Posts Tagged ‘Valentim Loureiro

12
Nov
10

Ele há tangos para todos os gostos

 

Os autarcas podem ficar impunes, escapando às penas do Tribunal de Contas e à obrigação de devolver dinheiro desviado e pagamentos ilegais, já a partir do próximo ano. É o que prevê a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2011. A alteração é feita através de uma complexa teia jurídica, com remissões que põem em vigor para os autarcas um decreto de António de Oliveira Salazar, de 1933 – que foi ressuscitado e se aplica, ainda hoje, aos membros do governo.
09
Maio
10

O Estado pede a Valentim Loureiro que devolva 30 mil euros pelos salários auferidos enquanto presidente do Conselho de Administração do Metro do Porto. «Realmente chegou à câmara uma carta que dá conhecimento de que tinha de devolver os vencimentos magros que lá tinha auferido». «Quem participa em situações destas ganha 1000 euros, como eu ganhava. Porque os administradores executivos, como era o professor Oliveira Marques, ganhavam 10 mil. É legítimo que mesmo sobre essa côdea se diga que devolvam porque não têm direito?». «As Pessoas têm de ser remuneradas não apenas pelo trabalho que fazem, mas pelas responsabilidades que assumem».

1000 Euros podem ser côdeas para o Valentim, mas Côdeas dessas eram banquetes para muitos. É disso que ele se parece esquecer. Todos sabemos que esta gente come de muitas gamelas e que lhes basta ter o nome de uma lista de administradores não executivos para engordarem a conta bancária. Como ele reconhece nem é pelo trabalho que são pagos, basta dizerem que assumem muitas responsabilidades. Lata não lhes falta.

03
Maio
10

Uma espécie de ajudas de custo…não executiva

Recentemente, o Ministério das Finanças mandou vários autarcas com a acumulação de administradores não executivos na empresa do Metro repor os salários recebidos desde 1 de Janeiro de 2007. Além de Rui Rio, terão também de devolver os respectivos salários, enquanto administradores não executivos da Metro, Marco António Costa (vice-presidente da Câmara de Gaia), Mário Almeida (autarca de Vila do Conde) e Valentim Loureiro (presidente da Câmara de Gondomar). A Junta Metropolitana do Porto pronunciou-se na quarta-feira sobre o assunto e garante que os autarcas com cargos na Metro do Porto “não cometeram nenhuma ilegalidade”. Considera a decisão do Ministério das Finanças relativa à devolução das remunerações “um ataque indiscriminado e totalmente injustificado”.

A primeira duvida que me fica é a de saber para que raio servem administradores não executivos no Metro do Porto? A segunda constatação é ver esta gente, tão empenhada politicamente em gritar aos sete ventos na necessidade de o Estado reduzir as suas despesas e que tanto defendem a perda de direitos e salários para os trabalhadores se indignem tanto quando mexem nas suas mordomias. Pagar a outros, salários mínimos e subsídios de miséria são desperdícios, enquanto para eles a acumulação de benefícios, reformas e outras indignidades são o pagamento justo pelo seu trabalho e mérito.

10
Out
09

Dia de reflexão autárquica

valentim loureiro tony carreira

Nesta campanha ainda não aqui falei nem do Valentim, da Felgueiras e de tantos outros autarcas que envergonham a vida autárquica. Na véspera das eleições, neste dia que dizem de reflexão talvez fosse bom pensarmos se queremos continuar a dar cobertura ao crime e à corrupção, se queremos continuar a ver esta gente a gerir os dinheiros da nossa terra. Também aqueles que, com electrodomésticos, chouriços, canetas, bicicletas e outras bugigangas nos tentam “comprar” o voto, tratando as populações como gente parva, não o deviam receber nunca. Tanto gritamos contra o populismo e contra a corrupção dos nossos políticos mas, no dia em que podíamos correr com eles, voltamos a elege-los. Rua com esta cambada e já amanhã na hora do voto.

isaltino morais candidato procurado

Desculpem lá repetir este boneco, mas Oeiras é o meu concelho

20
Jul
09

Santinhos para todos os gostos

corrupção folha santos

As áreas da contratação pública e da concessão de benefícios públicos contêm riscos elevados de corrupção, afirma o Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC), com base nas respostas a um questionário realizado a 700 entidades públicas.

As coisas que esta gente descobre com estes estudos. A Dona Maria ali da tasca da esquina já lhes podia ter dito isso há muito tempo. Ela ou outra pessoa qualquer.





Indignados Lisboa
Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Blog Stats

  • 714.358 hits


%d bloggers like this: