, uma teoria que afirma que com um mínimo de sobrevivência e entretenimento os povos se mantêm calmos e quietos, para os mais moderados. Seja ela qual for, a solução escolhida para a “Nova Ordem Mundial”, se nada fizermos, estaremos certamente muito pior quando derem esta crise por terminada. Isso é uma certeza.

10
Jan
09

As novas conquistas dos Donos do Mundo

O Império

O Império

«O presidente francês, Nicolas Sarkozy, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o ex-primeiro-ministro britânico, Tony Blair, apresentaram em Paris propostas para salvar o capitalismo, questionado pela crise, em uma reunião convocada sob o lema “Novo mundo, novo capitalismo“.
No discurso inaugural do encontro, Merkel lançou a ideia: “É possível que junto ao Conselho de Segurança tenhamos também um Conselho Econômico com um papel diferente do ECOSOC“, o Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, que coordena políticas nestas áreas entre as agências da ONU.
Sarkozy declarou: “Eis aqui o Estado encarando em plenitude seu papel e suas responsabilidades“, advertindo que não se trata de nacionalizar toda a economia mundial, nem de criar um capitalismo de Estado. “Um capitalismo de empresários que o Estado deve animar, impulsionar“. “Mas por falta de regulamentação do sistema, ela não deve ser substituída por um excesso de regras“, advertiu.
Já Tony Blair, defendeu um “governo mundial” para regular o sistema financeiro diante da crise internacional.
O presidente do Banco Central Europeu (BCE) Jean-Claude Trichet, o diretor-geral da OMC (Organização Mundial do Comércio), Pascal Lamy, o ministro indiano de Comércio Kamal Nath e o ministro italiano de Economia, Giulio Tremonti, estiveram também entre os participantes.»

Estes reúnem-se em privado para decidir o nosso futuro na dita “Democracia Europeia”. Já decidiram que somos capitalistas pelo que não entendo porque havemos nós de ir votar. Se eu votar no Comunismo ou no Socialismo, (e não estou a falar do PS) o meu voto nunca poderá contar. Afinal não me deixam decidir nada de importante, somente me pedem para dizer qual o nome da marioneta em que a comunicação social já fez o trabalho de convencer o povinho a votar. Isto cá no burgo, que na Europa eles escolhem o Presidente, eles até já pensam nomear o “Governo Mundial”, o derradeiro objectivo dos satânicos Bilderbergs, Iluminati e outros Donos do Mundo. Para nós fica o papel de servos dos seus servidores.

10
Dez
08

O trio de Londres

Cocó Ranheta e facada

Cocó Ranheta e facada

Estes três, o Sarkozy, o Brown e o Cherne, reuniram-se em Londres para preparar a reunião Europeia onde esperam aprovar o plano de combate à crise. Distribuir dinheiro pelos patrões, combater o protecionismo e manter tudo como está, prometendo somente que não voltarão a cometer os mesmos erros que criaram esta crise. Parecem não entender que o próprio sistema é o erro e que por mais que façam não poderão impedir que mais crises como esta se tornem inevitais. O capitalismo é insaciável.


25
Out
08

Kamarada Sarkozy

Kamaradas Sarkozy e Bruni

Kamaradas Sarkozy e Bruni

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou que “a ideologia da ditadura dos mercados e do Estado impotente morreram com a crise financeira”.”Tudo converge para reflexões sobre a redefinição do papel do Estado na economia”.Segundo Sarkozy, uma revolução intelectual e moral está em andamento e “de agora em diante, nada mais na economia mundial será como antes”. “Pensávamos que a política não era algo necessário. Isso acabou”, disse o presidente francês, considerado um liberal. “Haverá agora maior actuação política.” Sarkozy anunciou medidas de apoio à economia francesa, que deve, segundo projecções, entrar oficialmente em recessão no terceiro trimestre deste ano. “A Europa não deve deixar suas empresas à mercê dos predadores” Sarkozy anunciou a criação de um tipo de fundo soberano francês, chamado de Fundo Estratégico de Investimento, para apoiar empresas consideradas fundamentais para a economia do país. In [GLOBO.COM]
O presidente venezuelano, Hugo Chávez, chamou de “camarada” o chefe de Estado francês, Nicolas Sarkozy, depois deste ter afirmado que a actual crise financeira internacional representou “a morte da ditadura do mercado”. “Que frase para a história. Camarada Sarkozy, caramba, me surpreendeu”.In [GLOBO.COM]

Se eu não olhasse para o Sarkozy como uma das personagens mais sinistras e perigosas que por aí anda, se não soubesse que é um dos demónios ao serviço dos Bilderberg até podia pensar que lhe tinha dado um rebate de consciência. Assim, só temos de estar atentos e esperar o pior. Esta crise, crise que eles criaram com as suas politicas e a sua ganância, já está a ser utilizada para roubar o dinheiro de todos nós para financiar os Bancos e já nos dizem que também vai engordar as grandes empresas privadas. Enquanto deram lucro, baixaram-nos os salários e retiraram-nos direitos, agora que dão prejuízo fazem com que sejamos nós a pagá-lo.
Será que nem assim este povo levanta a sua voz contra estes ladrões?
Será que vão aceitar bovinamente, uma vez mais, que nos roubem descaradamente?
Porque não nacionalizam os grandes grupos económicos e obrigam as grandes fortunas feitas com o dinheiro roubado a quem trabalha a pagar os prejuízos pelos quais são responsáveis?
Não estará na hora de fazer a revolução?




Indignados Lisboa
Outubro 2021
S T Q Q S S D
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Blog Stats

  • 721.531 hits


%d bloggers like this: